PESCA ARTESANAL E PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO EM BITUPITÁ, CEARÁ: OS DIREITOS DAS POPULAÇÕES COSTEIRAS FRENTE AOS INTERESSES EMPRESARIAIS E ESTATAIS ARTISANAL FISHING AND DEVELOPMENT PROJECTS IN BITUPITÁ, CEARÁ: THE RIGHTS OF COASTAL POPULATIONS CONFRONTED WITH THE CORPORATE AND STATE INTERESTS

Autores

  • Lea Carvalho Rodrigues Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
  • Antônia Gabriela Pereira Araújo Universidade Federal do Ceará (UFC)

DOI:

https://doi.org/10.21680/2238-6009.2016v1n47ID11645

Palavras-chave:

Pesca de curral. Turismo.Comunidades tradicionais

Resumo

O artigo apresenta os diferentes interesses em jogo no processo de expansão das atividades
turísticas e projetos de desenvolvimento na região d o extremo-oeste do litoral
do Ceará. A partir dos dados etnográfi cos colhidos junto à localidade de Bitupitá, que
comporta uma das maiores colônias de pescadores da região e onde ainda se pratica a
pesca de curral, o artigo aborda a legislação que estabelece os direitos das comunidades
e povos tradicionais, situando os pescadores daquela localidade frente aos direitos
estabelecidos e aos interesses estatais e empresariais, tendo em conta o atual contexto
de expansão das atividades turísticas, da pesca predatória e da implementação de usinas
de energia renovável (eólicas) na região. A situação de mudanças vivida por essas populações,
no presente, é abordada à luz dos resultados apresentados por etnografi as já
clássicas sobre o tema, realizadas no âmbito da antropologia brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-03-2017

Como Citar

RODRIGUES, L. C.; PEREIRA ARAÚJO, A. G. PESCA ARTESANAL E PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO EM BITUPITÁ, CEARÁ: OS DIREITOS DAS POPULAÇÕES COSTEIRAS FRENTE AOS INTERESSES EMPRESARIAIS E ESTATAIS ARTISANAL FISHING AND DEVELOPMENT PROJECTS IN BITUPITÁ, CEARÁ: THE RIGHTS OF COASTAL POPULATIONS CONFRONTED WITH THE CORPORATE AND STATE INTERESTS. Vivência: Revista de Antropologia, [S. l.], v. 1, n. 47, p. 13–31, 2017. DOI: 10.21680/2238-6009.2016v1n47ID11645. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/vivencia/article/view/11645. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê/Dossier