Práticas de gestão nas empresas de comércio varejista na região leste da cidade de Porto Alegre (RS)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2023v15n1ID31156

Palavras-chave:

Comércio Varejista; Pequenas Empresas; Instrumentos Gerenciais.

Resumo

Objetivo: Identificar as práticas contábeis gerenciais utilizadas nas organizações de comércio varejista na Região Leste da cidade de Porto Alegre (RS). De forma complementar, investiga-se o efeito da pandemia do Covid-19 e a importância atribuída aos relatórios financeiros e instrumentos gerenciais e de sistemas de análise de dados para a tomada de decisão.

Metodologia: Pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, mediante levantamento por meio de questionário realizado com proprietários/sócios, administradores e colaboradores de organizações de comércio varejista na Região objeto do estudo, totalizando amostra não probabilística e por acessibilidade de 26 empresas. O questionário contemplou perfil dos respondentes; dados sobre a gestão; importância e uso dos instrumentos gerenciais e relatórios financeiros; e questões abertas para coleta de informações complementares.

Resultados: As empresas são em média microempresas, com decisões centralizadas, pouco uso de instrumentos gerenciais e entendem a contabilidade como um apoio à área fiscal. Os instrumentos gerenciais menos utilizados são Balanced Scorecard e ciclo de vida do produto e algumas empresas nem utilizam controles operacionais e financeiros básicos, como de estoques, contas a pagar e receber e planejamento estratégico. Ainda, atribuem maior importância aos instrumentos gerenciais do que os utilizam.

Contribuições do Estudo: Com base na percepção de importância dos relatórios financeiros e dos instrumentos gerenciais, baixo nível de formação dos gestores, pouco conhecimento e utilização das práticas de gestão, infere-se que quanto maior a complexidade das ferramentas gerenciais menor é a importância atribuída pelos gestores às mesmas. Isso refletiu no enfrentamento da pandemia, houve poucas mudanças gerenciais para assegurar o desempenho empresarial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

George Wellington Ladvig Ribeiro, Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS).

Graduated in Accounting Sciences.

Márcia Bianchi, Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS).

PhD in Development Economics from the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). Professor at the Department of Accounting and Actuarial Sciences (DCCA) and at the Graduate Program in Controllership and Accounting (PPGCONT) at UFRGS.

Lauren Dal Ben Venturini, Federal University of Santa Catarina (UFSC).

PhD student in Accounting at the Federal University of Santa Catarina (UFSC). Master in Controllership and Accounting (UFRGS).

Referências

Amran, N. A., & Ahmad, A. C. (2009). Family business, board dynamics and firm value: evidence from Malaysia. Journal of Financial Reporting and Accounting, 7(1), 53-74. https://doi.org/10.1108/19852510980000641

Armitage, H. M., Webb, A., & G., John. (2015). The Use of Management Accounting Techniques by Small and Medium-Sized Enterprises: A Field Study of Canadian and Australian Practice. Accounting Perspectives/Perspectives Comptables, 15(1), 33-69.

https://doi.org/10.1111/1911-3838.12089

Atkinson, A. A., Kaplan, R. S., Matsumura, E. M., & Young, S. M. (2011). Management accounting: Information for decision-making and strategy execution, student value edition (6th ed). EUA: Pearson.

Barbosa Filho, F. H. (2017). A crise econômica de 2014/2017. Estudos Avançados, 31(89).

https://doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890006

Bargados, A. (2021). Impacto del Covid-19 en las Pymes argentinas. Trabajo y sociedad, 21(36), 122-145.

Berry, P. R. (2011). Financial Planning and Control Systems: essential tools to increase the survival rate of micro and small manufacturing enterprises in the Tshwane metropolitan area. Tese (University of South Africa). Master of Commerce.

Brandt, V., Machaiewski, S. & Geib, V. (2018). Capital intelectual e sua relação com os índices de rentabilidade de empresas do comércio varejista listadas na BM&FBOVESPA. Base - Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 15(4), 255-263 15. DOI: 10.4013/base.2018.154.01

Brasil. Ministério da Economia. (2020). Ministério da Economia avalia impacto econômico do coronavírus. Recuperado de https://cutt.ly/wveQOQ5 em: 12 abr. 2020.

