Quantificação da Geodiversidade do Geopark UNESCO Araripe

Autores

  • Maria de Lourdes Carvalho-Neta Universidade Regional do Cariri
  • Antônio Carlos de Barros Corrêa Universidade Federal de Pernambuco
  • François Bétard Université Paris Denis Diderot

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-3359.2019v5n2ID18475

Resumo

Apresenta-se um mapeamento quantitativo da Geodiversidade do Geopark UNESCO Araripe (GA) a partir da metodologia proposta por Bétard (2017). O método de aquisição de dados foi apresentado em detalhes por Carvalho et al (2018), que primeiro conduziu a um mapeamento qualitativo da geodiversidade do geopark. A cartografia foi gerada a partir de bancos de dados preexistentes, com escalas variando ente 1:200.000 e 1:600.000. A diversidade geológica e paleontológica do GA já é reconhecida e, as representações aqui expostas mostram que as diversidades geomorfológica, hidrológica e pedológica também são consideráveis. A quantificação apresentada aqui pode apoiar diferentes atividades na região, seja na reavaliação de geossítios e sítios de geodiversidade, na orientação das visitas de geocientistas e/ou não geocientistas, bem como na redefinição das ações de geoconservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-09-2019

Como Citar

CARVALHO-NETA, M. de L.; CORRÊA , A. C. de B. .; BÉTARD, F. Quantificação da Geodiversidade do Geopark UNESCO Araripe. Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 81–96, 2019. DOI: 10.21680/2447-3359.2019v5n2ID18475. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/18475. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos