ÓBITOS NEONATAIS POR ENTEROCOLITE NECROSANTE: ESTUDO DE COORTE RETROSPECTIVA

NEONATAL DEATHS FROM NECROTIZING ENTEROCOLITIS: A RETROSPECTIVE COHORT STUDY

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-7286.2023v9n3ID33895

Resumo

Introdução: A enterocolite necrosante é uma doença que pode afetar o trato gastrointestinal de recém-nascidos, cujas manifestações clínicas podem ser caracterizadas por vômitos biliosos, sangue nas fezes, distensão abdominal, além de alterações nos parâmetros hemodinâmicos e instabilidade térmica. As populações mais vulneráveis a essa enfermidade são recém-nascidos de baixo peso, expostos ao ambiente de terapia intensiva neonatal. Objetivos: Identificar o perfil de recém-nascidos e os fatores maternos e neonatais associados à ocorrência de óbitos por enterocolite necrosante, em maternidade de referência do Ceará-Brasil. Metodologia: Trata-se de coorte retrospectiva, estudo que objetiva a descrição da incidência de determinado evento ao longo do tempo, além do estabelecimento de relações causais entre os fatores associados ao acontecimento. Incluíram-se recém-nascidos que tiveram óbitos por enterocolite necrosante entre 2019 e 2021, com ficha de investigação de óbitos neonatais preenchida corretamente, não sendo excluído nenhum recém-nascido, totalizando amostra de 29 óbitos. Resultados: Identificou-se que o perfil dos recém-nascidos foi, em maioria, de prematuros e com baixo peso e fatores de risco para outras doenças associadas, como a sepse, o que acarretou realização de procedimentos invasivos e internação em ambiente de terapia intensiva neonatal. Conclusões: A prematuridade e o baixo peso ao nascer foram as variáveis relevantes no estudo e podem estar associadas à piora das condições clínicas do recém-nascido e ao desenvolvimento de enterocolite necrosante.

Palavras-Chave: Enterocolite necrosante; Recém-Nascido Prematuro; Neonatologia; Morte; Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Lemos Freitas, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Residente da Residência Integrada Uniprofissional e Multiprofissional em Atenção Hospitalar à Saúde.

Keline Soraya Santana Nobre, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Pesquisadora do Hospital Maternidade Escola Assis Chateaubriand – UFC. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará.

Lívia Karoline Torres Brito, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Residente da Residência Integrada Uniprofissional e Multiprofissional em Atenção Hospitalar à Saúde

Nerci de Sá Cavalcante Ciarlini, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Médica infecto-pediatra.

Adriana Rocha Araújo, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Pesquisadora do Hospital Maternidade Escola Assis Chateaubriand – UFC. Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará.

Elaine Meireles Castro Maia, Maternidade Escola Assis Chateaubriand – MEAC

Pesquisadora do Hospital Maternidade Escola Assis Chateaubriand – UFC. Mestre em Enfermagem pela UFRN.

Downloads

Publicado

26-12-2023

Como Citar

FREITAS, L. L.; NOBRE, K. S. S.; BRITO, L. K. T.; CIARLINI, N. de S. C.; ARAÚJO, A. R.; MAIA, E. M. C. ÓBITOS NEONATAIS POR ENTEROCOLITE NECROSANTE: ESTUDO DE COORTE RETROSPECTIVA: NEONATAL DEATHS FROM NECROTIZING ENTEROCOLITIS: A RETROSPECTIVE COHORT STUDY. Revista Ciência Plural, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 1–18, 2023. DOI: 10.21680/2446-7286.2023v9n3ID33895. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/33895. Acesso em: 14 abr. 2024.