ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DO PROFISSIONAL CONTÁBIL ACERCA DA CONTABILIDADE AMBIENTAL E SUAS VARIÁVEIS INTERVENIENTES

Autores

  • Alexandre André Feil Centro Universitário Univates - UNIVATES Universidade Feevale
  • Angela Maria Haberkamp Centro Universitário UNIVATES e Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos
  • Adriano José Azeredo Centro Universitário UNIVATES
  • Tatiane Mileidi Orso Centro Universitário UNIVATES
  • Clovis Antônio Kronbauer Centro Universitário UNIVATES e Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Claus Haetinger

DOI:

https://doi.org/10.21680/2176-9036.2017v9n1ID9052

Resumo

As preocupações provenientes das questões ambientais, em nível global, exercem pressão sobre a contabilidade tradicional para incorporar nesta a responsabilidade ambiental das organizações. Estas questões desempenham uma crescente influência nas tomadas de decisões organizacionais. Neste sentido, buscou-se por meio deste estudo identificar o nível de conhecimento dos profissionais contábeis acerca da contabilidade ambiental e suas variáveis intervenientes. Assim, para satisfazer este escopo central, a abordagem científica relaciona-se a quantitativa e quanto aos meios e fins é exploratória. O procedimento técnico empregado foi por meio da pesquisa survey com questionário fechado e escala likert. O processo de amostragem foi probabilístico, considerando-se o critério cross-sectional, resultando na unidade amostral aleatória simples de 47 contabilistas. A análise dos dados ocorreu com auxílio do software SPSS Statistics aplicando-se os testes não paramétricos U de Mann-Whitney, Kruskal-wallis, post hoc Dunn-Bonferroni e a correlação de Spearman. A pesquisa realizada com os 47 profissionais revela que o nível de conhecimento sobre a contabilidade ambiental é de 17,5%. Os contabilistas do sexo masculino e os técnicos em contabilidade apresentaram, em detrimento ao sexo feminino e contadores, um maior nível de conhecimento em relação a contabilidade ambiental. As variáveis intervenientes que influenciam neste nível de conhecimento relaciona-se a participação em eventos contábeis, a clareza e objetividade da literatura e o tempo de dedicação dos contabilistas em relação a contabilidade ambiental. Sugere-se, diante destes resultados, a criação de eventos específicos sobre a contabilidade ambiental e seus procedimentos técnicos, em nível nacional, abrangendo áreas multi e transdisciplinares.

Palavras-chave: Impactos Ambientais, Responsabilidade Social e Ambiental, Contabilidade ambiental, Profissionais contábeis.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre André Feil, Centro Universitário Univates - UNIVATES Universidade Feevale

Graduado em Ciências Contábeis (1998-2003), Pós-graduado em Cooperativismo e Gestão de Negócios (2005-2006), Mestre em Ambiente e Desenvolvimento (2008-2010) pelo Centro Universitário UNIVATES e Doutor em Qualidade Ambiental (2013-2016) pela Universidade Feevale. No mestrado a linha de pesquisa foi na área Espaço e Problemas Socioambientais, com ênfase em caracterização, modelagem matemática de Sistemas de Abastecimento de Água (SAA). No Doutorado a linha de pesquisa vinculou-se a área de tecnologias e intervenção ambiental, com enfase no desenvolvimento de um índice de mensuração e avaliação rápida da sustentabilidade na indústria moveleira de micro e pequeno porte. Atuo como docente e pesquisador no Centro Universitário UNIVATES, alocado como docente permanente do Centro de Gestão Organizacional.

Angela Maria Haberkamp, Centro Universitário UNIVATES e Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos

Possui graduação (bacharelado) em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Univates (2001), especialização em Controladoria e Finanças pelo Centro Universitário Univates (2003) e mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente é doutoranda em Ciências Contábeis pela Unisinos, Coordenadora do Curso de Gestão em Micro e Pequenas Empresas e professora dos cursos do Centro de Gestão Organizacional do Centro Universitário Univates. Tem experiência na área de Ciências Contábeis e Administração, com ênfase em finanças, custos e sistemas de informação.

Adriano José Azeredo, Centro Universitário UNIVATES

Possui mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2008); especialização em Gestão Universitária pelo Centro Universitário Univates (2012); graduação em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário Univates (2004) e nível técnico em Contabilidade (1990). Tem experiência nas áreas de Administração e Ciências Contábeis, atuando principalmente nas seguintes áreas: Controladoria, Contabilidade Gerencial, Contabilidade Geral, TI, Sistema de Gestão Empresarial, Parametrização de Sistemas.

Tatiane Mileidi Orso, Centro Universitário UNIVATES

Acadêmica.

Clovis Antônio Kronbauer, Centro Universitário UNIVATES e Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Possui graduação (bacharelado) em Ciências Contábeis pela Fundação Alto Taquari de Ensino Superior (1992); graduação (licenciatura) para exercer o magistério em nível médio nas disciplinas de Contabilidade, Estatística e Organização e Técnica Comercial pela Fundação Alto Taquari de Ensino Superior (1994), especialização em Administração Financeira pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1995), Mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2002); e Doutorado em Contabilidad y Auditoría pela Universidad de Sevilla - España (2008). Obs.: Doutorado Reconhecido pela Universidade de São Paulo-USP, como: Doutorado em Ciências Contábeis - Área: Controladoria e Contabilidade: Contabilidade, com diploma registrado pelo nº 091.394 em 27/10/2009. Atualmente é professor do PPG em Ciências Contábeis (Mestrado e Doutorado) e dos Cursos de Graduação em Ciências Contábeis da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Exerce a função de Coordenador Executivo do Curso de Graduação em Ciências Contábeis da da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Está vinculado à área da Contabilidade, com ênfase em Contabilidade para Usuários Externos atuando principalmente nos seguintes temas: Evidenciação Contábil, Tratamento Contábil de Tributos sobre Lucros, Estudo da Carga Tributária, Relatórios e Demonstrações Contábeis, Estudo do Ativo Intangível, Ensino da Contabilidade. Atualmente é editor da Revista ABCustos (São Leopoldo, RS). Integra a Comissão de Estudos de Acompanhamento da Área do Ensino Superior do CRC/RS.

Claus Haetinger

Doutor e Professor do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento, PPGAD da Univates. Endereço: Avenida Avelino Tallini, 171, Bairro Universitário, CEP 95914-014, Lajeado, RS, Brasil. Telefone: (51) 3714-7000 ramal 5519.

Referências

ADAMS, C. A. The ethical, social and environmental reporting-performance portrayal gap. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 17, n. 5, p. 731-757, 2004.

ENAHORO, J. A. Design and Bases of Environmental Accounting in Oil & Gas and Manufacturing Sectors in Nigeria (Doctoral dissertation), Covenant University. 2009.

AKDO?AN, H.; HICYORULMAZ, E. The Importance of the Sustainability of Environmental Accounting. Journal of Economic Development, Environment and People, v. 4, n. 2, p. 6-20, 2015.

BAILEY, P. E.; SOYKA, P. A. Environmental accounting—making it work for your company. Environmental Quality Management, v. 5, n. 4, p. 13-30, 1996.

BEUREN, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas. 2009.

BERGAMINI JUNIOR, S. Contabilidade e risco ambientais. Revista BNDES, Rio de Janeiro, n. 11, p. 1-11, 1999.

BISQUERRA, R.; SARRIERA, J. C.; MATÍNEZ, F. Introdução à estatística: enfoque informático com o pacote estatístico SPSS. Bookman. 2007.

BORGES, F. A.; LEAL, E. A. Análise do grau de conhecimento dos estudantes de graduação em ciências contábeis sobre a contabilidade ambiental. VIII Congresso Anpcont, Rio de Janeiro. 2014.

BROWN, D.; DILLARD, J.; MARSHALL, R. S. Triple bottom line: a business metaphor for a social construct. Universitat Autònoma de Barcelona. Departament d'Economia de l'Empresa. 2006.

CALIXTO, L. O ensino da contabilidade ambiental nas universidades brasileiras: um estudo exploratório. Revista Universo Contábil, v. 2, n. 3, p. 65-78, 2006.

