VULNERABILIDADE À CONTAMINAÇÃO DE AQUÍFERO EM ÁREA URBANA – AQUÍFERO GUARATIBA, RJ

Resumo

O método DRASTIC é um método amplamente aplicado para avaliar a vulnerabilidade intrínseca de um aquífero com base nos parâmetros: profundidade, recarga, tipo de aquífero, topografia, impacto da zona vadosa, solo e condutividade hidráulica. Porém estudos indicam que esses parâmetros são insuficientes para caracterizar aquíferos inserido em área urbana, assim, o método DRASTICA foi desenvolvido com a adição do parâmetro de impacto antropogênico. Este trabalho apresenta o estudo da vulnerabilidade do aquífero Guaratiba na cidade do Rio de Janeiro, com base no DRASTIC e sua adaptação DRASTICA com a utilização de amostras de concentração de nitrato nos poços indicando a qualidade da água subterrânea. O mapa de vulnerabilidade DRASTIC mostrou três classes, com predominância das classes baixa e média enquanto 0,8% da área de estudo apresentaram alto índice de vulnerabilidades. O mapa DRASTICA mostra a predominância da influência das atividades antrópicas, uma vez que a classe de alta vulnerabilidade possui 5% da área de estudo. No DRASTICA, observa-se a presença de alta vulnerabilidade nas maiores concentrações de nitrato e, além disso, as amostras com a menor concentração de nitrato estão ausentes nessa classe. Portanto, conclui-se que, para estudos de vulnerabilidade do aquífero em áreas urbanas, é indicado o método DRASTICA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glaucio Silva de Carvalho, Universidade Federal Fluminense - UFF

Possuo graduação em Geologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2014). Cursei mestrado em eng. de Biossistemas (UFF), com término em 2019, além de pós-graduação em Tradução em inglês (Estácio-2019). 

Cristiane Nunes Francisco, Universidade Federal Fluminense - UFF

Possui graduação em Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991), graduação em Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987), mestrado em Engenharia de Transportes (Geoprocessamento) pela Universidade de São Paulo (1995) e doutorado em Geociências (Geoquímica) pela Universidade Federal Fluminense (2004). Realizou Pós-Doutoramento em Sensoriamento Remoto pelo INPE (2011). Atualmente é professora associada da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência em Geociências, com ênfase na aplicação de Sistemas de Informação Geográfica e Sensoriamento Remoto na análise espacial de áreas protegidas e bacias hidrográficas, no mapeamento do uso e cobertura da terra, no planejamento territorial de municípios. 

Publicado
14-10-2020
Como Citar
CARVALHO, G. S. DE; FRANCISCO, C. N. VULNERABILIDADE À CONTAMINAÇÃO DE AQUÍFERO EM ÁREA URBANA – AQUÍFERO GUARATIBA, RJ . Revista de Geociências do Nordeste, v. 6, n. 2, p. 186-196, 14 out. 2020.
Seção
Artigos