O festejo de São José de Ribamar/MA e as (re)configurações do turismo religioso no espaço e tempo da pandemia da Covid-19

Autores

  • Josenildo Campos Brussio Universidade Federal do Maranhão - Campus de São Bernardo
  • José Arilson Xavier de Souza Universidade Estadual do Maranhão
  • José de Ribamar Carvalho dos Santos Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos
  • André Lucas dos Santos Ferreira Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.21680/2357-8211.2022v10n1ID27166

Resumo

Examinar as (re)configurações do turismo no espaço e tempo da pandemia do Covid-19 no âmbito do festejo de São José de Ribamar, Maranhão, é a finalidade assumida na presente comunicação científica. A saber, as reflexões que se seguem encontram-se associadas à Rede de Pesquisa em Turismo Religioso (REPETUR) e a investigações desenvolvidas na UFMA, Campus de São Bernardo-MA, e na UEMA, Campus de São Luís-MA. Assim sendo, circunscritos por tal campo empírico, metodologicamente, percorremos as seguintes etapas de estudo: levantamento e reflexão bibliográfica; pesquisa exploratório-descritiva; trabalho de campo (2020-2021). De tal maneira, as nossas considerações finais nos conduzem a afirmar que o festejo testou positivo no tocante às respostas que engendrou frente aos desafios impostos pela pandemia, conseguindo, assim, manter o magnetismo religioso da cidade de São José de Ribamar. Para tanto, saber tirar proveito das tecnologias digitais foi fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josenildo Campos Brussio, Universidade Federal do Maranhão - Campus de São Bernardo

Pós-Doutorando em Turismo, no PPGTUR (Programa de Pós-graduação em Turismo) da Universidade Federaldo Rio Grande do Norte (UFRN), sob a supervisão da professora Titular Maria Lúcia Bastos Alves. Bacharel emDireito pela Universidade Federal do Maranhão (2012), possui graduação em Letras Português/Inglês erespectivas Literaturas pela Universidade Estadual do Maranhão (1998), Especialização em Língua Portuguesapela Universidade Salgado de Oliveira - São Gonçalo/RJ (2000), Mestrado em Educação pela UniversidadeFederal do Maranhão (2008) e Doutorado em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro(2012). Professor Associado I do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas/Sociologia da UFMA/Campus deSão Bernardo. Professor colaborador do Curso de Turismo do Campus de São Bernardo nas disciplinas Legislaçãoaplicada ao Turismo (Direito e Turismo) e Leitura e Produção Textual. Coordenador do Grupo de Estudos ePesquisas em Meio Ambiente, Desenvolvimento e Cultura (GEPEMADEC), na linha de pesquisa 1: "Imaginário,cultura e meio ambiente". Participa da "REDE DE PESQUISA EM TURISMORELIGIOSO-NE" - com o subprojeto integrado: "Cenários do turismo religioso em São José de Ribamar eAlcântara em tempo de pandemia: análises e perspectivas para atuação no pós-pandemia". Membro da SociétéInternationale de Sociologie des Religions (SISR).

José Arilson Xavier de Souza, Universidade Estadual do Maranhão

Professor do Curso de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA-PPGeo). Bolsista produtividade pela FAPEMA (Edital 07/2021), SECTI, Governo do Estado do Maranhão.

José de Ribamar Carvalho dos Santos, Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos

Professor do CEM Tarquínio Lopes (São José de Ribamar-MA) e Coordenador do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC).

André Lucas dos Santos Ferreira, Universidade Estadual do Maranhão

Graduando do Curso de Bacharelado em Geografia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Bolsista FAPEMA de Iniciação Científica.

Downloads

Publicado

30-03-2022

Como Citar

CAMPOS BRUSSIO, J.; ARILSON XAVIER DE SOUZA, J. .; DE RIBAMAR CARVALHO DOS SANTOS, J.; LUCAS DOS SANTOS FERREIRA, A. O festejo de São José de Ribamar/MA e as (re)configurações do turismo religioso no espaço e tempo da pandemia da Covid-19. Revista de Turismo Contemporâneo, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 162–182, 2022. DOI: 10.21680/2357-8211.2022v10n1ID27166. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/27166. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos