As competências do contador sob a ótica dos profissionais atuantes da cidade de Vitória de Santo Antão – PE

Palavras-chave: Perfil do Contador. Competências. Escritórios de Contabilidade.

Resumo

Objetivo: A presente pesquisa objetivou identificar quais são as competências desejáveis ao contador sob a ótica dos profissionais contábeis, que trabalham nos escritórios da cidade de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco.

Metodologia: Realizou-se uma pesquisa de campo levantamento (survey), descritiva, com abordagem quantitativa e utilização de um questionário específico, aplicados a uma amostra de 26 escritórios de contabilidade. O estudo considerou a classificação de competências da norma estabelecida pelo IFAC International Federation of Accountants (2012), categorizadas como: intelectuais; técnicas e funcionais; pessoais; interpessoais e de comunicação; e organizacionais e de gerenciamento de negócio, bem como a utilização do conjunto de competências definidos pelos estudos de Cardoso (2006), Callado e Amorim (2017). Os dados da pesquisa foram coletados pessoalmente e por e-mail, sendo tratados com o auxílio do software Microsoft Excel, possibilitando a construção de tabelas para análise.

Resultados: As competências do contador indicadas pelos profissionais da área atuantes nos escritórios localizados na cidade de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco, foram consoantes com aquelas previstas pelo IFAC (IES 3), destacando-as com maior nível de importância, entre as cinco categorias classificadas na referida norma: capacidade para identificar problemas, atuação em conformidade com a legislação, agir com ética e integridade, trabalhar em equipe, saber administrar e organizar bem o tempo. Repara-se uma tendência voltada para o novo papel do contador, deixando de ser visto como um mero “contador de feijão” para um “parceiro de negócio”.

Contribuições do Estudo: Identificar e compreender quais são as competências requeridas ao profissional contábil pode auxiliar no crescimento e no desenvolvimento do mesmo nas organizações, visto que ainda que existem diversas investigações sobre esta temática, é consensual o entendimento de que a competência do contador é um construto em formação, sendo assim não consolidado. Outra contribuição é apresentar para os cursos de ciências contábeis da região o que o mercado espera dos discentes, podendo estes organizar um projeto político pedagógico. Ao reconhecer quais as competências consideradas relevantes nas perspectivas dos próprios profissionais atuantes, possibilita-se discussões que busquem encontrar sugestões de melhorias para sua formação, e ainda sobre o seu papel social, ponderando mudanças no âmbito político, econômico e tecnológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Adam, C., Cunha, P. R., & Boff, M. C. (2018). Competências do Contador na Perspectiva da Tríade Universidade, Acadêmico e Mercado de Trabalho. Revista de Contabilidade da UFPBA, 12, (3), 221-245.

American Institute of Certified Public Accountantas (AICPA). Exame Uniforme para CPA (Certified Public Accountant). Recuperado em 04 julho, 2018, de http://cfc.org.br/desenvolvimento-profissional-e-institucional/exames/aicpa

Amorim, T. N. G. F., Oliveira, A. R. L., Manzi, S. M. S., & Bemfica, M. F. C. (2018). Perfil e Competências do 'Controller' em Empresas no Recife. Revista Mineira de Contabilidade, 19, (3), 52-63

Bonfati Junior, S. A. B. (2013). Competências profissionais do contador: mapeamento nas principais universidades brasileiras. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC – Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil.

Callado, A. A. C., & Amorim, T. N. G. F. (2017). Competências da função de controller em hóteis de grande porte da região metropolitana do Recife. Revista Evidenciação Contábil e Finanças. João Pessoa, 5, (2), 57-73.

Capistrano, L. M. (2001). O papel do contador. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso – Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil.

Cardoso, R. L., Neto, O. R. M., & Oyadomari, J. C. (2010). Os estudos internacionais de competências e os conhecimentos, habilidades e atitudes do contador gerencial brasileiro: análises e reflexões. BBR, 7, (5), 91 - 113

Cardoso, R. L. (2006). Competências do contador: um estudo empírico. 2006. 128f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

Carneiro, A. F., & Silva Neto, J. M. (2015). Competências essenciais dos profissionais contábeis em face da nova contabilidade pública sob a perspectiva dos contadores de Rondônia. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, 5, (3), 100- 122.

Coliath, G. C. (2014). A Contabilidade como ciência social e sua contribuição para o capitalismo. Revista ENIAC Pesquisa. 3, (2), 152-161.

Conselho Federal de Contabilidade – CFC. (2012). Resolução CFC n.º 1.389, de 30 de março de 2012. Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. Recuperado em 04 julho, 2018, de http://www.normaslegais.com.br/legislacao/resolucao-cfc-1389-2012.htm.

Conselho Federal de Contabilidade – CFC. (2013). Recuperado em 04 julho, 2018, de http://portalcfc.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2013/01/Livro_Principios-e-NBCs.pdf.

Conselho Federal de Contabilidade – CFC. Recuperado em 04 julho, 2018 de http://cfc.org.br.

Conselho Federal de Contabilidade – CFC. Recuperado em 28 fevereiro, 2021 de http://cfc.org.br.

Contrin, A. M., Santos, A. L. dos., & Zotte Junior, L. (2012). A evolução da contabilidade e o mercado de trabalho para o contabilista. Revista Conteúdo. Capivari, 2, (1), 44-63.

Cosenza, J. P.; Gomes, R. C., & Devillart, D. G. C. (2015). Habilidades e Competências Inerentes ao Profissional da Contabilidade no Atual Mercado de Trabalho Brasileiro. RBC - Revista Brasileira de Contabilidade. Ano XLIV n. 214.

Creswell, J. W. (2010). Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto; tradução Magda Lopes. (3. ed.). Porto Alegre: ARTMED.

Cunha, T. M. (2020). O Ensino da Disciplina de Controladoria nos Cursos de Mestrado em Ciências Contábeis e Controladoria no Brasil. Universidade Federal Rural de Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brasil.

De Moura, M. M. S. G., & Lima, R. N., Filho (2018). A percepção dos alunos do curso de ciências contábeis quanto a sua formação acadêmica em relação ao mercado de trabalho / The perception of students of the course of accounting sciences regarding its academic training in relation to the labor market. Brazilian Journal of Development, 5(1), 386–415.

Duarte, A. L. M., Lima, R. J. C., & Maccari, E. A. (2016). Universidade Corporativa e Desenvolvimento de Competências: Estudo em uma Rede de Concessionárias do Setor Automotivo. Revista de Administração da UFSM, 9, (4), 738-755.

Duque, C. F. (2011). O perfil profissional do Controller e as funções de Controladoria: um estudo da atual necessidade do mercado de trabalho. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Universidade Federal de Pernambuco, Pernambuco, Recife, Brasil.

Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea – RAC. 5, 183-196.

Fuccina, P., & Benetti, J. E. (2017). Desafios que os profissionais de contabilidade e os gestores de escritórios encontram no mercado de trabalho de Chapecó - SC. Revista Tecnológica. 6, (1), 101-118.

Hendriksen, E. S., & Van Breda, M. F. (1999). Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas.

International Federation of Accountants (IFAC). (2012). Handbook of International Education Pronouncements 2012 Edition. New York. Recuperado em 20 maio, 2018, de http://www.ifac.org.

Iudícibus, S. (2011). Curso de contabilidade para não contadores. (7ª ed.). São Paulo: Atlas.

Iudícibus, S., Martins, E., & Carvalho, L. N. (2005). Contabilidade: aspectos relevantes da epopeia de sua evolução. Revista Contabilidade e Finanças – USP. (38), 7 – 19.

Leal, E. A., Soares, M. A. & Sousa, E. G. de. (2008). Perspectivas dos Formandos do Curso de Ciências Contábeis e as Exigências do Mercado de Trabalho. Revista Contemporânea de Contabilidade, 10(1),147-159.

Lemes, D. F., & Miranda, G. J. (2014). Habilidades profissionais do contador preconizadas pela IFAC: um estudo com profissionais da região do triângulo mineiro. Advances in Scientific and Applied Accounting. 7, (2), 293-316.

Konrath, D. L. (2018). Competências requeridas dos profissionais de ciências contábeis: um estudo com proprietários de escritórios de contabilidade no Vale do Taquari/RS. 2018. 72p, Trabalho de Conclusão de Curso de Ciências Contábeis - Universidade do Vale do Taquari, Lajeado -RS.

Kounrouzan, M. C. (2011). A qualidade do ensino no curso de ciências contábeis e a formação do contador para atender o mercado de trabalho. Revista Thêma et Scientia, 1(12), 17–25.

Koyama, C. M., Silva, D. C., & Oliveira, C. R. (2010). O perfil do profissional contábil e as diretrizes de uma nova grade curricular. Revista de Estudos Contábeis. 1, (1), 57-76.

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2010). Fundamentos de metodologia científica. (5. ed.). São Paulo: Atlas.

McClelland, D. (1973). Testing for competence rather than for intelligence. American Psycologist, 28, p. 1-14.

Madruga, S. R., Colossi, N., & Biazus, C. A. (2016). Funções e Competências Gerenciais do Contador. Revista de Administração da UFSM. 9, (2), 182-191.

Marion, J. C. (1995). Contabilidade empresarial. (5ª ed.). São Paulo: Atlas.

Mohamed, E. K., & Lashine, S. H. (2003). Accounting knowledge and skills and the challenges of a global business environment. Managerial Finance, 29(7), 3-16.

