ANÁLISE PROSPECTIVA DE CORPOS MÁFICOS-ULTRAMÁFICOS ATRAVÉS DE AEROGEOFÍSICA: CASO DE ESTUDO DO VALE DO JACURICI/BAHIA

Resumo


Os corpos ígneos do Vale Jacurici hospedam o maior depósito de Cromo do Brasil. Esse depósito é caracterizado pela presença de uma camada maciça de minério que ocorrem em diversos corpos, segmentos de um possível corpo único fragmentado. O presente trabalho analisa as características desses corpos através de técnicas de sensoriamento remoto e levantamentos aerogeofísicos, descrevendo as respostas geofísicas e de relevo dos alvos econômicos. A área de estudo apresenta anomalias magnéticas quando utilizando-se filtros de 1ª derivada e tilt derivativo do campo magnético total, ao passo que razões eU/K e eTh/K definem as melhores delimitações dos corpos ígneos utilizando o método gamaespectrométrico. As informações apresentadas servem como parâmetro prospectivo na descoberta de novos corpos laterais a fim prover guia para a descoberta e análise de depósitos similares pelo Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
14-10-2021
Como Citar
PILLA DIAS, J. R.; BERTOLINI, G.; CHARÃO MARQUES, J.; FRANTZ, J. C.; SOBRINHO DA SILVEIRA, C. J.; CEZARIO, N. ANÁLISE PROSPECTIVA DE CORPOS MÁFICOS-ULTRAMÁFICOS ATRAVÉS DE AEROGEOFÍSICA: CASO DE ESTUDO DO VALE DO JACURICI/BAHIA. Revista de Geociências do Nordeste, v. 7, n. 2, p. 271-281, 14 out. 2021.
Seção
Artigos