IMPAIRMENT E O SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA: CARACTERÍSTICAS DA EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL

  • Isabel Cristina Henriques Sales
  • Luiz Felipe Figueiredo de Andrade
  • Luciana Miyuki Ikuno

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o nível de evidenciação do impairment do setor elétrico por meio das demonstrações contábeis das quinze maiores empresas do setor – em 2010 – listadas na BM&FBovespa. Para tanto foram utilizados as Demonstrações Financeiras Padronizadas de 2008 a 2011 e, assim, as companhias foram categorizadas de acordo com a aderência à evidenciação da mensuração do valor recuperável de ativos, com foco nas notas explicativas. Como principais resultados, foi observado que no ano 2008, quatro empresas destacaram a realização do teste de impairment, sem, no entanto, identificar perda no valor recuperável do ativo; ainda nesse ano outras quatro empresas contabilizaram valores relacionadas à impairment; sete mencionaram o CPC 01 (normatização sobre o assunto), mas não apuraram valores ou aplicaram testes. Em 2009, a análise demonstrou empresas que não divulgaram informações obrigatórias. Há, ainda, as que entenderam não ser necessária a contabilização do impairment em seus ativos, mas que optaram pela evidenciação da metodologia e da forma de cálculo que embasou tal conclusão, como a natureza dos ativos e a unidade geradora de caixa. Em 2010 e 2011 os resultados foram similares, demonstrando a aderência às normas. Percebeu-se que entidades que divulgam um maior número de informações também apresentam dados sobre impairment em um maior número de notas explicativas, não se atendo a apenas uma, como, por exemplo, a sobre ativos imobilizados ou sobre as principais práticas contábeis utilizadas no relatório anual.

Palavras-Chave: Impairment. CPC 01. Disclosure. Setor Elétrico.

ABSTRACT

This study aims to analyze the level of disclosure of the impairment through the financial statements of the 2010 fifteen largest companies at the electricity sector listed on the BM&FBovespa. For that we adopted the financial statements from 2008 to 2011 and categorized the company accordingly to its adherence to the disclosure expectations. The results show that in 2008, four companies commented the test of impairment, without, however, identify impairment loss, in that year four other companies accounted for values related to impairment, seven mentioned the CPC 01 (regulation on the subject), but did not have established values or tests applied. In 2009, the analysis showed that some companies did not disclose required information. There are also those enterprises that were not required accounting for the impairment of assets, but opted for disclosure of the methodology and calculation method that allowed this conclusion, as the nature of the assets and cash-generating unit. In 2010 and 2011 the results were similar, demonstrating adherence to standards. Finally, it was noted that entities that disclose much information about the data also show impairment in a greater number of notes, not sticking to just one, for example, on fixed assets or on the main accounting policies of the financial standards.

Key-words: Impairment. CPC 01. Disclosure. Energy Sector.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
07-06-2012
Como Citar
SALES, I. C. H.; DE ANDRADE, L. F. F.; IKUNO, L. M. IMPAIRMENT E O SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA: CARACTERÍSTICAS DA EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 4, n. 1, p. 120-137, 7 jun. 2012.
Seção
ARTIGOS