ESTIMATIVA DA VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DO AQUÍFERO EM ESCALA MUNICIPAL: ESTUDO DE CASO EM PANAMBI/RS

Resumo

A avaliação da vulnerabilidade de aquíferos é uma ferramenta importante para avaliar a contaminação das águas subterrâneas. O emprego de técnicas inadequadas do preparo do solo e o crescimento populacional ocasionam severas complicações ambientais, indagando a correta gestão de recursos hídricos, sejam superficiais ou subterrâneos. Essa pesquisa teve como objetivo avaliar localmente a vulnerabilidade natural à contaminação do Sistema Aquífero Serra Geral em Panambi, localizado no noroeste do estado do Rio Grande do Sul. Os resultados demonstraram que o aquífero, em sua maior parte, apresentou classes de vulnerabilidade que variaram de insignificante à baixa. Entretanto, na área são realizadas atividades com potencial poluidor, como agricultura intensiva, além do polo metal mecânico, que podem alterar a qualidade do meio subterrâneo, caso ocorra negligência de normativas ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel D'Avila Fernandes, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Possui graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade Federal de Santa Maria (2015) e Mestrado em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Santa Maria (2017), professor voluntário do Curso de Especialização em Gestão e Educação Ambiental da Universidade Federal do Pampa (Unipampa/2020). Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Hidrogeologia, Hidrologia e Geoprocessamento. Atualmente é Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Maria (PPGEG/UFSM) na área de Recursos Hídricos.

Willian Fernando de Borba, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Técnico em Agropecuária (2005/2007), Engenheiro Ambiental e Sanitarista (2009/2014), Mestre em Engenharia Ambiental (2014/2016) e Doutor em Engenharia Civil - Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (2017/2019), ambos pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Trabalha nas áreas de hidrogeologia, resíduos sólidos, com ênfase em aterros sanitários, contaminação de solo e das águas. Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, campus Frederico Westphalen - RS e coordenador substituto do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Está lotado no Departamento de Engenharia e Tecnologia Ambiental - DETA, ministrando disciplinas nos cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária, Agronomia e EAD Licenciatura em Educação Indígena. 

Éricklis Edson Boito de Souza, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Engenheiro Florestal pela Universidade Federal de Santa Maria campus Frederico Westphalen (UFSM-FW) (2018). Mestrando do Programa de Pós-graduação em Engenharia Florestal (UFSM) e cursando Pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho (UNIASSELVI). Realiza pesquisas nas áreas de Gestão de Recursos Hídricos, Hidrologia Florestal, Recuperação de Áreas Degradadas e Manejo de Bacias Hidrográficas. Membro dos Grupos de Pesquisa: Gestão de Recursos Hídricos (GERHI), Hidrogeologia e Desenvolvimento Florestal e Ambiental.

Pedro Daniel da Cunha Kemerich, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Possui graduação em Engenharia Ambiental pelo Centro Universitário Franciscano - UNIFRA (2005). Possui mestrado pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (2008), Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho pelo Centro Universitário Franciscano - UNIFRA (2009) e Doutorado em Engenharia Ambiental pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Santa Catarina (2013). Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Engenharia Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão ambiental, avaliação de impactos ambientais, planejamento ambiental, água subterrânea, qualidade da água, saneamento ambiental, reúso de água, indicadores de sustentabilidade ambiental, análise de vulnerabilidade à contaminação e Meio Ambiente e Mineração. Também foi Consultor e Perito Ambiental, tendo atuado em diversos municípios. Atuou como Professor do Centro Universitário Franciscano - UNIFRA em cursos de Graduação e Pós-Graduação, onde também foi coordenador de estágios e membro do colegiado do curso de Engenharia Ambiental, foi membro do colegiado do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Santa Maria/CESNORS, Coordenador do Curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Santa Maria/CESNORS, membro do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da Universidade Federal de Santa Maria. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA, Campus Caçapava do Sul, no Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e no Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Mineral - PPGTM orientando em nível de Mestrado. Também é membro da Comissão de Avaliadores de Curso de Graduação e Avaliador Institucional do SINAES/INEP/MEC, Integra o Banco de Pares Avaliadores do Sistema de Acreditação de Cursos de Graduação para o Reconhecimento Regional da Qualidade Acadêmicas de suas Respectivas Titulações no MERCOSUL e Estados Associados - ARCU SUL. Integra os grupos de pesquisa: Hidrogeologia (UFSM), Solos e Produção Vegetal (UFSM) e Caracterização e Aproveitamento Econômico e Sustentável de Depósitos Minerais. Atualmente é o Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Mineral - UNIPAMPA.

José Luiz Silvério da Silva, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Possui graduação em Geologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1982), mestrado em Geociências (Geoquímica) pela Universidade Federal Fluminense (1987) e doutorado em Geociências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997). Bolsista sandwich de doutorado na Johan Wolfgang Goethe Universitaet Deutchland. Professor Titular da Universidade Federal de Santa Maria. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Hidrogeologia, atuando principalmente nos seguintes temas: SAG, SASG, vulnerabilidade, espacialização, cartogramas, aqüíferos. Revisor de várias revistas científicas. Estudos hidroquímicos de concentrações anômalas de flúor em águas subterrâneas. Estimativas de recarga subterrânea com uso de registradores automáticos. Estudos de qualidade de águas subterrâneas em poços de monitoramento em postos de combustíveis, cemitérios e aterros sanitários. Estagio Senior Capes Instituto Superior Técnico Lisboa, Portugal concentração em Geoestatística. Coordenou projetos internacionais PSAG/OEA no SAG. Projeto integrado em rede para Outorga, Cobrança e Gestão de águas subterrâneas com UFCG/PB e UFAL/AL. Membro da ABAS e ALHSUD. Professor de Hidrogeologia programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil/Recursos Hídricos (PPGEC) e Engenharia Ambiental (PPGEAMb) da UFSM. Orientador de Graduação e Pós-Graduação.Consultor ad hoc em Geociências, Geologia Ambiental e Hidroquímica.

Leônidas Luiz Volcato Descovi Filho, Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA

Professor Adjunto A, Universidade Federal do Oeste do Pará UFOPA (2017 - Atual). Pós-Doutorado com pesquisa em Geotecnologias e Recursos Hídricos UFSM (2017). Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC (2015). Mestre em recursos hídricos e saneamento ambiental UFSM (2009). Graduado em Geografia-bacharelado UFSM (2007). Pertence ao quadro permanente de professores do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar Sociedade, Ambiente e Qualidade de Vida/PPGSAQ/CFI/Ufopa. Pertence ao quadro de docentes do Curso de Bacharelado em Geologia/IEG/Ufopa, onde ministra as disciplinas: Hidrogeologia, Desenho Geológico, Fotogeologia e Sensoriamento Remoto. Atualmente coordena o projeto de pesquisa: Análise da vulnerabilidade intrínseca das águas subterrâneas à contaminação no Oeste do Pará (2017 - 2019). Pesquisador no grupo hidrogeologia LABHIDROGEO / Ufsm; Geologia e Recursos Naturais da Amazônia/IEG/Ufopa; Geotecnologias e Análise da Paisagem Universidade do Estado do Amazonas UEA e Interdisciplinar em Geologia Aplicada UFPA. Avaliador de Curso de Graduação do SINAES/INEP/MEC. Avaliador e revisor em periódicos. Apresenta experiência nas seguintes áreas/linhas: geografia física, geotecnologias, geologia e geomorfologia, hidrogeologia, geoprocessamento, sistemas de informações geográficas, cartografia, sensoriamento remoto, hidrologia, recursos hídricos e bacias hidrográficas.

Diego Hinterholz, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Engenheiro Ambiental e Sanitarista pela Universidade Federal de Santa Maria (2014) e técnico em Mecatrônica pelo Colégio Evangélico Panambi (2009). Realizou estágio curricular na empresa Aurora Alimentos na unidade de Chapecó/SC.

Edner Baumhardt, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Engenheiro Florestal formado pela Universidade Federal de Santa Maria, Mestre em Engenharia Civil na Área de Recursos Hídricos e Doutor em Engenharia Florestal - Linha de Pesquisa Planejamento Ambiental e Engenharia Natural pela UFSM . Pesquisador na área de Gestão de Recursos Hídricos, Hidrologia Florestal, Recuperação de Áreas Degradadas e Manejo de Bacias Hidrográficas. Atualmente é Professor do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Santa Maria, Campus Frederico Westphalen.

Publicado
24-09-2020
Como Citar
FERNANDES, G. D.; BORBA, W. F. DE; SOUZA, ÉRICKLIS E. B. DE; KEMERICH, P. D. DA C.; SILVA, J. L. S. DA; DESCOVI FILHO, L. L. V.; HINTERHOLZ, D.; BAUMHARDT, E. ESTIMATIVA DA VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DO AQUÍFERO EM ESCALA MUNICIPAL: ESTUDO DE CASO EM PANAMBI/RS. Revista de Geociências do Nordeste, v. 6, n. 2, p. 126-132, 24 set. 2020.
Seção
Artigos