RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA ENTRE A DIVULGAÇÃO VOLUNTÁRIA SOCIAL E AMBIENTAL E AS CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO NO BRASIL

Autores

  • Maria Audenôra Rufino UFPB e Unipê
  • Márcia Reis Machado UFPB

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2017v9n1ID8997

Resumo

O objetivo da pesquisa foi analisar a relação de dependência entre a divulgação voluntária social e ambiental e as características rentabilidade, leverage, propriedade acionária e tamanho das empresas listadas na BM&FBovespa. O universo da pesquisa foi composto por empresas de capital aberto listadas na BM&FBovespa, nos períodos de 2010 a 2012. A amostra foi composta pelas 79 empresas listadas na BM&FBovespa com ações mais negociadas em 2012 e que divulgaram ao menos um relatório de sustentabilidade/relatório anual. A divulgação voluntária social e ambiental foi mensurada por meio de uma métrica de 80 itens, que possibilitaram a obtenção dos índices. As características específicas analisadas foram: rentabilidade, endividamento, concentração acionária e tamanho das empresas. A influência das características das empresas sobre o índice de divulgação voluntária de informações de caráter social e ambiental foi verificada por meio do teste Qui-quadrado (X2) e Análise de Correspondência (ANACOR). Os resultados mostram que a rentabilidade (ROE), a concentração acionária, medido pela participação acionária do principal acionista de empresa, apresentam relação de dependência e correspondência com o índice de divulgação voluntária social. Quanto ao índice de divulgação voluntária ambiental, apenas a variável concentração acionária demonstrou uma relação de dependência com o índice. A variável leverage, que mede o nível de endividamentos das empresas, se mostrou independente ao nível de divulgação social e ambiental. A variável tamanho buscou medir a existência de dependência entre o tamanho das empresas e o nível de divulgação social e ambiental, o teste Qui-quadrado não encontrou relação de dependência entre as variáveis.

Palavras-chave: Divulgação social e ambiental. ANACOR. Características das empresas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRAGA, Josué Pires; OLIVEIRA, José Renato Sena; SALOTTI, Bruno Meirelles. Determinantes do nível de divulgação ambiental nas demonstrações contábeis de empresas brasileiras. Revista Contabilidade UFBA, Salvador, v. 3, n. 3, p. 81-95, set./dez. 2009.

______; SALOTTI, Bruno Meirelles. Relação entre nível de disclosure ambiental e características corporativas de empresas no Brasil. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 8., 2008, São Paulo. Anais… São Paulo: FEA/USP, 2008.

BRAMMER, Stephen; PAVELIN, Stephen. Factors influencing the quality of corporate environmental disclosure. Business Strategy and the Environment, v. 17, n. 2, p. 120-136, 2008.

BRANCO, Manuel Castelo; RODRIGUES, Lúcia Lima. Factors influencing social responsibility disclosure by portuguese companies. Journal of Business Ethics, v. 83, n. 4, p. 685-701, 2008.

CHANG, Dong-shang; KUO, Li-chin Regina. The effects of sustainable development on firms’ financial performance – an empirical approach. Sustainable Development, v. 16, n. 6, p. 365-380, 2008.

COSTA, Rodrigo Simão da; MARION, José Carlos. A uniformidade na evidenciarão das informações ambientais. Revista de Contabilidade e Finanças – USP, São Paulo, n. 43, p. 20-33, jan./abr. 2007.

CUNHA, Jacqueline Veneroso Alves da; RIBEIRO, Maisa de Souza. Divulgação voluntária de informações de natureza social: um estudo nas empresas brasileiras. Revista de Administração – Eletrônica, São Paulo, v. 1, n. 1, art. 6, jan./jun. 2008.

DAHLSRUD, Alexander. How corporate social responsibility is defined: an analysis of 37 definitions. Corporate social responsibility and environmental management, v. 15, n. 1, p. 1-13, 2008.

DEEGAN, Craig Michael. Introduction: the legitimising effect of social and environmental disclosures: a theoretical foundation. Accounting, Auditing and Accountability Journal, v. 15, n. 3, p. 282-311, 2002.

______; RANKIN, Michaela; TOBIN, John. An examination of the corporate social and environmental disclosures of BHP from 1983-1997: a test of legitimacy theory. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 15, n. 3, p. 312-43, 2002.