CARLI, J. C.; GIASSON, O. R. Contabilidade ambiental: um estudo exploratório. Biblioteca Digital Curso de Ciências Contábeis, v. 3, n. 4, p. 1-49, 2013.

CARNEIRO, J. E.; DE LUCA, M. M. M.; OLIVEIRA, M. C. Análise das informações ambientais evidenciadas nas demonstrações financeiras das empresas petroquímicas brasileiras listadas na Bovespa. Contabilidade Vista & Revista, v. 19, n. 3, p. 39-67, 2009.

CARVALHO, J. R. M.; ALEXANDRE, F. A. M.; ALMEIDA, K. K. N. D., CARVALHO, E. K. M. D. A.; CURI, W. F. Uma Análise do Interesse dos Estudantes de Ciências Contábeis pela Área de Contabilidade Ambiental. Revista Ambiente Contábil, v. 2, n. 1, p. 37-53, 2010.

CONCEIÇÃO, M. G.; OLIVEIRA, N.C.; GOMES, S. M. S.; OLIVEIRA, N. S.; GAUDÊNCIO, F. Comparação do nível de conhecimento sobre Contabilidade Social e Ambiental dos estudantes ingressos e formandos do curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal da Bahia. Revista de Gestão e Contabilidade da UFPI, v. 1, n. 2, p. 3-22, 2014.

CHE-AHMAD, A.; OSAZUWA, N. P.; MGBAME, C. O. Environmental Accounting and Firm Profitability in Nigeria: Do Firm-Specific Effects Matter?. IUP Journal of Accounting Research & Audit Practices, v. 14, n. 1, p. 1-18, 2015.

CHO, C. H.; PATTEN, D. M. Green accounting: Reflections from a CSR and environmental disclosure perspective. Critical Perspectives on Accounting, v. 24, n. 6, p. 443-447, 2013.

CSÁFOR, H. Vállalatok társadalmi felel?sségvállalása, regionális vizsgálat az Északmagyarországi Régióban (Corporate Social Responsibility, Empirical Study of the Northern Hungarian Region). Doctorate School of Financial Management and Organisational Sciences, Environmental Management specialisation, Budapes. 2009.

DING, H.; LI, S.; LIU, T.; LIU, B. A Literature Survey of Research on Environmental Accounting: Theoretical Review and Prospect. International Journal of Financial Economics, v. 2, n. 1, p. 13-25, 2014.

ELKINGTON, J. Towards the sustainable corporation: Win-win-win business strategies for sustainable development. California management review, v. 36, n. 2, p. 90, 1994.

EUGÉNIO, T. P. Contabilidade e gestão ambiental. Lisboa: Áreas Editora. 2004.

EUGÉNIO, T.; COSTA LOURENÇO, I.; MORAIS, A. I. Recent developments in social and environmental accounting research. Social Responsibility Journal, v. 6, n. 2, p. 286-305, 2010.

FEIE?, G. C.; VIRAG, N. P.; MATE?, D.; ARDELEAN, D. I. Environmental accounting: a management tool for sustainable development. Studia Universitatis Vasile Goldi?, Arad-Seria ?tiin?e Economice, n. 4, p. 164-171, 2014.

FERREIRA, L. F.; SILVA, M. W. D. Evidenciação da Contabilidade Ambiental: uma análise da transparência das demonstrações contábeis de empresas nacionais do setor siderúrgico. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, v. 5, n. 15, p. 19-34, 2011.

FREITAS, H.; OLIVEIRA, M.; SACCOL, A. Z.; MOSCAROLA, J. O método de pesquisa survey. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, v. 35, n. 3, 2000.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas. 2010.

GRAY, R. H. The greening of accountancy: The profession after Pearce. Certified Record Report 17. London: ACCA. 1990.

GRAY, R.; BEBBINGTON, J. Accounting for the Environmental. Sage Publications, London. 2001.

GRAY, R. Thirty years of social accounting, reporting and auditing: what (if anything) have we learnt? Business Ethics: A European Review, v. 10, n. 1, p. 9-15, 2001.

