Aspectos geográficos e a gestão de ambientes costeiros: um enfoque na Resex do Delta do Parnaíba

Autores

  • Francisco Wendell Dias Costa FCT/UNESP campus Presidente Prudente-SP

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-3359.2019v5n0ID18406

Resumo

O objetivo geral é analisar a gestão ambiental na Resex do Delta do Parnaíba, enfatizando como seus aspectos geográficos são relevantes para as áreas protegidas da zona costeira do Maranhão. O trabalho está pautado na abordagem qualitativa descritiva, no método hipotético-dedutivo e nos procedimentos metodológicos. Os resultados evidenciaram que a Resex do Delta do Parnaíba é de origem sedimentar cenozoica, composta por planície flúvio-marinha inundável; dunas móveis e fixas e praias arenosas. O clima é tropical subúmido; a vegetação é composta por manguezais intercalados por apicuns, vegetação de dunas e manchas de carnaúba. Os solos são gleissolo (tiomórfico órtico e sálico sódico) e neossolo quartzarênico órtico com baixa fertilidade natural. A existência dos dispositivos legais sobre a gestão da zona costeira visa planejar e gerenciar de forma integrada e descentralizada o ordenamento da ocupação e uso da área de estudo. A Resex do Delta do Parnaíba não possui o Plano de Manejo, mas dispõe do Instrumento Emergencial para Ordenamento dos Usos que indica as atividades e proibições sobre utilização dos recursos naturais disponíveis. Existe também a atuação do Conselho Deliberativo e os programas de ecoturismo que também contribuem para a gestão da área de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-10-2019

Como Citar

DIAS COSTA, F. W. Aspectos geográficos e a gestão de ambientes costeiros: um enfoque na Resex do Delta do Parnaíba. Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 5, p. 01–16, 2019. DOI: 10.21680/2447-3359.2019v5n0ID18406. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/18406. Acesso em: 29 maio. 2024.