COBERTURA VACINAL E TAXA DE ABANDONO NAS CAPITAIS DO NORDESTE BRASILEIRO ENTRE 2018 E 2022

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2023v9n3ID31547

Resumo

Introdução: O Programa Nacional de Imunizações (PNI), criado em 1973, coordena o processo de imunização na população e o torna mais eficaz. O PNI oferece todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde, bem como campanhas de vacinação e imunobiológicos especiais, seguindo os calendários vacinais para os grupos populacionais. A Atenção Primária à Saúde é fundamental para o alcance de uma cobertura vacinal efetiva, mas enfrenta problemas como a falta de acesso à internet e desabastecimento de imunizantes, que dificultam o registro de dados e a ampliação da cobertura vacinal. Objetivo: analisar os indicadores de Cobertura Vacinal e Taxa de Abandono nas capitais do Nordeste nos últimos cinco anos. Metodologia: Estudo epidemiológico, quantitativo e descritivo. As nove capitais do Nordeste do Brasil foram selecionadas para o estudo. A temática abordada é a Taxa de Abandono Vacinal (TAV) e a Cobertura Vacinal (CV) nos últimos cinco anos nas capitais. Os dados foram coletados através da plataforma DATASUS e armazenados no Microsoft Excel. Resultados: Fortaleza teve a CV mais alta com 74,87%, com a sua maior cobertura em 2018 com 94,60%. Maceió teve a segunda maior CV, com 66,12%, com uma diminuição em 2021 para 62,14%. Conclusões: Verificou-se que Fortaleza teve a maior CV e Salvador teve a maior TAV. Algumas capitais tiveram redução na CV e aumento na TAV no período pandêmico, indicando a necessidade de mais pesquisas sobre o impacto da Covid-19 e a circulação de informações equivocadas sobre vacinação. Logo, a atuação da atenção primária à saúde é crucial para reverter essa tendência, trabalhando na implementação de campanhas de imunização e na educação em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Débora Silva de Carvalho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Brasileira, 23 anos. Acadêmica de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Bolsista de Iniciação Científica do Grupo de Pesquisa Incubadora de Procedimentos de Enfermagem. Membro da Rede Internacional de Pesquisa sobre Vulnerabilidade, Saúde, Segurança e Qualidade de vida do Idoso: Brasil, Portugal e Espanha. 

Downloads

Publicado

26-12-2023

Como Citar

CARVALHO, M. D. S. de .; SOUSA, E. S. de; GUILHERME, J. V. G. .; TORRES, A. G. A. de O.; GOMES, J. R.; CABRAL, M. A. L.; COSTA, R. L. P. da; CAVALCANTE, E. F. de O. . COBERTURA VACINAL E TAXA DE ABANDONO NAS CAPITAIS DO NORDESTE BRASILEIRO ENTRE 2018 E 2022. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 1–14, 2023. DOI: 10.21680/2446-7286.2023v9n3ID31547. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/31547. Acesso em: 14 abr. 2024.