GRAY, R. The social accounting project and Accounting, Organizations and Society: privileging engagement, imaginings, new accountings and pragmatism over critique?

Accounting, Organizations and Society, v. 27, n. 7, p. 687?708, 2002.

GUPTA, V. K. Environmental Accounting and Reporting-An Analysis of Indian Corporate Sector. 2013. Disponível em: http://www. wbiconpro. com/110-Gupta. pdf. Acesso em 25 agosto 2015.

HAGHIGHAT, M. Environmental Accounting as Symbol of Social Accountability of Accounting. Reef Resources Assessment and Management Technical Paper, v. 40, n. 5, p. 169-175, 2014.

HAMMES, Â. R.; FEIL, A. A.; AZEREDO, A. J Análise dos Reflexos da Integração da Contabilidade Ambiental e Societária em Indústria Coureira. RAGC, v. 3, n. 8, p. 17-32, 2015.

HECHT, J. E. National environmental accounting: A practical introduction. International Review of Environmental and Resource Economics, v. 1, n. 1, p. 3-66, 2007.

HERATH, G. Sustainable development and environmental accounting: the challenge to the economics and accounting profession. International Journal of Social Economics, v. 32, n. 12, p. 1035-1050, 2005.

IENCIU, I.A.; MATI?, D. Status of research in the field of environmental accounting, Review of Business Research, v. 10, n. 2, p. 37-44, 2010.

KASSAI, J. R.; FELTRAN-BARBIERI, R.; SANTOS, F. C. B.; CARVALHO, L. N., AFONSO, L. E.; DE ARAÚJO, L. J. S. The Monster Countries: reflexões sobre o Balanço das Nações. In South American Congress On Social And Environmental Accounting Research–CSEAR (Vol. 1). 2009.

KRONBAUER, C. A.; SOUZA, M. A. D.; RÁSIA, K. A.; JACQUES, F. V. S. Auditoria e evidenciação ambiental: um histórico da legislação e das normas brasileiras, americanas e européias. Revista de Contabilidade e Controladoria, v. 2, n. 2, p. 30-49, 2010.

LIMA, K. P. S.; CUNHA, D. R.; MOREIRA, F. G. L.; PORTE, M. S. Contabilidade Ambiental: um estudo sobre a evidenciação das informações ambientais nas demonstrações contábeis das grandes empresas brasileiras. REA-Revista Eletrônica de Administração, v. 11, n. 1, p. 1-14, 2012.

MACIEL, C. V.; TEIXEIRA, U. C.; LIBONATI, J. J.; RODRIGUES, R. N. Contabilidade Ambiental: um estudo exploratório sobre o conhecimento dos profissionais de contabilidade. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 6, n. 11, p. 137-158, 2009.

MANGION, D. Undergraduate Education in Social and Environmental Accounting in Australian Universities. Accounting Education: an international jornal, v. 15, n. 3, p. 335-348, 2006.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas. 2010.

MARQUES, T. O.; SCHULTZ, C. A.; HOFER, E. Contabilidade ambiental: uma análise do conhecimento dos alunos de dois cursos de Ciências Contábeis. Ciências Sociais em Perspectiva, v. 11, n. 20, p. 1-23, 2012.

MARTENDAL, A.; UHLMANN, V. O.; VIEIRA, E. M. F.; PFITSCHER, E. D. Contabilidade Ambiental: nível de conhecimento dos profissionais contábeis da grande Florianópolis. Enfoque: Reflexão Contábil, v. 32, n. 1, p. 29-47, 2013.

MEADOWS, D. H.; MEADOWS, D. L.; RANDERS, J.; BEHRENS, W. W. The limits to growth. New York, 102. 1972.

MITRA, A.; LANFORKD, S. Research methods in park, recreation and leisure services. Champaign: Sagamore Publishing. 1999.

NIKOLAOU, E. I.; EVANGELINOS, K. I. Towards a generally accepted CSR accounting framework: A literature mapping. World Review of Entrepreneurship, Management and Sustainable Development, v. 5, n. 1, p. 26–41, 2009.

