PROCESSO DE TRABALHO NA ATENÇÃO BÁSICA NA ASSISTÊNCIA ÀS DOENÇAS CRÔNICAS

  • Monique da Silva Lopes Enfermeira Mestre. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.
  • Dayane Caroliny Pereira Justino Enfermeira Mestre. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6752-8609
  • Ketyllem Tayanne da Silva Costa Estudante de Enfermagem. Programa de Graduação em Enfermagem. CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0304-2639
  • Thiffany Nayara Bento de Morais Estudante de Enfermagem. Programa de Graduação em Enfermagem. CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-3226-6749
  • Fábia Barbosa de Andrade Enfermeira Doutora. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7055-8726

Resumo


Introdução: O processo de trabalho em saúde tem sido cada vez mais estudado, pois possui uma dimensão subjetiva capaz de interferir na saúde da população. Objetivo: Assim, o presente estudo objetiva avaliar o processo de trabalho desenvolvido na Atenção Básica da região nordeste brasileira voltado para as doenças crônicas, através do resultado apresentado nos dois primeiros ciclos do PMAQ-AB. Metodologia: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo. Para tal, foram utilizados dados secundários provenientes do módulo II do PMAQ-AB sobre o processo de trabalho das equipes de Atenção Básica especificamente da região nordeste brasileira. Resultados: Houve melhor adesão dos participantes quantitativamente falando, todavia, menos médicos participaram do segundo ciclo quando comparado com o primeiro. Outro ponto a ser destacado foi a mudança do cenário das taxas de internação e mortalidade por hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus quando comparado entre os anos estudados. Conclusões: Concluiu-se que há necessidade de uma maior atenção as ações realizadas com os portadores de doenças crônicas na região estudada, pois nota-se que a força de trabalho, quando estimulada e incentivada, pode mudar a realidade local e, consequentemente, os indicadores de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
26-08-2021
Como Citar
DA SILVA LOPES, M.; PEREIRA JUSTINO, D. C.; DA SILVA COSTA, K. T.; BENTO DE MORAIS, T. N.; BARBOSA DE ANDRADE, F. PROCESSO DE TRABALHO NA ATENÇÃO BÁSICA NA ASSISTÊNCIA ÀS DOENÇAS CRÔNICAS. Revista Ciência Plural, v. 7, n. 3, p. 81-99, 26 ago. 2021.