CORRELAÇÃO ENTRE A NOTIFICAÇÃO DE SÍFILIS, DISPONIBILIDADE DE PENICILINA E TESTE RÁPIDO: Uma análise a partir do sistema Retratos da Atenção Primária à Saúde

  • Angélica Espinosa Barbosa Miranda
  • Gustavo Fontoura de Souza
  • Janaína Luana Rodrigues da Silva
  • João Paulo Queiroz dos Santos
  • Pablo Holanda Cardoso
  • Mayra Dantas de Azevedo

Resumo

A sífilis é um problema de saúde pública que possui uma proporção mundial e, no Brasil, existem diversas estratégias elaboradas pelo governo para acompanhar e combater essa infecção. Dentre as iniciativas que ajudam nesta causa, encontra-se o Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). Este artigo busca, por meio dos dados obtidos do terceiro ciclo do programa, estudar a relação entre as notificações de casos de sífilis com a disponibilidade de testes rápidos, exames laboratoriais e medicamentos. Analisando os dados do Sinan e do sistema Retratos da Atenção Primária à Saúde, verificou-se que o fornecimento de testes rápidos e medicamentos, em algumas regiões, não acompanha o alto número de casos de sífilis notificados, indicando escassez na disposição dos itens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angélica Espinosa Barbosa Miranda

Doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz, Mestre em Doenças Infecciosas pela Universidade
Federal do Espírito Santo e graduada em Medicina pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia
de Vitória. Coordenadora de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis do Departamento de
Condições Crônicas e IST, Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde

Gustavo Fontoura de Souza

Doutor em Engenharia Elétrica e da Computação e Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade
Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Graduação em Estatística. Professor do IFRN, Campus Parnamirim
e Pesquisador do Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (NAVI/IFRN). Pesquisador do Laboratório de
Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN).

Janaína Luana Rodrigues da Silva

Doutoranda em Estudos Contemporâneos na Universidade de Coimbra, Especialista em Informática na
Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN e Pesquisadora do Laboratório de
Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/HUOL/UFRN) e do Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica
(NAVI/IFRN)

João Paulo Queiroz dos Santos

Doutor e Mestre em Engenharia Elétrica e de Computação pela Universidade Federal do Rio Grande
do Norte. Coordenador do Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (NAVI/IFRN). Pesquisador do
Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN)

Pablo Holanda Cardoso

Doutorando em Engenharia Elétrica e de Computação, Mestre em Gestão e Inovação em Saúde e
Graduado em Engenharia de Computação e Automação Industrial pela Universidade Federal do Rio
Grande do Norte (UFRN). Pesquisador do Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (NAVI/IFRN).
Pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN)

Mayra Dantas de Azevedo

Graduada em Tecnologia da Informação e graduanda em Ciência da Computação pela Universidade
Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Técnica em Informática pelo Instituto Federal do Rio Grande
do Norte (IFRN). Pesquisadora Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (NAVI/IFRN). Pesquisadora do
Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS)

Publicado
08-03-2021
Como Citar
Espinosa Barbosa Miranda, A., Fontoura de Souza, G., Luana Rodrigues da Silva, J., Paulo Queiroz dos Santos, J., Holanda Cardoso, P., & Dantas de Azevedo, M. (2021). CORRELAÇÃO ENTRE A NOTIFICAÇÃO DE SÍFILIS, DISPONIBILIDADE DE PENICILINA E TESTE RÁPIDO: Uma análise a partir do sistema Retratos da Atenção Primária à Saúde. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 10(2), 11. https://doi.org/10.18816/r-bits.v10i2.23933
Seção
Artigos Premiados