Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores

Palavras-chave: Indicadores econômico-financeiros; Análise decisória multicritério; Avaliação de desempenho.

Resumo

Objetivo: Analisar pesos de indicadores econômico-financeiros de diferentes setores da B3 e avaliar o impacto destes pesos ao se trabalhar com rankings de empresas de diversos setores simultaneamente.

Metodologia: A população compreende as empresas pertencentes ao IBrX100 e a amostra é formada pelas 43 empresas que apresentaram todos os dados na base Economática para o ano de 2017. Foram criados quatro lotes de indicadores: Liquidez, Endividamento, Rentabilidade e Atividade a partir do agrupamento de nove indicadores distintos. Esta pesquisa emprega um conjunto de técnicas de Análise Multicritério, sendo (i) o método Moora (Multi-Objective Optimization on the basis of Ratio Analysis) para formação dos lotes, (ii) o método Critic (Criteria Importance Throught Intercriteria Correlation) para a formação de pesos, e (iii) o Método da Soma Ponderada para formação de um ranking alternativo.

Resultados: Os resultados indicam que as mudanças identificadas nas 10 primeiras posições ao se analisar os rankings foram ocasionadas pela construção dos pesos, permitindo uma avaliação mais justa das empresas. A partir desta abordagem destacam-se as empresas que obtiveram bons resultados nos indicadores relevantes para o seu setor, de modo que resultados em indicadores de menor peso não interferem substancialmente na avaliação da empresa. A rentabilidade e atividade foram os lotes de maior destaque.

Contribuições do Estudo: A comparação de setores utilizando indicadores é uma limitação no uso destes e na literatura acerca do tema, de modo que uma abordagem multicritério foi adotada para solucionar tal limitação. Esta pesquisa contribui para a área de avaliação de desempenho pois oferece uma ferramenta que permita ampliar o uso dos indicadores, sendo útil tanto para usuários internos quanto externo. Como contribuição teórica, os resultados desta pesquisa podem servir como base para justificar a escolha dos indicadores adequados de acordo com os objetivos de cada pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Kroenke, Universidade Regional de Blumenau - FURB

Doutora em Métodos Numéricos em Engenharia – UFPR. Professora do Departamento de Matemática e do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau - FURB. Endereço: Campus I, Itoupava Seca, Blumenau/SC – Brasil, CEP: 89010-971.

 

Referências

Antunes, M. T. P., & Martins, E. (2007). Capital Intelectual : Seu Entendimento E Seus Impactos No Desempenho De Grandes Empresas Brasileiras Intellectual Capital : Its Understanding and Its Impacts on the Performance of Large Brazilian Companies. Revista BASE (Administração e Contabilidade), 4(1), 5–21.

Avelar, E. A., Pereira, H. R., Ribeiro, N. M. T., & de Souza, A. A. (2019). Análise do Desempenho Econômico-Financeiro de Empresas Mineiras de Capital Fechado An Financial Analysis of Private companies in Minas Gerais State. Revista Gestão & Sustentabilidade, 1(1), 336–351.

Backes, N. A., Vieira Da Silva, W., Adão, W. J., Maia, J., & Corso, D. (2009). Disponibilizado em 05 nov. Estratégia & Negócios, 2(1).

Baležentis, A., Baležentis, T., & Misiunas, A. (2012). An integrated assessment of Lithuanian economic sectors based on financial ratios and fuzzy MCDM methods. Technological and Economic Development of Economy, 18(1), 34–53. https://doi.org/10.3846/20294913.2012.656151

Barnes, P. (1987). The Analysis and Use of Financial Ratios: A Review Article. Journal of Business Finance & Accounting, 14(4), 449–461. https://doi.org/10.1111/j.1468-5957.1987.tb00106.x

Bastos, É. C., Hoeltgebaum, M., Silveira, A., & Amal, M. (2008). Análise dos indicadores econômico-financeiros relevantes para avaliação setorial. Encontro Da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa Em Administração, 1–12.

Bortoluzzi, S. C., Ensslin, S. R., Lyrio, M. V. L., & Ensslin, L. (2009). Proposta de um Modelo Multicritério de Avaliação de Desempenho Econômico- Financeiro para Apoiar Decisões de Investimentos em Empresas de Capital Aberto. Eletronic Accounting and Management, 03(03), 92–100.

