PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL DOS TRABALHADORES DA SAÚDE: AS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES COMO ESTRATÉGIAS DE CUIDADO

Autores

  • Jardson Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Dayse Barbosa Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Lilia Costa Nascimento Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Rayssa Araújo Gomes Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Guilherme Gomes Freire Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Afonson Luiz Medeiros Gondim Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Liliane Pereira Braga Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2022v8n3ID29054

Resumo

Introdução: É indispensável entender a saúde mental por meio das relações históricas e socioculturais que o indivíduo mantém com o outro, com a comunidade e com o meio em que trabalha. Percebe-se que os aspectos referentes às conceituações de saúde não estão em consonância com a realidade dos profissionais de saúde no Brasil. Como forma de promover o autocuidado, as Práticas Integrativas e Complementares apresentam-se como uma estratégia de promoção da saúde mental dos trabalhadores da saúde. Objetivo: Descrever as experiências de realização de ações de promoção da saúde mental dos trabalhadores da saúde em um hospital geral do interior do Rio Grande do Norte. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo relato de experiência, desenvolvido a partir da realização de ações de promoção à saúde mental dos trabalhadores no contexto do “Setembro Amarelo” e “Janeiro Branco”, desenvolvidas pela equipe de Residência Multiprofissional em Saúde Materno-Infantil da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Resultados e Discussão: Os profissionais foram instigados a refletir sobre a temática e relacionar com as suas vivências, discutindo estratégias de autocuidado no ambiente de trabalho. Observou-se a predominância dos profissionais de enfermagem em relação às demais categorias profissionais. Estes relataram que os momentos foram prazerosos e o sentiram como uma oportunidade de relaxamento no ambiente de trabalho, desejando que estes pudessem ocorrer com mais frequência. Conclusões: As ações desenvolvidas e descritas se mostraram como estratégias importantes para a discussão e sensibilização sobre a temática, bem como a relevância de estratégias de promoção à saúde mental nos espaços ocupacionais do SUS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-10-2022

Como Citar

JARDSON SILVA; DAYSE BARBOSA SILVA; LILIA COSTA NASCIMENTO; RAYSSA ARAÚJO GOMES; GUILHERME GOMES FREIRE; AFONSON LUIZ MEDEIROS GONDIM; LILIANE PEREIRA BRAGA. PROMOÇÃO DA SAÚDE MENTAL DOS TRABALHADORES DA SAÚDE: AS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES COMO ESTRATÉGIAS DE CUIDADO: . Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 1–16, 2022. DOI: 10.21680/2446-7286.2022v8n3ID29054. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/29054. Acesso em: 24 abr. 2024.

Edição

Seção

Relato de experiência