Distribuição espaço-temporal dos desastres climáticos de estiagem e de seca na região do Curimataú paraibano

Autores

  • Maressa Oliveira Lopes Araújo Universidade Federal da Paraíba
  • Natieli Tenório da Silva
  • Matheus Alexandre de Souza Sérgio
  • Marcelo de Oliveira Moura

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-3359.2018v4n0ID13877

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar a distribuição espaço-temporal dos reconhecimentos de Situação de Emergência associados à dinâmica climática na região pluviometricamente homogênea do Curimataú Paraibano, durante o período de 2003 a 2016, com enfoque aos decretos de estiagem e seca. Para isso, os dados utilizados foram adquiridos no site do Ministério da Integração Nacional, na página da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, conforme disponibilizados pelas portarias reconhecidas de Situação de Emergência – SE. Como resultado principal, constatou-se um total de 287 reconhecimentos na área de estudo. Destes, 258 correspondem aos desastres de tipo estiagem e 29 do tipo seca. Entende-se que os resultados tiveram um cunho mais descritivo, sendo necessários estudos mais aprofundados sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAÚJO, L. E.; CAMPOS, J. H. B. C.; BANDEIRA, M. M.; BECHER, C. T. Disposição mensal e anual das chuvas em Campina Grande – PB. In: Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, Santa Maria, RS. Anais: CDROM, SBA, 2003, p. 949-950, 2003

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Instrução Normativa nº 01, de 24 de Agosto de 2012 do Ministério da Integração Nacional, 2012. Disponível em: <http://www.mi.gov.br/documents/10157/3776390/Instru_Normativa_01.pdf/8634a6e3-78cc-422a-aa1d-7312ce7f1055>. Acesso em: 20/10/2017

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Situação de emergência e estado de calamidade pública: reconhecimentos realizados, 2016. Disponível em: <http://www.mi.gov.br/reconhecimentos-realizados>. Acesso em: 20/10/2017

CASTRO, A. L. C. Ministério da Integração Nacional. Secretaria Nacional de Defesa Civil. Manual de planejamento em defesa civil, 1999. Disponível em: <http://www.defesacivil.mg.gov.br/images/documentos/Defesa%20Civil/manuais/Manual-PLANEJAMENTO-1.pdf>. Acesso em: 08/11/2017

KOBIYAMA, M.; MENDONÇA, M.; MORENO, D. A.; MARCELINO, I. P. V. O.; MARCELINO, E. V.; GONÇALVEZ, E. F.; BRAZETTI, L. L. P.; GOERL, R. F.; MOLLERI, G. S. F.; RUDORFF, F. M. Prevenção de desastres naturais: conceitos básicos. 1ª ed. Curitiba: Editora Organic Trading, 2006. 124 p.

LIMEIRA, R. C. VARIABILIDADE E TENDÊNCIA DAS CHUVAS NO ESTADO DA PARAÍBA. Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós Graduação em Meteorologia da Universidade Federal de Campina Grande – PB, 2008. 114 p.

MARENGO, J. A; CUNHA, A.P; ALVES, L.M. A seca de 2012-15 no semiárido do Nordeste do Brasil no contexto histórico. Disponível em: http://climanalise.cptec.inpe.br/~rclimanl/revista/pdf/30anos/marengoetal.pdf. Acesso em: 08/11/2017.

MOURA, M. O.; CUNICO, C.; NÓBREGA, R. S.; DUARTE, C. C.; Desastres hidrometeorológicos na região Nordeste do Brasil: distribuição espaço - temporal dos reconhecimentos de Estado de Calamidade Pública. Revista Caderno de Geografia. 2016, n. 2. v.26. Belo Horizonte: 2016.

OLÍMPIO, J. L.S. Análise multicritério do Risco de Desastres Naturais: um estudo sobre a seca na região Nordeste do Brasil. Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Ceará. 2017. 242p.

SILVA, L. L; MENEZES, H. E. A; DANTAS, R. T; COSTA, R. F; MENEZES, H. E. A. Relações das precipitações da pré-estação com o período chuvoso no estado da Paraíba. Revista de estudos ambientais (online), 2012, n. 4. Disponível em: http://proxy.furb.br/ojs/index.php/rea/article/viewFile/3569/2509. Acesso em: 07/11/2017

SILVA, L. L. Precipitações Pluviais da Pré-Estação Chuvosa no Período Chuvoso e suas Influências na Produtividade Agrícola da Paraíba. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Meteorologia da Universidade Federal de Campina Grande. 2007. 114p.

SILVA, T. S. Ocorrências de desastres climáticos e hidrometeorológicos na região do Brejo Paraibano. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de Geografia da Universidade Federal da Paraíba, 2017. 42 p.

SUASSUNA, J. Semi-árido: Proposta de convivência com a seca. In FUNDAJ, 2002. Disponível em: http://www.fundaj.gov.br/index.php?option=com_content&id=659&Itemid=376. Acesso em: 10/11/2017.

TOMINAGA, L. K.; SANTORO, J.; AMARAL, R. Desastres Naturais: Conhecer para Prevenir. 1ª ed. São Paulo: Instituto Geológico, 2009. 193p.

Downloads

Publicado

23-05-2018

Como Citar

ARAÚJO, M. O. L.; SILVA, N. T. da; SÉRGIO, M. A. de S.; MOURA, M. de O. Distribuição espaço-temporal dos desastres climáticos de estiagem e de seca na região do Curimataú paraibano. Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 4, p. 99–109, 2018. DOI: 10.21680/2447-3359.2018v4n0ID13877. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/13877. Acesso em: 6 jul. 2022.