Turismo, geografia e a obra de Rita de Cássia Ariza da Cruz

  • Artur Manuel Marulo
  • Elizângela Justino de Oliveira
  • Joane Luiza Dantas Batista
Palavras-chave: Turismo - Contribuições teóricas - Rita de Cássia Ariza Cruz

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar toda a produção bibliográfica da Professora Dra. Rita de Cássia Ariza da Cruz, apontando suas contribuições à construção do conhecimento sobre o turismo, como também o método de que a autora se utiliza para entender o turismo numa perspectiva geográfica. Para tanto, iniciaremos com uma breve introdução a respeito do surgimento do Turismo como curso superior e suas preocupações epistemológicas. Iniciando as reflexões no intuito de atender nosso principal objetivo, no primeiro tópico, apresentaremos a trajetória acadêmica da Professora Rita de Cássia Ariza da Cruz e suas principais obras, incluindo livros publicados e seus mais importantes artigos. Em seguida, realizaremos uma breve discussão a respeito da origem, propostas críticas ao modelo sistêmico, modelo mais utilizado para as análises do turismo, bem como as novas abordagens metodológicas propostas para o turismo, entre elas: a Fenomenologia e a Teoria da Complexidade. Já no terceiro ponto, discutiremos o método dialético como proposta da Professora Rita de Cássia para se entender o turismo. Nas Considerações Finais, apontaremos as principais contribuições da Professora Rita de Cássia ao Turismo, com base na análise da sua produção bibliográfica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Artur Manuel Marulo
Bacharel em Planeamento Turístico pela Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique), Mestre em Turismo (UFRN).
Elizângela Justino de Oliveira

Graduação em Geografia (UFRN). Mestre em Turismo (UFRN).

Joane Luiza Dantas Batista

Bacharel em Geografia (UFRN).  Mestre em Geografia (UFRN).

Publicado
15-04-2016
Como Citar
MARULO, A. M.; OLIVEIRA, E. J. DE; BATISTA, J. L. D. Turismo, geografia e a obra de Rita de Cássia Ariza da Cruz. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 4, 15 abr. 2016.
Seção
Artigos