PETROGRAFIA E LITOQUÍMICA DAS ROCHAS MIGMATÍTICAS DA PORÇÃO NORTE DO CINTURÃO SALVADOR-ESPLANADA-BOQUIM, CRÁTON DO SÃO FRANCISCO, BRASIL

Resumo

 

 

4Doutor em Geologia, Programa de Pós-Graduação em Geologia, Núcleo de Geologia Básica (NGB), Instituto de Geociências, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador-BA, Brasil.

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2143-5594

Email: mmm@ufba.br

 

Resumo

A área de estudo localiza-se na porção extremo norte do Cinturão Salvador-Esplanada-Boquim, nas porções sul do estado de Sergipe e nordeste do estado da Bahia, Brasil. Este Cinturão apresenta três faixas litológicas de rochas metamórficas denominadas Complexo Migmatítico Rio Real-Riachão do Dantas (CMRR), Complexo Granulítico Esplanada-Boquim (CGEB) e Complexo Gnáissico/Migmatítico-Granulítico Costa Atlântica (CGGCA). Esse artigo se restringe aos estudos petrológicos da primeira faixa de migmatitos que foi subdividida em Ortognaisse Migmatítico Granítico Leste (OMGL) e Ortognaisse Migmatítico Granítico Oeste (OMGO). Ambas, macroscopicamente e petrograficamente são similares, cujas paragêneses minerais indicam a ocorrência de processos metamórficos de médio grau, da fácies anfibolito com faixas retrometamórficas. Litoquimicamente, notou-se características particulares das porções claras e escuras de cada um desses tipos de migmatitos e que, embora tenham sofrido migmatização, mantiveram as características dos protólitos, permitindo identificar as porções félsicas como provenientes de magma variando entre cálcio-alcalino normal a cálcio-alcalino de alto K.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Vinicius Costa Almeida Junior, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Possui graduação em Administração com Habilitação em Agronegócios pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (2007), graduação em Geologia pela Universidade Federal da Bahia (2011) e mestrado em Geologia pela Universidade Federal da Bahia (2014). Atualmente é professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e doutorando da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Mapeamento Geológico, Geologia Ambiental, Geologia Costeira, Geologia Regional, Metamorfismo, Mineralogia, Petrologia e Geocronologia. 

Angela Beatriz de Menezes Leal, Universidade Federal da Bahia - UFBA

A pesquisadora possui graduação em Geologia pela Universidade Federal da Bahia (1988), mestrado em Geociências (Mineralogia e Petrologia) pela Universidade de São Paulo (1992), doutorado em Geociências (Mineralogia e Petrologia) pela Universidade de São Paulo (1997), Pós-Doutorado pela University of Texas at San Antonio (2006-2007) e na Universite Blaise Pascal Clermont-Ferrand (2010). Atualmente é Professora Titular da Universidade Federal da Bahia e atua como professora permanente no Curso de Pós-Graduação em Geologia na área de Petrologia, Metalogênese e Exploração Mineral. É vice-lider do Grupo de Pesquisa "Núcleo de Geologia Básica" na Plataforma Lattes. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em petrologia, geoquímica e geocronologia, atuando principalmente nos seguintes temas: diques máficos, greenstone belts, magmatismo máfico e ultramáfico. 