Nascimento, E. S. D. do. (2018). A percepção dos alunos concluintes do curso de ciências contábeis de uma IES pública e uma privada acerca da profissão contábil. Universidade Estadual da Paraíba. Centro de Ciências Sociais Aplicadas. Ciências Contábeis. João Pessoa,

Paraíba, Brasil.

Ott, E., Cunha, J. V. A., Cornachione Junior, E. B. & Luca, M. M. M. (2011). Relevância dos conhecimentos, habilidades e métodos instrucionais na perspectiva de estudantes e profissionais da área contábil: estudo comparativo internacional. Anais do Encontro da Associação Nacional dos Programas de Pós Graduação em Ciências Contábeis, Vitória, ES, Brasil. 5.

Ott, E., & Pires, C. B. (2008). Um Estudo sobre o Mercado de Trabalho para Contadores na Região Metropolitana de Porto Alegre – RS. In: Encontro da ANPAD, 22., Rio de Janeiro, 2008. Anais... Rio de Janeiro, Brasil.

Pagnoncelli, L. C. (2016). Habilidades e Competências Do Contador: Percepção De Profissionais, Docentes e Acadêmicos. 2016. 73p, Trabalho de Conclusão de Curso de Ciências Contábeis, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco – PR. Brasil.

Peleias, I. R., Segreti, J. B., Silva, G. P., & Chirotto, A. R. (2007). Evolução do ensino da contabilidade no Brasil: uma análise histórica. Revista Contabilidade e Finanças. 18, n. 19-32.

Pires, C. B., Ott, E., & Damacena, C. A. (2009). “Guarda-Livros” ou “Parceiros de Negócios”? Uma Análise do Perfil Profissional Requerido pelo Mercado de Trabalho para Contadores na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA). Revista Contabilidade Vista & Revista. UFMG, Belo Horizonte. 20, (3), 157-187.

Reis, A. J., Silva, S. L., & Silva, C. C. A. (2007). A história da contabilidade no Brasil. Revista UNIFACS, Salvador, 11, (1), 1-13.

Reis, A. de O., Moreira, V. de S., Sediyama, G. A. S., & Moreira, C. C. (2014). Perfil do Profissional Contábil: Habilidades, Competências e Imagem Simbólica. XIV Congresso da USP - Controladoria e Contabilidade. São Paulo, 21 a 23 de julho de 2014.

Reis, P. A. (2017). As Competências de um Profissional Contábil sob a Ótica dos Proprietários dos Escritórios Contábeis do Município de Pato Branco – PR. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Contábeis. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Pato Branco, Paraná, Brasil.

Ribeiro, O. M. (2003). Contabilidade básica fácil. (24ª. ed.). São Paulo: Saraiva.

Rosa, J. A., & Olinquevitch, J. L. (2005). De contador a consultor. (1ª ed.). São Paulo: IOB Thomson.

Shigunov, T. R. Z., & Shigunov, A. R. (2003). A qualidade dos serviços contábeis como ferramenta de gestão para os escritórios de contabilidade. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa (RECADM). Campo Largo, 2, (1), 1-23.

Silva, A. C. R. (2017). Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade. UFBA.

Silva, C. A. S. da., Junior. (2017). Mercado de trabalho contábil: uma análise da perspectiva dos alunos de Ciências Contábeis em relação aos requisitos exigidos pelos escritórios de contabilidade. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Ciências Contábeis. Universidade Federal da Paraíba. Centro de Ciências Sociais Aplicadas. Departamento de Contabilidade e Finanças. João Pessoa, Paraíba, Brasil.

Silva, G. C., & Pereira, C. A. (2020). Expectativa dos concluintes de ciências contábeis em relação ao mercado de trabalho. Revista Ambiente Contábil, 12, (2), 254-278.

Teodoro, A. F. O., Teodoro, J. C., Ribeiro Filho, J. F., & Cunha, S. A. (2009). Empregabilidade e informação: um estudo sobre os fatores que impactam as atividades dos contadores no município de Recife – Pernambuco. In: Congresso Virtual Brasileiro de Administração (Convibra), 6. Anais. Brasil.

Unegbu, A. O. (2014). Theories of Accounting: Evolution & Developments, Income- Determination and Diversities in Use. Research Journal of Finance and Accounting. 5, (19).

Virgílio, M. das G. (2007). A importância da Contabilidade no processo decisório das Micro e Pequenas Empresas. 2007. 85f. Monografia - Ciências Contábeis. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.

Publicado
02-07-2021
Como Citar
MOURA DOS SANTOS, A.; NOBRE GONÇALVES FERREIRA AMORIM, T.; MARQUES DA CUNHA, T. As competências do contador sob a ótica dos profissionais atuantes da cidade de Vitória de Santo Antão – PE . REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, v. 13, n. 2, p. 355-379, 2 jul. 2021.
Seção
Seção 3: Pesquisas de Campo sobre Contabilidade (Survey) (S3)