AS MULHERES SURDAS E O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE: CAMINHOS PARA O ACESSO AOS DIREITOS SEXUAIS REPRODUTIVOS DEAF WOMEN AND THE HEALTH PUBLIC SYSTEM: WAYS TO ACCESS SEXUAL AND REPRODUCTIVE RIGHTS

  • Ana Luisa Borba GEdiel Universidade Federal de Viçosa – UFV
Palavras-chave: Mulheres surdas. Sistema público de saúde. Direitos sexuais reprodutivos

Resumo

A presente pesquisa foi desenvolvida a partir da problemática de inserção de pessoas
Surdas nos espaços públicos, sobretudo, no que se refere à acessibilidade e à garantia
dos direitos humanos. Visamos, então, conhecer e compreender as diferentes formas
de acesso às informações a respeito dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres
Surdas de classes sociais menos favorecidas. Nosso estudo considerou, portanto, as
mulheres Surdas que não estavam registradas nas Estratégias da Saúde da Família, em
uma cidade na Zona da Mata Mineira. Sendo assim, este artigo aborda o viés etnográfi -
co, com a perspectiva de inserção nas redes sociais virtuais como recurso metodológico
no agenciamento dos corpos Surdos femininos, para o entendimento sobre os direitos
sexuais e reprodutivos. A etnografi a virtual potencializou as interações entre pesquisador-
pesquisadas por meio das tecnologias, mostrando-se efi caz para adentrar aos temas
considerados tabus, de acordo com Rodrigues (1980), quando acessados, via relações
face a face, a partir do conceito de Goff man (1998). Nesse sentido, as questões voltadas
ao gênero e à sexualidade desse segmento de mulheres puderam ser acessadas, haja
vista que se atentou às especifi cidades linguísticas e culturais por elas consideradas,
revelando-se como espaço privilegiado de agência dos corpos Surdos femininos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luisa Borba GEdiel, Universidade Federal de Viçosa – UFV
Possui Pós Doutorado em Antropologia pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa(2013), Doutorado em Ciências Sociais (Antropologia) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005) e Mestrado em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1993) . Atualmente é professora Associada II da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia da Pesca, Etnologia Indígena, atuando principalmente nos seguintes temas: Sociedade e Meio Ambiente, Pesca artesanal, Pesca e turismo, Ecologia Cultural e Meio Ambiente, Etnoconhecimento, Conhecimento tradicional e Comunidades tradicionais. Realiza atualmente pesquisa sobre Cooperativismo pesqueiro e valores no Brasil e em Portugal. É líder do Grupo de Pesquisa Etnologia, Tradição, Ambiente e Pesca Artesanal (ETAPA - CNPq/DAN/UFRN).
Publicado
07-03-2017
Como Citar
GEDIEL, A. L. B. AS MULHERES SURDAS E O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE: CAMINHOS PARA O ACESSO AOS DIREITOS SEXUAIS REPRODUTIVOS DEAF WOMEN AND THE HEALTH PUBLIC SYSTEM: WAYS TO ACCESS SEXUAL AND REPRODUCTIVE RIGHTS. Vivência: Revista de Antropologia, v. 1, n. 48, p. 75-87, 7 mar. 2017.
Seção
Dossiê/Dossier