NU??, F.M. Contabilitatea protec?iei mediului în economia contemporan?. Editura Universit??ii, “Alexandru Ioan Cuza”, Ia?i. 2009.

OLIVEIRA, F. E. M. SPSS básico para análise de dados. Rio de janeiro: Ciência Moderna. 2007.

OLIVEIRA, R. A.; PEREIRA, L. F. Contabilidade Ambiental: pesquisa sobre a importância do tema para o setor contábil. In: I Congresso De Controladoria E Finanças. Anais I Congresso de Controladoria e Finanças do PPG em Ciências Contábeis da Unisinos, p. 60-69. 2014.

ÖZMEN, Y. S. Environmental Accounting. In: Encyclopedia of Corporate Social Responsibility. Springer Berlin Heidelberg, p. 961-969, 2013.

PAIVA, P. R. Contabilidade ambiental: Evidenciação dos Gastos Ambientais com Transparência e Focada na Prevenção. São Paulo: Atlas. 2003.

PEARCE, D.; MARKANDYA, A.; BARBIER, B.E. Ye?il Ekonomi ?çin Mavi Kitap. In: Arslan, C. B., Türksen, K., & Yayincilik, A. (Eds.), ?stanbul: Renk Bas?mevi. p. 93-95. 1993.

PEREGO, P. Environmental Management Control: An Empirical Study on the Use of Environmental Performance Measures in Management Control Systems. Ponsen and Looijen BV. Wageningen. 2005.

RACHCHH, M. A.; SIDDHESHWAR, G. The frameworks of environmental accounting. International Journal of Engineering, Management & Sciences, v. 5, n. 3, p. 160-162, 2014.

RAUPP, F. M., & BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, I. M. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, p. 76-97, 2009.

RAUPP, E. H. Desenvolvimento sustentável: a contabilidade num contexto de responsabilidade social de cidadania e de meio ambiente. Revista de Contabilidade Conselho Regional de São Paulo, n. 20, p. 46-60, 2002.

REBOLLO, M. G. Contabilidade e questões ambientais: a responsabilidade técnica do Contador. Revista do CRC/RS, n. 116, p. 1-15, 2004.

RIBEIRO, A. M.; NASCIMENTO, L. F.; VAN BELLEN, H. M. A relevância da temática ambiental na formação dos bacharéis em ciências contábeis: a percepção dos coordenadores de curso. SINERGIA, Rio Grande, v. 14, n. 1, p. 35-45, 2010.

RIBEIRO, M. S.; MARTINS, E. Ações das empresas para a preservação do meio ambiente. Boletim nº 415 da ABRASCA – Associação Brasileira das Companhias Abertas, p. 3-4, 1998.

RIBEIRO, M. S. Contabilidade Ambiental. São Paulo: Saraiva. 2006.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e pesquisas. 3. ed. São Paulo: Atlas. 1999.

ROY, K. S. Corporate Environmental Accounting: Theoretical Underpinning of Its Methodology. ICFAI Journal of Environmental Economics, v. 6, n. 4, p. 29-56, 2008.

SANTOS, H. L. Contabilidade ambiental: percepção dos profissionais contábeis da cidade de alta floresta. Revista Eletrônica da Faculdade de Alta Floresta, v. 4, n. 2, p. 146-164, 2014.

SEKU, A.; SOMANI, R. Environmental Accounting – A Case Study of Cement Sector in India. International Journal of Innovative Research and Development, v. 3, n. 12, p. 447-460, 2014.

SILVA, J. C. P.; RIOS, R. P. Contabilidade Ambiental: O grau de conhecimento dos contadores do sul e sudeste do estado do Pará. Revista Eletrônica Gestão e Negócios–FAC, v. 5, n. 1, p. 1-19, 2014.

SOLOMON, J. F.; THOMSON, I. Satanic Mills? An illustration of Victorian external environmental accounting. Accounting Forum, n. 33, p. 74-87, 2009.

SOUZA, V. P. Análise da Contribuição do ensino e dos meios de divulgação do conhecimento para a formação profissional em contabilidade ambiental. Dissertação (Mestrado)- Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado FECAP, São Paulo. 2006.

