VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS E O NÚMERO DE INTERNAÇÕES POR INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO EM BELÉM/PA.

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar se as variáveis meteorológicas influenciam de forma significativa nas causas de morbidade por Infarto agudo do miocárdio em Belém do Pará. Para isso foram utilizados dados de temperatura máxima e mínima do ar, umidade relativa do ar, precipitação pluvial e velocidade do vento, disponibilizados pelo Banco de Dados Meteorológicos para Estudo e Pesquisa do Instituto Nacional de Meteorologia e dados de internações por IAM obtidos através do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde, ambos no período de 2008 a 2018, totalizando 10 anos de dados, foram registradas 4242 internações durante esse período . Utilizou-se a estatística descritiva e a modelagem via Equações de Estimação Generalizadas para verificar associação, por meio do software livre R 3.4.1.  Por fim, os resultados assinalam associação significativa entre a temperatura máxima do ar, velocidade do vento e o número de internações. A sinergia entre o aumento da temperatura máxima e diminuição na velocidade do vento favoreceram para o aumento do número de internações em Belém, acredita-se que os resultados observados possam ser um bom contribuinte para políticas públicas de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-09-2021
Como Citar
PADILHA MENDES, A. V.; DUARTE SILVA, A. W.; DOS SANTOS GOMES, A. C.; VAZ PERES, L.; DELFINO DE ANDRADE, A. M. VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS E O NÚMERO DE INTERNAÇÕES POR INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO EM BELÉM/PA. Revista de Geociências do Nordeste, v. 7, n. 2, p. 153-161, 16 set. 2021.
Seção
Artigos