NOVOS MATERIAIS DE TOXODON PLATENSIS DO PLEISTOCENO SUPERIOR DA LOCALIDADE TAMANDUÁ DE CIMA, MUNICÍPIO DE SÃO BENTO DO UNA, ESTADO DE PERNAMBUCO, NORDESTE DO BRASIL

Resumo


Toxodontídeos foram mamíferos de grande porte que possuem um numeroso registro fóssil no Nordeste do Brasil. Contudo, uma análise da literatura corrente demonstra que não há consenso na taxonomia envolvendo os gêneros Toxodon, Trigodonops e Piauhytherium. Importantes materiais fósseis foram descritos para a Bahia, Piauí e Pernambuco. No sítio Tamanduá de Cima, no Estado de Pernambuco, foram encontrados diversos materiais previamente descritos na literatura como Toxodon. Neste trabalho descrevemos dois crânios parciais, que aqui identificados como Toxodon platensis, o exemplar mais completo (DGEO-CTG-UFPE 8530) foi identificado mediante caracteres diagnósticos da espécie, como: crânio elevado, crista sagital estreita com borda dorsal reta, frontais dorsalmente planos e triangulares, porção caudal craniana com diâmetro transverso maior do que o vertical, crista nucal reta projetada caudalmente, concavidade profunda no centro da face caudal craniana. O exemplar DGEO-CTG-UFPE 8531 é incompleto, mas apresenta caracteres que também permitem sua atribuição a T. platensis, atualmente considerada a única espécie sul-americana ocorrente no Pleistoceno Superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
17-09-2021
Como Citar
BARROS SILVA, A. K.; OLIVA, ÉDISON V. NOVOS MATERIAIS DE TOXODON PLATENSIS DO PLEISTOCENO SUPERIOR DA LOCALIDADE TAMANDUÁ DE CIMA, MUNICÍPIO DE SÃO BENTO DO UNA, ESTADO DE PERNAMBUCO, NORDESTE DO BRASIL. Revista de Geociências do Nordeste, v. 7, n. 2, p. 172-178, 17 set. 2021.
Seção
Artigos