Braga, R., Nossa, V., & Marques, J. A. V. da C. (2004). UMA PROPOSTA PARA A ANÁLISE INTEGRADA DA LIQUIDEZ. Revista Contabilidade & Finanças, 51–64.

Brauers, W. K. M., & Zavadskas, E. K. (2006). The MOORA method and its application to privatization in a transition economy. Control and Cybernetics, 35(2), 445–469.

Chang, C. H., Lin, J. J., Lin, J. H., & Chiang, M. C. (2010). Domestic open-end equity mutual fund performance evaluation using extended TOPSIS method with different distance approaches. Expert Systems with Applications, 37(6), 4642–4649. https://doi.org/10.1016/j.eswa.2009.12.044

Chen, K. H., & Shimerda, T. A. (1981). An Empirical Analysis of Useful Financial Ratios. Financial Management, 10(1), 51–60.

da Silva, A., Ramos, S. P., Kroenke, A., & Hein, N. (2019). Análise exploratória de indicadores de desempenho. RACE, 18(1), 157–176. https://doi.org/https://doi.org/10.18593/race.16209

Diakoulaki, D., Mavrotas, G., & Papayannakis, L. (1995). Determining objective weights in multiple criteria problems: The critic method. Computers and Operations Research, 22(7), 763–770. https://doi.org/10.1016/0305-0548(94)00059-H

Drake, P. P., & Fabozzi, F. J. (2010). The Basics of Finance: An introduction to Financial Markets, Business Finance and Portfolio Management. Hoboken: John Wiley & Sons.

Duarte, H. C. na F., & Lamounier, W. M. (2007). POR COMPARAÇÃO COM ÍNDICES-PADRÃO THROUGH COMPARISONS WITH STANDARD INDICES. Enfoque: Reflexão Contábil, 26(2), 9–23.

Feng, C. M., & Wang, R. T. (2000). Performance evaluation for airlines including the consideration of financial ratios. Journal of Air Transport Management, 6(3), 133–142. https://doi.org/10.1016/S0969-6997(00)00003-X

Gartner, I. R. (2010). Modelagem multiatributos aplicada à avaliação do desempenho econômico-financeiro de empresas. Pesquisa Operacional, 30(3), 619–636. https://doi.org/10.1590/S0101-74382010000300007

Ghadikolaei, A. S., Esbouei, S. K., & Antuchevičienė, J. (2014). Applying fuzzy MCDM for financial performance evaluation of Iranian companies. Technological and Economic Development of Economy, 20(2), 274–291. https://doi.org/10.3846/20294913.2014.913274

Gitman, L. J. (2010). Princípios de Administração Financeira (12th ed.). São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Halkos, G. E., & Tzeremes, N. G. (2012). Industry performance evaluation with the use of financial ratios: An application of bootstrapped DEA. Expert Systems with Applications, 39(5), 5872–5880. https://doi.org/10.1016/j.eswa.2011.11.080

Klann, R. C., & Beuren, I. M. (2011). Características de empresas que influenciam o seu disclosure voluntário de indicadores de desempenho. BBR: Brazilian Business Review, 8(2), 96–118.

Kroenke, A., Hein, N., Gorla, M. C., & Magro, C. B. D. (2017). Economic and financial analysis of Brazilian companies using the moderate pessimism method. Applied Mathematical Sciences, 11(10), 461–471. https://doi.org/10.12988/ams.2017.7122

Laitinen, E. K. (1991). Financial Ratios and Different Failure Processes. Journal of Business Finance & Accounting, 18(5), 649–673. https://doi.org/10.1111/j.1468-5957.1991.tb00231.x

Lima, L., Ensslin, L., Lopes, A. L. M., & Dutra, A. (2006). Avaliação de Empresas de Pequeno Porte no Brasil através da Metodologia Construtivista de Apoio à Decisão MCDA-C. Anais Do Encontro Da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa Em Administração, 30(April), 1–17.

López, J. C. L., Chavira, D. A. G., & Ruiz, M. U. (2014). A comparative approach of economic sectors in Sinaloa, Mexico, based on multicriteria decision aiding. EconoQuantum, 13(1), 97. https://doi.org/10.18381/eq.v13i1.4873

Louzada, L. C., Oliveira, J. P. D., Silva, A. F. P. da, & Gonçalves, M. A. (2016). Análise Comparativa Entre Os Indicadores Econômico-Financeiros Aplicados Às Indústrias Manufatureiras Listadas Na Bovespa. Revista Eletrônica Do Alto Vale Do Itajaí, 5(7), 17–36. https://doi.org/10.5965/2316419005072016017

Macedo, M. A. da S., & Corrar, L. J. (2012). Análise Comparativa Do Desempenho Contábil-Financeiro De Empresas Com Boas Práticas De Governança Corporativa No Brasil. Revista Contabilidade e Controladoria, 4(1), 42–61.

Marozzi, M., & Cozzucoli, P. C. (2016). Inter-industry financial ratio comparison of Japanese and Chinese firms using a permutation based nonparametric method. Electronic Journal of Applied Statistical Analysis, 9(1), 40–57. https://doi.org/10.1285/i20705948v9n1p40

Mirza, N., Saeed, M. S., & Rizvi, J. A. (2013). The Pricing of Size, Book to Market and Financial Leverage in Euro Stocks. SSRN Electronic Journal, 26(2), 177–190. https://doi.org/10.2139/ssrn.1684761

Misiūnas, A. (2010). Financial Ratios of the Country’S Enterprises in the Face of Economic Growth and Decline. Ekonomika, 89(1), 32–48. https://doi.org/10.15388/ekon.2010.0.995

Nascimento, S. do, Bortoluzzi, S. C., Dutra, A., & Ensslin, S. R. (2011). Mapeamento dos indicadores de desempenho organizacional em pesquisas da área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo no período de 2000 a 2008. Revista de Administração, 46(4), 373–391. https://doi.org/10.5700/rausp1018

Öcal, M. E., Oral, E. L., Erdis, E., & Vural, G. (2007). Industry financial ratios-application of factor analysis in Turkish construction industry. Building and Environment, 42(1), 385–392. https://doi.org/10.1016/j.buildenv.2005.07.023

Pech, C. O. T., Noguera, M., & White, S. (2015). Contabilidade e Administração Índices financeiros usados por analistas de ações no México e retornos acionários Índices financeiros usados por analistas do mercado de capitais no México e desempenho de ações Palavras-chave. Contaduría y Administración, 60(3), 578–592.

Perressim, W. S., & Batalha, M. O. (2018). Desempenho dos indicadores de liquidez das maiores cooperativas agroindustriais brasileiras entre 2011 e 2015. Revista de Gestão e Organizações Cooperativas, 5(10), 175. https://doi.org/10.5902/2359043230498

Pimentel, R. C., Braga, R., & Nova, S. P. de C. C. (2005). INTERAÇÃO ENTRE RENTABILIDADE E LIQUIDEZ : UM ESTUDO EXPLORATÓRIO. Revista de Contabilidade Do Mestrado Em Ciências Contábeis Da UERJ, 10(2), 83–98.

Ross, S. A., Westerfield, R. W., & Jordan, B. D. (2010). Princípios de Administração Financeira. São Paulo: Editora Atlas.

Ross, S. A., Westerfield, R. W., & Jordan, B. D. (2016). Essentials of Corporate Finance (9th ed.). Nova Iorque: McGraw-Hill/Irwin.

Soares, T. C., & de Melo, P. A. (2014). Pedro Antônio de Melo. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 7(2), 149–164.

Stickney, C. P., & Weil, R. L. (2001). Contabilidade Financeira: Uma introdução aos conceitos, métodos e usos. São Paulo: Editora Atlas.

Whittington, G. (1980). Some basic properties of accounting ratios. Journal of Business Finance & Accounting, 2(March), 219–232.

Yalcin, N., Bayrakdaroglu, A., & Kahraman, C. (2012). Application of fuzzy multi-criteria decision making methods for financial performance evaluation of Turkish manufacturing industries. Expert Systems with Applications, 39(1), 350–364. https://doi.org/10.1016/j.eswa.2011.07.024

Publicado
02-01-2021
Como Citar
JACINTHO, V.; KROENKE, A. Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 13, n. 1, p. 90-113, 2 jan. 2021.
Seção
Seção 1: Contabilidade Aplicada ao Setor Empresarial (S1)