SOUZA, V. R.; RIBEIRO, M. S. Aplicação da contabilidade ambiental na indústria madeireira. Revista Contabilidade & Finanças, v. 35, p. 54-67, 2004.

SOUZA, C. Direito Ambiental: A ciência jurídica do meio ambiente. Etic - Encontro de Iniciação Científica, v. 9, n. 9, p. 1-21, 2013.

STANCIU, I. C.; JOLDO?, A.; STANCIU, F. G. Environmental accounting, an environmental protection instrument used by entities. Annals of the University of Petro?ani, Economics, v. 11, n. 2, p. 265-280, 2011.

STEELE, A. P.; POWELL, J. R. Environmental Accounting: Applications for Local Authorities to Quantify Internal and External Costs of Alternative Waste Management Strategies. Environmental Management Accounting, v. 21, n. 1, p. 34-41, 2002.

STEVENSON, L. Social and environmental accounting teaching in UK and Irish universities: a research note on changes between 1993 and 1998. Accounting Education: an international jornal, v. 11, n. 4, p. 331-346, 2002.

TANC, A.; GOKOGLAN, K. The Impact of Environmental Accounting on Strategic Management Accounting: A Research on Manufacturing Companies. International Journal of Economics and Financial Issues, v. 5, n. 2, p. 566-573, 2015.

TINOCO, J. E. P.; KRAEMER, M. E. P. Contabilidade e Gestão Ambiental. 3. ed. São Paulo: Atlas. 2011.

TINKER, T.; GRAY, R. Beyond a critique of pure reason: from policy to politics to praxis in environmental and social research. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 16, n. 5, p. 727-761, 2003.

YAKHOU, M.; DORWEILER, V. Environmental accounting coverage in the accounting curriculum: a survey of U.S. universities and colleges. Journal of Education for Business, v. 78, n. 1, p. 23-27, 2002.

YAMAGUCHI, C. K.; MONTIBELLER FILHO, G. Environmental Accounting in the Context of Environmental Information: Case Study of a Reforestation Company in Campo Belo do Sul City, Santa Catarina State, Brazil. Journal of Environmental Science and Engineering, v. 2, n. 2, p. 95-110, 2013.

YAMAGUCHI, C. K.; SANTOS, A. P. S.; WATANABE, M. Contabilidade ambiental: um estudo bibliométrico. Espacios, v. 36, n. 11, p. 8, 2015.

YUSOFF, H.; OTHMAN, R.; YATIM, N. Culture and accountants' perceptions of environmental reporting practice. Business Strategy and the Environment, v. 23, n.7, p. 433-446, 2014.

VÁN, H. Environmental Accounting – A New Challenge for the Accounting System. Public Finance Quarterly, v. 57, n. 4, p. 437-452, 2012.

VARELO, E. M.; PETER, M. G. A.; MACHADO, M. V. V.; GOMES, A. O. Ensino da contabilidade ambiental nas instituições de ensino superior brasileiras. 2011. In: CSEAR Conference, 2., 25 e 26 jul. 2011, Ribeirão Preto. Anais... Ribeirão Preto: CSEAR.

VASILE, P.; CRISTINA, C. A.; MIHAELA, L. Green Accounting– a Challenge for the Accountant Specialist, Annals of the University of Oradea. Economic Science Series, v. 17, n. 3, p. 1387, 2008.

WEIZENMANN, C. A. A discussão sobre a inclusão da disciplina de contabilidade ambiental no currículo dos cursos de ciências contábeis. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2011.

Downloads

Publicado

02-01-2017

Como Citar

FEIL, A. A.; HABERKAMP, A. M.; AZEREDO, A. J.; ORSO, T. M.; KRONBAUER, C. A.; HAETINGER, C. ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DO PROFISSIONAL CONTÁBIL ACERCA DA CONTABILIDADE AMBIENTAL E SUAS VARIÁVEIS INTERVENIENTES. REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 223–245, 2017. DOI: 10.21680/2176-9036.2017v9n1ID9052. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/9052. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS