PERFIL DOS CASOS DE LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS/DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO NOTIFICADOS NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL, 2010 A 2019

Autores

  • Elianny Cristina de Assunção UFMA
  • José Aquino Junior

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2023v9n3ID30341

Resumo

Introdução: As Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT) representam um problema de saúde que acomete várias classes de trabalhadores e apresentam relação com a organização do trabalho, o ambiente do trabalho, condições ambientais e fatores biopsicossociais. Objetivo: descrever os casos notificados de LER/DORT na Região Nordeste do Brasil, no período de 2010 a 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, de abordagem quantitativa, com dados secundários do Sistema de Informação de Agravos de Notificações (SINAN) sobre LER/DORT. Utilizou-se o software Statistical Package for Social Science (SPSS) versão 20 para a análise estatística descritiva e o software Qgis versão 3.10.7 para a análise espacial. Resultados: A amostra foi composta por 14.484 notificações, 42,0% registrados no estado da Bahia e 15,2% no município de Salvador. Em relação à distribuição espacial, observou-se que os casos deste agravo entre os municípios estão distribuídos de forma desigual e concentrada. Quanto ao sexo, 59,6% eram mulheres; pertencia a faixa etária dos 21 aos 40 anos (50,8%); era da raça/cor preto/pardo (58,3%) e possuía ensino médio completo (42,0%). Quanto à situação do mercado de trabalho, 74,6% eram trabalhadores formais. A ocupação mais acometida foi a de alimentador de linha de produção (4,8%). Em relação à sintomatologia, a dor (91,9%) foi a mais relatada pelos trabalhadores. Em relação à exposição no local de trabalho, a maioria dos trabalhadores relataram a realização de movimentos repetitivos (88,3%). Quanto ao diagnóstico, houve o predomínio das lesões do ombro (CID-10: M75) (31,7%). Com relação ao afastamento para o tratamento, 65,3% dos trabalhadores afirmaram ter sido afastados, e dentre aqueles que se afastaram, 38,2% evoluíram para a melhora. Quanto à evolução do caso, a maioria dos trabalhadores (66,1%) evoluíram para incapacidade temporária. Conclusões: O SINAN representa um importante instrumento para caracterizar a Saúde do Trabalhador, mas observa-se a necessidade de melhores registros para favorecer a qualidade dos dados. Estudos neste sentido são necessários para subsidiar mais ações de vigilância e prevenção deste agravo.

Palavras-Chave: Transtornos Traumáticos Cumulativos. Saúde do Trabalhador. Epidemiologia. Sistema de Informação em Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-12-2023

Como Citar

ASSUNÇÃO, E. C. de; AQUINO JUNIOR, J. . PERFIL DOS CASOS DE LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS/DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO NOTIFICADOS NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL, 2010 A 2019. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 1–22, 2023. DOI: 10.21680/2446-7286.2023v9n3ID30341. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/30341. Acesso em: 14 abr. 2024.