ESPAÇO DE ENCONTROS, ESPAÇO DE CONFLITOS: REFLEXÕES SOBRE A OCUPAÇÃO DO VIADUTO DO BROOKLYN EM PORTO ALEGRE

  • Nicole Kunze Rigon Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS/UFRGS). Pesquisadora do Núcleo de Antropologia Visual (NAVISUAL/UFRGS). https://orcid.org/0000-0003-4692-3866

Resumo

A diversidade urbana é sugestiva às discordâncias sobre como e para que os espaços coletivos deveriam ser utilizados. Com base nisso, proponho aqui uma reflexão sobre a ocupação cultural do viaduto do Brooklyn em Porto Alegre, que desencadeou uma situação conflitiva envolvendo diversos atores sociais, entre eles frequentadores dos eventos, produtores culturais e moradores da região. Reflito aqui sobre os desdobramentos desse encontro, tomando por base referências sociológicas e antropológicas sobre cidade e conflito. Para o desenvolvimento deste estudo etnográfico entre 2017 e 2018, com base na etnografia de rua (Eckert; Rocha, 2013) foram realizadas entrevistas, registros audiovisuais, pesquisas em acervos de imagens e jornais e observações de publicações nas redes sociais sobre o tema. O movimento de ocupação do Brooklyn teve um desfecho insatisfatório para os frequentadores e usuários do espaço, mas o caso pode ser ilustrativo da forma como têm sido administrados e negociados os usos dos espaços públicos da cidade por grupos e coletivos autônomos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
02-12-2021
Como Citar
RIGON, N. K. ESPAÇO DE ENCONTROS, ESPAÇO DE CONFLITOS: REFLEXÕES SOBRE A OCUPAÇÃO DO VIADUTO DO BROOKLYN EM PORTO ALEGRE. Vivência: Revista de Antropologia, v. 1, n. 57, 2 dez. 2021.
Seção
Prêmio/Award