GAMERSCHLAG, Ramin; MÖLLER, Klaus; VERBEETEN, Frank. Determinants of voluntary CSR disclosure: empirical evidence from Germany. Review of Managerial Science, v. 5, n. 2-3, p. 233-262, 2011.

GONÇALVES, Rodrigo de Souza; MEDEIROS, Otávio Ribeiro de; NIYAMA, Jorge Katsumi; WEFFORT, Elionor Farah Jreige. Social Disclosure e custo de capital próprio em companhias abertas no Brasil. Revista de Contabilidade e Finanças – USP, São Paulo, v. 24, n. 62, p. 113-124, maio/jun./jul./ago. 2013.

GRAY, Rob; KOUHY, Reza; LAVERS, Simon. Corporate social and environmental reporting: a review of the literature and a longitudinal study of UK disclosure. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 8, n. 2, p. 47-77, 1995.

HUANG, Cheng-Li; KUNG, Fan-Hua. Drivers of environmental disclosure and stakeholder expectation: evidence from Taiwan. Journal of Business Ethics, v. 96, n. 3, p. 435-451, 2010.

JENNIFER HO, Li?Chin; TAYLOR, Martin E. An empirical analysis of triple bottom?line reporting and its determinants: evidence from the United States and Japan. Journal of International Financial Management & Accounting, v. 18, n. 2, p. 123-150, 2007.

LIU, Xianbing; ANBUMOZHI, V. Determinant factors of corporate environmental information disclosure: an empirical study of Chinese listed companies. Journal of Cleaner Production, v. 17, n. 6, p. 593-600, 2009.

LU, Yingjun; ABEYSEKERA, Indra. Stakeholders power, corporate characteristics, and social and environmental disclosure: evidence from China. Journal of Cleaner Production, v. 64, p. 426-436, 2014.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MUSSOI, Alex; BELLEN, Hans Michael Van. Evidenciação ambiental: uma comparação do nível de evidenciação entre os relatórios de empresas brasileiras. RCO – Revista de Contabilidade e Organizações – FEA-RP/USP, v. 4, n. 9, p. 60-78, maio/ago. 2010.

NEU, Dean; WARSAME, Hussein; PEDWELL, Kathryn. Managing public impressions: environmental disclosures in annual reports. Accounting, Organizations and Society, v. 23, n. 3, p. 265-282, 1998.

OWEN, David. Chronicles of wasted time? A personal reflection on the current state of, and future prospects for, social and environmental accounting research. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 21, n. 2, p. 240-267, 2008.

PESTANA, Maria Helena; GAGEIRO, João Nunes. Análise de dados para

ciências sociais. 2. ed. Lisboa: Sílabo, 2000.

REVERTE, Carmelo. Determinants of corporate social responsibility disclosure ratings by spanish listed firms. Journal of Business Ethics, v. 88, n. 2, p. 351-366, 2009.

ROVER, Suliani; BORBA, José Alonso; MURCIA, Fernando Dal-Ri. Características do disclosure ambiental de empresas brasileiras potencialmente poluidoras: análise das demonstrações financeiras e dos relatórios de sustentabilidade do período de 2005 a 2007. Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 7, n. 1, p. 23-36, jan./jun. 2009.

______; SANTOS, Ariovaldo. Disclosure socioambiental e custo de capital próprio de companhias abertas no Brasil. In: CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE CONTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL, 3., Belém, 2013. Anais... Belém: CSEAR, 2013.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da pesquisa científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2009.

VAN DE BURGWAL, Dion; VIEIRA, Rui José Oliveira. Determinantes da divulgação ambiental em companhias abertas holandesas. Revista Contabilidade & Finanças, v. 25, n. 64, p. 60-78, 2014.

Downloads

Publicado

02-01-2017

Como Citar

RUFINO, M. A.; MACHADO, M. R. RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA ENTRE A DIVULGAÇÃO VOLUNTÁRIA SOCIAL E AMBIENTAL E AS CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS DE CAPITAL ABERTO NO BRASIL. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 344–363, 2017. DOI: 10.21680/2176-9036.2017v9n1ID8997. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/8997. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS