Erosão diferencial e propriedades geomorfológicas das rochas – exemplos do NE Brasileiro

  • Rubson Pinheiro Maia

Resumo

Vários condicionantes litológicos e estruturais influenciam os processos de erosão diferencial do embasamento. No Nordeste Brasileiro é possível identificar muitos exemplos onde a erosão têm distinguido formas de relevo segundo seus controles lito-estruturais. Esses controles são representados principalmente pelo grau de faturamento, pela litologia/faciologia e pelos planos de foliação ígnea, metamórfica e de acamamento, nos terrenos sedimentares. O presente artigo fará uma análise de diferentes padrões de relevo que se desenvolvem em tipos litológicos distintos ou em uma mesma unidade litológica a partir da correlação de fácies.  Nesse sentido, a manutenção de topografias elevadas no embasamento resulta da menor erosão em núcleos de resistência mecânica aos processos denudacionais. Essa resistência se deve sobretudo as características litológicas, faciológicas, petrográficas e estruturais que se somam para aumentar ou diminuir a coesão físico-química da rocha frente à meteorização.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-06-2017
Como Citar
MAIA, R. P. Erosão diferencial e propriedades geomorfológicas das rochas – exemplos do NE Brasileiro. Revista de Geociências do Nordeste, v. 3, n. 1, p. 1-15, 30 jun. 2017.
Seção
Artigos