CONTRIBUIÇÕES DA VIVÊNCIA EM COMUNIDADE PARA FORMAÇÃO ACADÊMICA EM FISIOTERAPIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2021v7n2ID22620

Resumo

Introdução: Durante sua formação o fisioterapeuta é preparado para atuar em todos
os níveis de atenção, não ficando restritos somente às ações reabilitadoras e curativas
às quais são comumente associados, a promoção e educação em saúde, faz parte de
suas atribuições e visam a autonomia na saúde da população. Objetivo: Descrever a
percepção dos acadêmicos de fisioterapia sobre a vivência no estágio supervisionado
no setor de saúde da comunidade. Metodologia: Os relatos apresentados neste
estudo estão vinculados à atuação de quatro discentes do curso de Fisioterapia em
uma Unidade Básica de Saúde do município de Piripiri-PI, durante o período de
fevereiro a março do ano de 2020. As atividades eram realizadas três vezes por
semana, ficando estabelecido a divisão em três momentos (Alongamento e aferição
da pressão arterial; Dinâmica; Roda de conversa), com o intuito de trazer uma
melhor interação da comunidade com os acadêmicos, proporcionar ganhos de saúde
aos participantes e promover um maior conhecimento sobre os temas abordados.
Resultados e discussão: Essas ações realizadas durante o estágio, resultaram na
construção de um vínculo entre os acadêmicos e a comunidade gerando promoção e
educação para ambos os lados, bem como a desconstrução da sociedade sobre as
atribuições do fisioterapeuta. Conclusões: Desta forma finda-se que o estágio na
comunidade agrega ao conhecimento teórico e prático dos acadêmicos uma
experiência rica, que leva ao desenvolvimento de habilidades e trabalho em equipe,
assim como proporciona uma maior valorização sobre a importância da atenção
primária e o papel do fisioterapeuta na equipe multidisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arlon Néry do Nascimento, Cristo Faculdade do Piauí - CHRISFAPI

Discente do Curso Bacharelado em Fisioterapia pela
Cristo Faculdade do Piauí – CHRISFAPI

Amanda Maria Brito da Silva, Cristo Faculdade do Piauí - CHRISFAPI

Discente do Curso Bacharelado em Fisioterapia pela
Cristo Faculdade do Piauí – CHRISFAPI

Carolyne Carvalho Caxias, Cristo Faculdade do Piauí - CHRISFAPI

Discente do Curso Bacharelado em Fisioterapia pela
Cristo Faculdade do Piauí – CHRISFAPI

Dionatan Christophe Alves de Paula, Cristo Faculdade do Piauí - CHRISFAPI

Discente do Curso Bacharelado em Fisioterapia pela
Cristo Faculdade do Piauí – CHRISFAPI

Mayane Carneiro Alves Pereira, Universidade Federal do Piauí - UFPI

Mayane Carneiro Alves Pereira - Fisioterapeuta pela Universidade Federal do Piauí
(UFPI), mestre em Ciências e Saúde pela UFPI, Fisioterapeuta da Fundação
Municipal de Saúde de Piripiri-PI, docente em Saúde Pública da Cristo Faculdade do
Piauí (CHRISFAPI).

Downloads

Publicado

08-05-2021

Como Citar

NÉRY DO NASCIMENTO, A.; BRITO DA SILVA, A. M.; CARVALHO CAXIAS, C.; ALVES DE PAULA, D. C.; CARNEIRO ALVES PEREIRA, M. . CONTRIBUIÇÕES DA VIVÊNCIA EM COMUNIDADE PARA FORMAÇÃO ACADÊMICA EM FISIOTERAPIA. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 7, n. 2, p. 149–162, 2021. DOI: 10.21680/2446-7286.2021v7n2ID22620. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/22620. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Relato de experiência