Caracterização do turismo e impactos nas comunidades locais do arquipélago dos Bijagós (Guiné-Bissau)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-3359.2022v8n1ID22327

Resumo

O efeito turístico tem gerado análises, estudos e pesquisas sobre as relações que produz em consequência das viagens e dos efeitos negativos ou positivos produzidos nas populações receptoras. Tendo em vista que os residentes de destinos turísticos geralmente não são consultados quando o turismo começa a se desenvolver em sua localidade. Este artigo tem por objetivo apresentar uma discussão de autores que descrevem a respeito dos impactos do turismo nas comunidades receptoras e a importância de conhecer a percepção e a atitude dos moradores a respeito do turismo e seus impactos. Por meio de pesquisa bibliográfica foi possível perceber que os impactos positivos do turismo estão relacionados com o dinheiro proveniente dos turistas, geração de empregos e fortalecimento da cultura local. Por outro lado, o surgimento de aspectos negativos como criminalidade, aumento no consumo de drogas, congestionamentos, prostituição, impactos ambientais entre outros, fazem com que os moradores apresentem certa indiferença com relação ao turismo. Destacaram-se, entre as ações sugeridas para que os impactos sejam minimizados e para que o turismo na cidade possa ser melhorado: a importância do planejamento, a normatização das atividades turísticas e a necessidade de união entre os atores turísticas e a comunidade local. Apesar da consciência e da percepção positiva sobre turismo local, evidenciou-se a dificuldade de implementação das ações sugeridas, principalmente pela existência de conflitos de interesses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

14-04-2022

Como Citar

CORREIA JUNIOR, A.; DA SILVA, E. V.; INÁCIO JALANE, O. .; SOPCHAKI, C. H. Caracterização do turismo e impactos nas comunidades locais do arquipélago dos Bijagós (Guiné-Bissau) . Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 148–159, 2022. DOI: 10.21680/2447-3359.2022v8n1ID22327. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/22327. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos