Olhares Cruzados no Índico: Turismo e Patrimônio Português em Zanzibar

Autores

  • Maria Castro CHAM, Universidade Nova Lisboa

Palavras-chave:

Império, Índico, Patrimônio, Turismo

Resumo

O turismo é, em pleno século XXI, a maior indústria a nível mundial constituindo um fenómeno estruturado a partir de uma articulação dinâmica e tentacular. De entre as formas que o fenómeno consagra, o chamado “turismo de memória” tem vindo a ganhar relevância, assente numa herança colonial cujas valências se formulam segundo uma reminiscência de uma cultura/património outrora partilhada: a dos impérios ultramarinos. Ao ganharem um novo protagonismo, estes lugares pós-coloniais abrem-se a novas leituras, respondendo a um desafio societal da mobilidade contemporânea através do olhar para a viagem como forma de construir cultura e definir identidades, pelo que se propõe cartografar o património de raiz portuguesa no arquipélago de Zanzibar, lugar integrado no império lusitano durante duzentos anos e fonte de multiculturismo e alteridade de que o nosso tempo é herdeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Castro, CHAM, Universidade Nova Lisboa

CHAM, Centro de Humanidades. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, FCSH. Universidade NOVA de Lisboa, 1069-061 Lisboa.

Referências

AA.Vv. Negócios Externos. Documentos Apresentados Ás Cortes. Negociações com Zanzibar. Legislative session of 1888. Lisboa, Imprensa Nacional, 1888.

AA.Vv. O Centenário da Índia -1898 - e a Comemoração da viagem de Vasco da Gama. Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1998.

AGA KHAN. Zanzibar Stone Town Projects. Historic Cities Support Programme. Stone Town, The Aga Khan Trust for Culture-AKDN, 2017.

ANONYMOUS. NOTAS DE VIAGEM A ZANZIBAR. Fragment of an anonymous manuscript, Lisboa, BNP, 1851-1900. Online: http://purl.pt/27148/3

CAMPOS, J. J. Boletim do Instituto Vasco da Gama. N.º 26, 1935.

CARVALHO, Selma. Baker Butcher Doctor Diplomat. Goan Pioneers of East Africa. United Kingdom, Selma Carvalho, 2016.

CASTRO, Maria João. Zanzibar. Art of a (Re)Encounter. Lisboa, Caleidoscópio, 2019.

COUPLAND, Reginald. East Africa and Its Invaders. From the earliest times to the death of Seyyid Said in 1856. New York, Russel & Russel, 1965.

DGNE. Tratado de Amisade e Commercio de 1879, Lisboa, Imprensa Nacional, 1940.

FONSECA, Luís Adão da. “Relato directo da viagem de descobrimento do caminho marítimo para a Índia”, Vasco da Gama: o Homem, a Viagem, a época, Lisboa, Expo 98, 1998.

FREEMAN-GRENVILLE, G.S.P. “The Portuguese on the Swahili Coast. Buildings and Language”. Revista Stvdia, N.º 49, Lisboa, Instituto de Investigação Científica e Tropical, 1989.

GRAY, John. Early Portuguese Missionaries in East Africa. London, Macmillan and Co. Limited, 1958.

HALL, C; TUCKER, Hazel. Tourism and Postcolonialism. Contested discourses, identities and representations. London, Routledge, 2004.

HORTON, Mark; Clark, Catherine. M. Archaeological Survey of Zanzibar. London, Routledge, 2010.

HORTON, Mark. Zanzibar Archaeological Survey. Ministry Inf., Western Sydney University, 2021.

KESHODKAR, Akbar. Tourism and Social Change in Post-Socialist Zanzibar: Struggles for Identity, Movement, and Civilization. United Kingdom, Lexington Books, 2013.

LANS, Van Der. Ng'ambo Atlas: Zanzibar. Netherlands, LM Publishers, 2019.

LYNE, Robert Nunez. Zanzibar in Contemporary Times. Zanzibar, Gallery Publications, 2006.

LOURENÇO, Eduardo. “Património”. Revista Património, Manuel Lacerda (ed), N.º 3, Lisboa, D.G.P.C., 2015a.

LOURENÇO, Eduardo. Presentation on 15 June in Em Diálogo com Eduardo Lourenço, Lisboa, Centro Nacional de Cultura, 2015b.

MARKES, Sarah. Sea Level. A portrait of Zanzibar. Dar es Salaam, Mkuki Publishers, 2020.

MATTOSO, José (ed). Património de Origem Portuguesa no Mundo. África, Mar Vermelho, Golfo Pérsico. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2010.

MELLO, Adelino António das Neves e. Zanzibar, Lisboa, Typografia Minerva Central, 1890.

OLIVER, Roland; MATHEW, Gervase (ed). History of East Africa. Vol. I, Oxford, Oxford University Press, 1963.

OMMANNEY, F.D. Isle of Cloves. A view of Zanzibar. London, The Travel Book Club.

Palmeirim, Manuela (2006). “Objecto de Arte… Ou a Arte do Objecto?” in O Eterno Feminino. Emoção e Razão. Colecção do Pintor Eduardo Nery, Fão Art Museum, 1957.

SHERIFF, Abdul. Zanzibar Under Colonial Rule. London, James Currey, 1991.

SHERIFF, Abdul. Historical Zanzibar: Romance of the ages. HSP Publications, 1995.

SHERIFF, A; JAFFERJI, J. Zanzibar Stone Town: An Architectural Exploration. Zanzibar, Gallery Publications, 2008.

SMITH, Valene. Hosts and Guests. The Anthropology of Tourism. Philadelphia, University of Pennsylvania Press, 1989.

STRANDES, Justus. The Portuguese Period in East Africa. Vol. II. Nairobi, East Africa Literature Bureau, 1961.

Downloads

Publicado

02-12-2021

Como Citar

CASTRO, M. J. Olhares Cruzados no Índico: Turismo e Patrimônio Português em Zanzibar. Turismo, Sociedade & Território, [S. l.], v. 3, n. 1, p. e26719, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revtursoter/article/view/26719. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático