METODOLOGIA KANBAN COMO ESTRATÉGIA NA GESTÃO DE LEITOS NO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR EDGARD SANTOS HUPES

  • Ana Karina Lima Alves Cerdeira UFRN/MESTRADO

Resumo

A superlotação hospitalar minimiza a qualidade da assistência, elevando os custos, insatisfação dos usuários e profissionais, formando um ciclo vicioso. Esse é um problema mundial, que serve como desafio para os usuários do SUS e seus gestores. Nas organizações hospitalares a metodologia Kanban está sendo adaptada como um instrumento para avaliação da qualidade assistencial, melhorias de fluxos e indicadores, sendo uma excelente ferramenta de apoio à gestão de leitos, permitindo otimização da oferta, redução de índice de permanência hospitalar, aumento da rotatividade dos leitos e de resolutividades no processo assistencial. Tem-se como objetivo deste estudo desenvolver um sistema para gestão de leitos do Hospital Universitário Professor Edgard Santos - HUPES a fim de monitorar o tempo de permanência do paciente, utilizando a metodologia Kanban como estratégia de trabalho. O método trata-se de uma pesquisa aplicada para um processo de desenvolvimento ágil do sistema baseado no OpenUP, compreendendo quatro fases: concepção, requisitos, elaboração e execução de forma interativa e cíclica, empregando-se o conceito arquitetural de camadas - MVC. Estabelece critérios de classificação por cores para a elaboração do painel de Monitoramento – vermelha, amarela ou verde, conforme a metodologia Kanban, calculando os dias de permanência do paciente na internação, direcionados pela competência e código SIGTAP, informado na Autorização de Internamento Hospitalar – AIH. Como resultado, a implementação desse método em conjunto com o sistema, qualificou o gerenciamento do cuidado, monitorando os pacientes internados nas unidades assistenciais, permitindo e descrevendo as características da complexidade quanto ao tempo de permanência, para auxiliar na gestão dos leitos e na produção de indicadores de cada unidade. Como conclusão, identificou-se o tempo de uso dos leitos ocupados, avaliação da qualidade da assistência, o que favorece os indicadores administrativos e de qualidade para o monitoramento do processo de internamento, proporcionando com isso, a desospitalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
20-01-2020
Como Citar
Lima Alves Cerdeira, A. K. (2020). METODOLOGIA KANBAN COMO ESTRATÉGIA NA GESTÃO DE LEITOS NO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR EDGARD SANTOS HUPES. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 17. https://doi.org/10.18816/r-bits.vi0.18463
Seção
Artigos Originais