AVALIAÇÃO PÓS-OCUPAÇÃO COM FOCO NOS ESPAÇOS LIVRES DA ESCOLA

uma análise comportamental da EMEIF Nossa Senhora do Perpétuo Socorro II

Autores

  • Raul da Silva Ventura Neto Universidade Federal do Pará
  • Milena Moura Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.21680/2448-296X.2023v8n1ID30295

Palavras-chave:

Avaliação Pós-Ocupação, Estudo comportamental, Projeto padrão, Espaço escolar

Resumo

A escola é um dos espaços que mais influencia na formação de crianças e jovens, o que significa assumir que seu projeto arquitetônico não é algo trivial. Entretanto, no Brasil, é comum a estandardização de projetos escolares visando racionalizar o projeto e garantir a reprodução em larga escala do que tradicionalmente se nomeia “projeto padrão”. Para instituições que operacionalizam políticas de expansão da infraestrutura social articuladas aos fundos controlados pelo Governo Federal, a necessidade de reduzir as burocracias e controlar riscos de mal uso do dinheiro público, os “projetos padrão” se mostram saída para garantir essa extensão pelo território nacional. Porém, a expansão indiscriminada de “projetos padrão” tem acarretado a precarização das tipologias previstas e a degradação do espaço escolar, sobretudo do pátio, objeto deste artigo. O texto avalia aspectos comportamentais dos espaços livres de uma escola rural de 4 salas de aula proposta pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), fazendo uso de ferramentas de Avaliação Pós-Ocupação (APO). A escola foi construída para atender à comunidade quilombola do Itacoãzinho e à comunidade ribeirinha do Furo do Maracujá, ambas no Baixo Acará, Pará. Foram realizados/aplicados: levantamentos métricos e fotográficos, Walkthrough acompanhado por responsável, Mapas Comportamentais e Matriz de Descobertas. As análises comportamentais apresentadas como resultado da pesquisa apontam para diferenças entre o uso real e uso previsto no projeto, e para questões relacionadas à permeabilidade do espaço, às relações sociais observadas no local, ao comportamento socioespacial dos usuários e à imagem social do empreendimento.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raul da Silva Ventura Neto, Universidade Federal do Pará

Doutor, Professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Pará

Milena Moura, Universidade Federal do Pará

Arquiteta e Urbanista, Universidade Federal do Pará

Referências

AQUINO, L. M. L.; GARCIA, P.; OLIVEIRA, D. R. Pátio escolar na educação infantil e sua apropriação: Contribuições a partir da perspectiva das crianças. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro: UFRJ/FAU/PROARQ, 2017, pp. 87-98.

CNE/CEB/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na Educação Básica. Brasília: MEC, 2012. BRASIL.

DA COSTA, K. S.; DA VEIGA E SILVA, W. F.; DAMASCENO E SILVA, F. C. Levantamento histórico das comunidades de remanescentes de quilombolos Santa quitéria e Itacoãzinho – Acará – Pará – Brasil. Amazônica - Revista de Antropologia, v. 13, n. 1, p. 377-397, nov. 2021. Disponível em: <https://periodicos.ufpa.br/index.php/ amazonica/article/view/8422>. Acesso em: 30 maio 2022. doi:http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v13i1.8422.

ELALI, G. A. Ambientes para educação infantil: um quebra-cabeças? Contribuição metodológica na avaliação pós-ocupação de edificações e na elaboração de diretrizes para projetos arquitetônicos na área. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

_____, G. A. Do Intramuros ao extramuros: comentários sobre a apropriação dos espaços livres da escola e pela escola. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro, UFRJ/FAU/PROARQ. 2017, pp.123-135.

FARIA, A. B. G. O pátio escolar como ter[ritó]rio [de passagem] entre a escola e a cidade. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro, UFRJ/FAU/PROARQ. 2017, pp.37-46.

KOWALTOWSKI, D. C. C. Arquitetura escolar: o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.

_____________, D. C. C. K.; DELIBERADOR, M. S. Os pátios e as áreas livres no processo de projeto de arquitetura escolar no Estado de São Paulo. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R. (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro: UFRJ/FAU/PROARQ, 2017, pp. 177-200.

MOREIRA, A. R. P.; ROCHA, F. V. Ambientes externos da creche: Espaços de múltiplas possibilidades para o desenvolvimento e o aprendizado da criança pequena. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro: UFRJ/FAU/PROARQ, 2017, pp.49-62.

NAMBU, L. C.; ORNSTEIN, S. W. O pátio nos ambientes para aprendizado: Avaliação de edifícios escolares na região metropolitana de São Paulo. In: AZEVEDO, G. A.; RHEINGANTZ, P. A.; TÂNGARI, V. R (Org.). O lugar do pátio escolar no sistema de espaços livres. Uso, forma e apropriação. 2ª ed. Rio de Janeiro, UFRJ/FAU/PROARQ. 2017, p.103-121.

NATALINO, M. L.; ÁVILA, V. Avaliação Pós-Ocupação de projeto padrão espaço da infância. In: VI ENCONTRO NACIONAL DE ERGONOMIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO & VII SEMINÁRIO BRASILEIRO DE ACESSIBILIDADE INTEGRAL. Anais do ..... Blucher Design Proceedings, v.2, n. 7, 2016, s/p. Disponível em: ttps://www.proceedings.blucher.com.br/article-details/avaliao-ps-ocupao-de-projeto-padro-proinfncia-uma-abordagem-multimtodos-no-cmei-espao-da-infncia-22657. Acesso em: 22 jun. 2022.

NEWMAN, O. Creating defensible space. US Department of Housing and Urban Development, Office of Policy Development and Research, 1996.

RABELO, E. M.; SOUZA, H. F. A.; PERDIGÃO, A. K. A. V. Milton Monte: um vocabulário arquitetônico moldado pela produção vernacular amazônica. In: 14º SEMINÁRIO DOCOMOMO-BRASIL, Anais do ..... Belém, out. 2021, s/p. Disponível em: <https://docomomobrasil.com/wp-content/uploads/2021/12/milton-monte.pdf>. Acesso em: 22 jun. 2022.

Downloads

Publicado

24-01-2023

Como Citar

VENTURA NETO, R. da S.; MOURA, M. S. I. AVALIAÇÃO PÓS-OCUPAÇÃO COM FOCO NOS ESPAÇOS LIVRES DA ESCOLA: uma análise comportamental da EMEIF Nossa Senhora do Perpétuo Socorro II. Revista Projetar - Projeto e Percepção do Ambiente, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 103–119, 2023. DOI: 10.21680/2448-296X.2023v8n1ID30295. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revprojetar/article/view/30295. Acesso em: 24 abr. 2024.