Johildo Salomão Figuerêdo Barbosa, Universidade Federal da Bahia - UFBA

JOHILDO SALOMAO FIGUEIREDO BARBOSA SE DIPLOMOU EM GEOLOGIA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA EM 1968. MESTRE EM GEOLOGIA EM 1982. CONCLUIU O DOUTORADO EM GEOLOGIA - UNIVERSITE DE PARIS VI (PIERRE ET MARIE CURIE) EM 1986. PÓS-DOUTORADO NAS UNIVERSIDADES DE RENNES E CLERMONT-FERRAND EM 1998. ATUALMENTE É PROFESSOR TITULAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. CONSULTOR AD HOC E PESQUISADOR DO CNPQ CATEGORIA 1C. COORDENADOR NACIONAL DO ACORDO CAPES-COFECUB, PROJETOS 158-94, 381-02 E 624-09 E COORDENADOR NACIONAL DO PROJETO CAPES UNIVERSIDADE DO TEXAS PROJETO 018-05. NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA FOI COORDENADOR DURANTE DEZ ANOS INTERCALADOS (90-91 E 02-06) E VICE-COORDENADOR (94-98) TENDO CRIADO O PRIMEIRO DOUTORADO EM GEOLOGIA DO NORDESTE, INCLUINDO UMA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM MEIO AMBIENTE, HIDROGEOLOGIA E RECURSOS HÍDRICOS. MINISTROU DIVERSAS DISCIPLINAS NA GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA. FOI COORDENADOR /EXECUTOR DE DOIS MAPAS GEOLÓGICOS DA BAHIA AO MILIONÉSIMO COM RESPECTIVOS TEXTOS EXPLICATIVOS, VERSÕES 1978 E 1996. PUBLICOU 57 ARTIGOS EM PERIÓDICOS ESPECIALIZADOS E 183 TRABALHOS EM ANAIS DE EVENTOS. POSSUI 29 CAPITULOS DE LIVROS E 9 LIVROS PUBLICADOS E OU EDITADOS. POSSUI 1 SOFTWARE E OUTROS 26 ITENS DE PRODUÇÃO TÉCNICA. PARTICIPOU DE DIVERSOS EVENTOS GEOLÓGICOS NO EXTERIOR E NO BRASIL. ORIENTOU E CONCLUIU 6 TESES DE DOUTORADO, 11 DISSERTAÇÕES DE MESTRADO, ALEM DE TER ORIENTADO E CONCLUÍDO 15 TRABALHOS FINAIS DE GRADUAÇÃO E 12 DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, TODOS NA ÁREA DE GEOCIÊNCIAS, ENTRE 1969 E 2014. ATUALMENTE ORIENTA 2 TESES DE DOUTORADO, 3 DE MESTRADO, 2 TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO E 3 DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. COORDENOU/PARTICIPOU DE 49 PROJETOS DE PESQUISA. ATUA NA ÁREA DE GEOCIÊNCIAS, COM ENFASE EM PETROLOGIA E GEOTECTONICA. COORDENOU TAMBÉM LABORATÓRIOS NA ÁREA DA PETROLOGIA E GEOQUÍMICA, SENDO ATUALMENTE COORDENADOR DO LEI-BAHIA-LABORATÓRIO DE ESTUDOS ISOTÓPICOS-BAHIA. INTERAGIU COM 171 COLABORADORES EM CO-AUTORIAS DE TRABALHOS CIENTÍFICOS. EM SEU CURRÍCULO LATTES OS TERMOS MAIS FREQUENTES NA CONTEXTUALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E ARTÍSTICO-CULTURAL SÃO: BAHIA, FACIES GRANULITO, PETROGRAFIA, METAMORFISMO, ALTA TEMPERATURA, BRASIL, CARTOGRAFIA GEOLÓGICA, ORÓGENO ITABUNA-SALVADOR-CURACA E SEUS ASPECTOS GEOLÓGICOS, GEOQUÍMICOS E ISOTÓPICOS/GEOCRONOLÓGICOS. 
DESDE DE 2015 É ASSESSOR DA DIRETORIA TÉCNICA DA CBPM TENDO ATUADO NA COORDENAÇÃO DE DUAS GERENCIAS DE GEOLOGIA, DENOMINADAS GEPRO E GEBAP: A PRIMEIRA ATUANDO NA ÁREA DE PROSPECÇÃO MINERAL E A SEGUNDA NA ÁREA DO CONHECIMENTO GEOLÓGICO QUE CONTA TAMBÉM COM A PARTICIPAÇÃO DAS UNIVERSIDADES LIGADAS A GEOCIENCIAS. AINDA NA CBPM, DESDE MEADOS DE 2018 TEM ATUADO NA ELABORAÇÃO DO PRIMEIRO MAPA TECTÔNICO-GEOCRONOLÓGICO DO ESTADO DA BAHIA E SUA NOTA EXPLICATIVA, ESTE ULTIMO COM FORTE COMPONENTE METALOGENÉTICO. ALEM DESSE PESQUISADOR, QUE É O COORDENADOR GERAL DO PROJETO, CONTA TAMBÉM COM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS TRÊS AUTORES E DIVERSOS COLABORADORES, AQUELES QUE LIDAM COM A GEOLOGIA DA BAHIA.TRATA-SE DE UMA OBRA LIGADA A UM TERMO DE COMPROMISSO ENTRE A CBPM E CPRM, COM PREVISÃO DE SER CONCLUÍDA EM OUTUBRO DE 2019 . TERÁ DUAS VERSÕES: UMA EM PORTUGUÊS E OUTRA EM INGLÊS.

Moacyr Moura Marinho, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Graduado em Geologia pela Universidade Federal da Bahia (1968) e doutor em Geologia-Geoquímica pela Université Blaise Pascal (Clermont Ferrand II), França (1991). Trabalhou no DNPM, CPRM e Companhia Baiana de Pesquisa Mineral - CBPM, tendo sido diretor técnico desta por doze anos. Atualmente é professor titular do Departamento de Geologia da Universidade Federal da Bahia e pesquisador do Centro de Pesquisa em Geofísica e Geologia da UFBa. Sua área de interesse é a Petrologia, atuando nos temas de petrologia ígnea, geocronologia, geoquímica isotópica e metamorfismo.

Publicado
24-09-2020
Como Citar
ALMEIDA JUNIOR, M. V. C.; LEAL, A. B. DE M.; BARBOSA, J. S. F.; MARINHO, M. M. PETROGRAFIA E LITOQUÍMICA DAS ROCHAS MIGMATÍTICAS DA PORÇÃO NORTE DO CINTURÃO SALVADOR-ESPLANADA-BOQUIM, CRÁTON DO SÃO FRANCISCO, BRASIL . Revista de Geociências do Nordeste, v. 6, n. 2, p. 133-143, 24 set. 2020.
Seção
Artigos