Brunner, E. (2014). Contabilidade Gerencial Como Mecanismo de Criação de Valor Para as Organizações: um estudo de caso na HS Transportes. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Carraro, W. B. W. H., Meneses, R., & Brito, C. (2019). Combining Categories of Management Control Tools for High Performance of Start-ups. RBGN - Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 21, 861-878. https://doi.org/10.7819/rbgn.v21i5.4022

Carvalho, P. T. (2012). O Uso do Orçamento Matricial como uma Ferramenta para o Planejamento Econômico-Financeiro e para a Melhoria de Resultados. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Church, K. S., Riley, J., Schmidt, P. J. (2021). Has Excel Become a "Golden Hammer": The Paradox of Data Analytics in SME Clusters. Journal of Emerging Technologies in Accounting. https://doi.org/10.2308/JETA-2020-051

Colauto, R. D., & Ilse, M. B. (2008). Metodologia da Pesquisa Aplicável às Ciências Sociais. In: Beuren, Ilse Maria (Org.). Como Elaborar Trabalhos Monográficos em Contabilidade: Teoria e Prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, p. 117-143.

Cucinotta, D., & Vanelli, M. (2020). Who Declares Covid-19 a Pandemic. Acta Bio Medica Atenei Parmensis, 91(1), 157-160. doi: 10.23750 / abm.v91i1.9397

Faria, J. A., Oliveira, M. S., & Azevedo, T. C. (2012). A utilização da contabilidade como ferramenta de apoio à gestão nas micro e pequenas empresas do ramo de comércio de material de construção de Feira de Santana/BA. Revista da Micro e Pequena Empresa, 6(2), 89-106. https://doi.org/10.6034/404

Gil, A. C. (2009). Estudo de Caso. São Paulo: Atlas.

Hakola, M. (2010). Balanced scorecard as a tool for small business reorganization. International Journal of Management & Enterprise Development, 9 (4), 364-384. DOI: 10.1504 / IJMED.2010.037564

Halabi, A. K., Barrett, R. & Dyt , R. (2010). Understanding financial information used to assess small firm performance: An Australian qualitative study. Qualitative Research in Accounting & Management, 7 (2), 163-179. https://doi.org/10.1108/11766091011050840

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Situação Demográfica de Porto Alegre – CENSOS – 2000 e 2010. Rio de Janeiro: IBGE. Recuperado de http://bit.ly/2Wh4e92 em: 19 de out. 2019.

Iudícibus, S. (2020). Contabilidade Gerencial: da teoria à prática. 7. ed. São Paulo: Atlas.

King, R., Clarkson, P. M., & Wallace, S. (2010). Budgeting practices and performance in small healthcare businesses. Management Accounting Research, 21 (1), 40-55.

https://doi.org/10.1016/j.mar.2009.11.002

López, O. L., & Hiebl, M. R. W. (2015). Management Accounting in Small and Medium-Sized Enterprises: Current Knowledge and Avenues for Further Research. Journal of Management Accounting Research, 27 (1), 81-119. https://doi.org/10.2308/jmar-50915

Lucas, M., Prowle, M., & Lowth, G. (2013). Improving SME performance through Management Accounting Education: Management Accounting Practices of (UK) Small-Medium-Sized Enterprises (SMEs). Chartered Institute of Managemente Accountants: London. The Open University, 9(26), 1-13.

Malhotra, N. (2011). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman (6a ed).

Nazareth, L. G. C., & Carvalho, F. M. (2013). Análise de Liquidez em Empresas Pequenas e Médias: Possibilidades Ampliadas pela Obrigatoriedade da DFC em Empresas do Setor de Comércio Varejista. Revista da Micro e Pequena Empresa, 7(2), 18-33. doi:https://doi.org/10.6034/PDF

Nascimento, A. C., do Prado, N. B., & da Cunha, C. F. (2021). COVID-19 e modelos de gestão nas micro e pequenas empresas: qual a melhor saída?. Revista Expectativa, 20(1), 50–72. https://doi.org/10.48075/revex.v20i1.26442

Perazzoli, G. S., & Giasson, O. R. (2009). Controle interno para auxilio de tomada de decisão Gerencial: um estudo de caso em uma pequena empresa. Revista e-CAP: Eletronic Accounting and Managemment, 1(1).

Raupp, F. M., & Beuren, I. M. (2008). Metodologia da Pesquisa Aplicável às Ciências Sociais. In: BEUREN, Ilse Maria (Org.). Como Elaborar Trabalhos Monográficos em Contabilidade: Teoria e Prática. (3a ed.). São Paulo: Atlas, 76-97.

Receita Federal do Brasil – RFB. (2020). Recuperado de https://cutt.ly/YveQKDu em: 12 abr. 2021.

Rolnik, R., & Klink, J. (2011). Crescimento Econômico e Desenvolvimento Urbano. Revista Novos Estudos: CEBRAP. São Paulo, 89.

Ruengdet, K., & Wongsurawat, W. (2010). Characteristics of successfull small and micro Community enterprises in rural Thailand. Journal of Agricultural Education and Extension, 16(4), 385-397. https://doi.org/10.1080/1389224X.2010.515060

Santana, A. F. B., Ciupak, C., Kuhn, I. N., & Tisott, S. T. (2007). Diagnóstico e análise da utilização da contabilidade gerencial nas micro, pequenas e médias empresas da cidade de Cruz Alta – RS. In: Congresso Brasileiro de Custos, 14., 2007, João Pessoa, Paraíba. Anais [...]. João Pessoa: CBC.

Santos, V., Dorow, D. R., & Beuren, I. M. (2016). Práticas Gerenciais de Micro e Pequenas Empresas. Revista Ambiente Contábil. 8(1),153-186. https://doi.org/10.21680/2176-9036.2016v8n1ID7271

Serasa Experian. (2019). Indicadores Econômicos. São Paulo, 2019. Recuperado de https://cutt.ly/ibkkQzF em 30 out. 2020.

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. (2017). Relatório Executivo 2017. Global Entrepreneurship Monitor (GEM). Recuperado de http://bit.ly/32PxcQ7 em 21 out. 2019.

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. (2018). Pequenos Negócios em Números. São Paulo. Recuperado de https://cutt.ly/kveWdXm em: 17 nov. 2019.

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. (2021). Cenários e Tendências Setoriais. Recuperado de https://cutt.ly/SveWhV4 em: 12 abr. 2021.

Távora, F. L. Impactos do novo coronavírus (Covid-19) no agronegócio brasileiro. Brasília: Núcleo de Estudos e Pesquisas/CONLEG/Senado, n. 274, 2020. Recuperado de https://cutt.ly/WveWlqt em 12 abr. 2021.

Torrès, O., & Julien, P. A. A. (2005). Specificity and Denaturing of Small Business. International Small Business Journal, 23(4), 355-377. https://doi.org/10.1177/0266242605054049

Triviños, Augusto N.S. (1987). Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.

Venturini, L. D. B., & Carraro, W. B. W. H. (2020). Estágio Evolutivo da Contabilidade Gerencial em Organizações Contábeis de Natureza Jurídica EIRELI no Município de Porto Alegre – RS. Revista Capital Científico, 18(2), 81-99. DOI: 10.5935/2177-4153.20200013

Publicado

02-01-2023

Como Citar

RIBEIRO, G. W. L. .; BIANCHI, M. .; VENTURINI, L. D. B. . Práticas de gestão nas empresas de comércio varejista na região leste da cidade de Porto Alegre (RS). REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 15, n. 1, 2023. DOI: 10.21680/2176-9036.2023v15n1ID31156. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/31156. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Seção 7: Internacional (S7)