Desastre natural associado a evento de chuva intensa no município de Caldas Brandão, Paraíba

  • Gabriel de Paiva Cavalcante Universidade Federal da Paraíba
  • Karinthea Karla Silva Temoteo Universidade Federal da Paraíba

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o regime das chuvas e a deflagração de desastres naturais no município de Caldas Brandão, Agreste da Paraíba. Para o cumprimento deste objetivo, foram executadas duas etapas principais, que correspondem a análise da variação da precipitação e o levantamento dos desastres naturais. Os dados de precipitação foram disponibilizados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – AESA. Já as informações referentes aos desastres naturais foram adquiridas no site do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres - S2ID e nos formulários de Avaliação de Danos - AVADAN do Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC. Foram registrados 34 eventos intensos e extremos de chuva. O evento mais significativo ocorreu no dia 01/02/2004, com registro de 126,6 mm, porém, o único desastre hidrometeorológico registrado pela Defesa Civil está associado ao episódio ocorrido entre os dias 19 e 22/01/2004, que acumulou 134,8 mm, sendo o evento do dia 21/01/2004 o mais significativo, com registro de 85,8 mm, o que representa 61,7% do acumulado do mês.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel de Paiva Cavalcante, Universidade Federal da Paraíba

Geógrafo, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia /CCEN/UFPB, membro do Laboratório de Climatologia Geográfica (Climageo)/Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa-PB, Brasil.

Karinthea Karla Silva Temoteo, Universidade Federal da Paraíba
Geógrafa, Licencianda em Geografia/UFPB, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia/CCEN/UFPB, membro do Laboratório de Climatologia Geográfica (Climageo)/Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa-PB, Brasil.

Referências

AESA. Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Meteorologia – Chuvas. Disponível em: <http://www.aesa.pb.gov.br/aesa-website/meteorologia-chuvas/>. Acesso em: 24/05/2017.

AESA. Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Geo-Portal AESA. Disponível em: <http://geoserver.aesa.pb.gov.br/geoprocessamento/geoportal>. Acesso em: 24/05/2017.

BRASIL. Sistema Nacional de Defesa Civil – SINDEC. Avaliação de Danos – AVADAN. Disponível em: <https://s2id-search.labtrans.ufsc.br/>. Acesso em: 25/05/2017.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Instrução Normativa nº 01, de 24 de Agosto de 2012 do Ministério da Integração Nacional, 2012. Disponível em: <http://www.mi.gov.br/documents/10157/3776390/Instru_Normativa_01.pdf/8634a6e3-78cc-422a-aa1d-7312ce7f1055>. Acesso em: 25/05/2017.

CASTRO, A. L. C. Glossário de defesa civil: estudo de riscos e medicina de desastres. Brasília: MPO/ Departamento de Defesa Civil, 1998. 283 p.

CAVALCANTI, A. S. Avaliação de padrões atmosféricos associados à ocorrência de chuvas extremas no litoral da região Nordeste do Brasil: aspectos numéricos na previsão operacional do tempo. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

CLIMANÁLISE. Boletim de Monitoramento e Análise Climática. Cachoeira Paulista-SP, volume 19, número 01, janeiro/2004. Disponível em: <http://www6.cptec.inpe.br/revclima/boletim/>. Acesso em: 21/06/2017.

CLIMANÁLISE. Boletim de Monitoramento e Análise Climática. Cachoeira Paulista-SP, volume 19, número 02, fevereiro/2004. Disponível em: <http://www.cptec.inpe.br/products/climanalise>. Acesso em: 21/06/2017.

GONÇALVES, N. M. S. Impactos pluviais e desorganização do espaço urbano em Salvador. In: MONTEIRO, C. A. F.; MENDONÇA, F. (Orgs.). Clima urbano. São Paulo: Contexto, 2003. p. 69-91.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE Cidades: Caldas Brandão. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/caldas-brandao/panorama>. Acesso em: 05/11/2017.

MONTEIRO, C. A. F. Teoria e Clima Urbano. Série Teses e Monografias, n° 25. São Paulo: Instituto de Geografia/USP, 1976.

MOURA, M. O.; PEREIRA, M. D. B. Dinâmica Atmosférica e as chuvas na cidade de João Pessoa. In: SILVA, A. B.; GUTIERRES, H. E. P. GALVÃO, J. C. (Orgs.) Paraíba: Pluralidades e representações geográficas. Campina Grande: EDUFCG, 2015.

MOURA, M. O.; CUNICO, C. TEMOTEO, K. K. S. SILVA, N. T. Desastre Natural associado à ocorrência de chuva extrema na cidade de Patos, Paraíba. In: SILVA, A. B.; GUTIERRES, H. E. P. GALVÃO, J. C. (Orgs.) Paraíba 2: Pluralidades e representações geográficas. Campina Grande: EDUFCG, 2017.

OLÍMPIO, J. L. S. Desastres naturais associados à dinâmica climática no Estado do Ceará: subsídios à gestão dos riscos de secas e inundações. Dissertação. (Mestrado em Geografia). Fortaleza: Programa de Pós- graduação em Geografia/UFCE, 2013.

ROCHA, A. B. Proposta metodológica de gestão dos espaços-riscos de inundações urbanas em Mossoró/RN. Tese (Doutorado em Geografia) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.

SANT’ANNA NETO, J. L. Ritmo Climático e a gênese das chuvas na Zona Costeira Paulista. (Dissertação de Mestrado). São Paulo: FFLCH/USP – Programa de Pós-Graduação em Geografia Física, 1990.

SILVA, R. N.; ARAÚJO, S. M. S. Desastres, riscos e vulnerabilidades em áreas urbanas: contribuições da geografia no período de 2000 a 2015. In: ALMEIDA, L. Q.; BINDÉ, P. J.; CARVALHO, R. J. M.; ARAÚJO, S. M. S. (Orgs.) Enfoques Multidisciplinares sobre Desastres. Natal/RN: SABEH, 2017.

SILVA, N. T. Precipitações diárias intensas na cidade de João Pessoa, Paraíba. Monografia (Bacharelado em Geografia) – Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.

TEMOTEO, K. K. S. Eventos de chuvas intensas e extremas e seus impactos no espaço urbano de Campina Grande, Paraíba. Monografia (Bacharelado em Geografia) – Departamento de Geociências, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

TOMINAGA, L. K.; SANTORO, J.; AMARAL, R. Desastres naturais: conhecer para prevenir. São Paulo: Instituto Geológico, 2009.

ZAMPARONI, C. A. G. Áreas de risco, mobilidade urbana, vulnerabilidade e o poder público em Cuiabá/MT: Porque a população continua vivendo nas áreas de risco do córrego do barbado? Revista Brasileira de Climatologia, Mato Grosso, ano 10- vol.14, jan/jul. 2014.

ZANELLA, M. E. Inundações em Curitiba: impactos, risco e vulnerabilidade socioambiental. 2. ed. Fortaleza: Editora da UFC, 2014.

ZANELLA, M. E.; SALES, M. C. L.; ABREU, N. J. A. Análise das precipitações diárias intensas e impactos gerados em Fortaleza-CE. GEOUSP – Espaço e Tempo, n. 25, p; 53-68, 2009.

Publicado
23-05-2018
Como Citar
CAVALCANTE, G. DE P.; TEMOTEO, K. K. S. Desastre natural associado a evento de chuva intensa no município de Caldas Brandão, Paraíba. Revista de Geociências do Nordeste, v. 4, p. 84-98, 23 maio 2018.