OS IMPACTOS DA FALSA ACUSAÇÃO EM PEQUENAS COMUNIDADES: POSSÍVEIS ENCONTROS ENTRE A SOCIOLOGIA E A CRIMONOLOGIA NO FILME “A CAÇA”

Autores

  • Fabro Vechi

DOI:

https://doi.org/10.21680/2318-0277.2017v5n2ID13017

Resumo

Este trabalho visa demonstrar algumas perspectivas da sociologia e da criminologia perante uma falsa acusação de estupro dentro de uma pequena comunidade, caso este contido no filme “A caça”. Utilizando um embasamento teórico das duas disciplinas, o presente esforço procura destrinchar a demanda punitiva presente na comunidade artificial do filme perante o hipotético cometimento de um crime sexual. O desenrolar do enredo nos mostra uma população que não reconhece (e reproduz) seus direitos básicos, como presunção de inocência, ampla defesa e contraditório. Nossa análise será desenvolvida a partir de uma investigação da obra cinematográfica em questão, unindo à utilização de conceitos de ambas as disciplinas para justificar nossas interpretações dos acontecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABU-JAMRA ZORNIG, Silvia Maria. As Teorias Sexuais Infantis na Atualidade: Algumas Reflexões. Psicologia em estudo, v. 13, n. 1, 2008.

A Caça. [filme-vídeo] M. Kaufmann, S. Jørgensen. prod., T. Vinterberg, dir. Dinamarca: 2012. Nordisk Film. 106 min.

ANDRADE, Vera Regina Pereira de. Do Paradigma Etiológico Ao Paradigma da Reação Social: mudança e Permanência de Paradigmas Criminológicos na Ciência e no Senso Comum. Revista Seqüência, Florianópolis, n. 30, 1995.

BECKER, Howard. Outsiders: Estudos de Sociologia do Desvio. Tradução de Maria Luiza X. Borges. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

CHRISTIE, Nils. Uma Razoável Quantidade de Crime. Tradução de André Nascimento, Rio de Janeiro: Revan, 2011.

________. A Indústria do Controle do Crime. Tradução Luis Leiria. Rio de Janeiro: Forense, 1998.

DE MELO, Zélia Maria; DEUSTO. Os Estigmas: a Deterioração da Identidade Social. 2000. Disponível em: <http://efpava.cursos.educacao.sp.gov.br/Resource/282783,563,5E1/Assets/NB/pdf/nb_m07t03.pdf> Acesso em: 12 de mar. 2017.

DURKHEIM, Émile. Da Divisão do Trabalho Social. São Paulo: Editora Abril. 1983.

FOCUCAULT, Michel. Vigiar e Punir. Rio de Janeiro, Editora Vozes, 2011.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 3ª ed. Editora LTC, 2013.

HULSMAN, Louk; CELIS, Jacquelinie Bernat de. Penas Perdidas: o sistema penal em questão. Niterói: Luam, 1993

MERTON, Robert K. The Thomas Theorem and the Matthew effect. Social forces, v. 74, n. 2, p. 379-422, 1995.

THOMAS, William Isaac; THOMAS, Dorothy Swaine. The Child in America: Behavior Problems and Programs. Nova York, Knopf, 1928.

YOUNG, Jock. A Sociedade Excludente: Exclusão Social, Criminalidade e Diferença na Modernidade Tardia. Rio de Janeiro: Revan, 2002.

ZAFFARONI, Eugenio Raul. A Questão Criminal. Tradução Sergio Lamarão. Rio de Janeiro: Revan, 2013.

________. Em Busca das Penas Perdidas. Rio de Janeiro: Revan, 1991.

________. O inimigo no Direito Penal. Tradução de Sergio Lamarão. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

Downloads

Publicado

17-10-2017

Como Citar

VECHI, F. OS IMPACTOS DA FALSA ACUSAÇÃO EM PEQUENAS COMUNIDADES: POSSÍVEIS ENCONTROS ENTRE A SOCIOLOGIA E A CRIMONOLOGIA NO FILME “A CAÇA”. Revista Transgressões, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 40–52, 2017. DOI: 10.21680/2318-0277.2017v5n2ID13017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/transgressoes/article/view/13017. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos