VULNERABILIDADE INTRÍNSECA À CONTAMINAÇÃO NATURAL DO AQUÍFERO NA REGIÃO METROPOLITANA DO MUNICÍPIO DE SALVADOR

Resumo


O objetivo deste trabalho é elaborar um mapa temático da vulnerabilidade intrínseca do aquífero na Região Metropolitana de Salvador (RMS), o qual constitui o primeiro passo para a avaliação do perigo a contaminação e proteção da qualidade da água subterrânea. Para tanto, foi utilizada a metodologia GOD. Na RMS foi encontrado quatro padrões de vulnerabilidade: desprezível, baixa; moderada e alta. O método GOD mostrou claramente a vulnerabilidade natural à contaminação, porém, o mesmo envolve simplificações nas informações hidrogeológicas, o que requer atenção no momento da reclassificação, tratamento dos dados e interpretação dos resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathali Lorena de Santana Rego, Universidade Federal da Bahia- UFBA

Graduanda em Geografia, Instituto de Geociências, UFBA, Slavador/BA, Brasil.

Danilo Heitor Caires Tinoco Bisneto Melo, UFBA

Professor do Departamento de Geofísica na Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA.

Maria da Conceição Gomes, UFBA

 Professor visitante no Instituto de Geociências na Universidade Federal da Bahia- Salvador, BA.

Publicado
29-07-2021
Como Citar
REGO, N. L. DE S.; MELO, D. H. C. T. B.; GOMES, M. DA C. VULNERABILIDADE INTRÍNSECA À CONTAMINAÇÃO NATURAL DO AQUÍFERO NA REGIÃO METROPOLITANA DO MUNICÍPIO DE SALVADOR. Revista de Geociências do Nordeste, v. 7, n. 2, p. 49-56, 29 jul. 2021.
Seção
Artigos