Caçadas Perdigueiras - um estudo etnográfico sobre individuação técnica de homens e cadelas

Autores

  • Paulo Olivier Ramos Rodrigues Universidade Federal de Santa Catarina - Ufsc

DOI:

https://doi.org/10.21680/2446-5674.2019v6n10ID14999

Palavras-chave:

Caçadas, relação de humanos e não-humanos, Perspectiva Ecológica

Resumo

O presente artigo diz respeito a uma pesquisa etnográfica feita nos anos de 2015 e 2016. Acompanhei caçadores da serra gaúcha, que anualmente, durante a temporada de caça, na estação do inverno, locomovem-se na direção dos campos uruguaios para encontrar a presa desejada, a perdizes. Viso refletir acerca das técnicas envolvidas nessa prática, no que tange os humanos e os não-humanos participantes, (cães, perdizes, espingardas, etc.), a partir de uma perspectiva ecológica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Referências

BATESON, Gregory (1972). Steps to an Ecology of Mind: Collected Essays in Anthropology, Psychiatry, Evolution, and Epistemology. University Of Chicago Press.

BRASILGUN.BLOGSPOT. Blog: dedicado a armas de fogo, com foco no tiro esportivo e legislação. Pagina inicial. Disponível <http://brasilgun.blogspot.com>. Acesso em: 20 de fev. de 2019.

CATÃO, Brisa; BARBOSA, Gabriel Coutinho. Botos bons, peixes e pescadores: sobre a pesca conjunta em Laguna (Santa Catarina, Brasil). Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 69, p. 205-225, abr. 2018. <http://www.scielo.br/pdf/rieb/n69/2316-901X-rieb-69-00205.pdf>

DABEZIES, Juan Martín. ¿De quién son los animales que no son de nadie? Trama, Monte e Video, v. 8, n. 8, p.81-88, dez. 2017. <https://www.researchgate.net/profile/Juan_Dabezies/publication/322665636_De_quien_son_los_animales_que_no_son_de_nadie/links/5a6799484585159da0d9f4a4/De-quien-son-los-animales-que-no-son-de-nadie.pdf>

GARRIDO, Roberto Sánchez. Cazadores y Ecologistas: análisis antropológico de posturas encontradas. Revista de la Facultad de Ciencias Sociales y Juridicas de Elche, v. 1, n. 4, p. 196-215, 2009. Disponível em: <https://revistasocialesyjuridicas.files.wordpress.com/2010/09/04-tm-10.pdf>

HARAWAY, Donna. Training in the contact zone. In: When Species Meet. Minneapolis/London: University of Minesota Press, 2008, p. .205-246..

HARAWAY, Donna. A partilha do sofrimento: relações instrumentais entre animais de laboratório e sua gente. Horizontes antropológicos, Porto Alegre , v. 17, n. 35, p. 27-64, jun. 2011 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832011000100002>

INGOLD, Tim. Da transmissão de representações à educação da atenção [Trad. José Fonseca]. Educação. Porto Alegre, v. 33, n. 1, p.6-25, jan.-abr. 2010. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/6777>

________. Estar vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis: Vozes, 2015. and New York: Routledge, 2011.

MARIA, G.S. A antropologia ecológica ingoldiana e as relações entre humanos e outros animais. Recife: Ufpe, v. 1, n. 3, p.9 - 22. 2016. Disponível em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/reia/article/view/229989>

MARVIN, Garry. Challenging animals: project and process in hunting. In: PILGRIM, Sarah. PRETTY, Jules (orgs.) Nature and Culture. London: Earthscan, 2010. Disponível em: <https://www.academia.edu/2638828/Challenging_Animals_Project_and_Process_in_Hunting>

SAUTCHUCK, Carlos Emanuel. O arpão e o anzol: técnica e pessoa no estuário do Amazonas (Vila Sucuriju, Amapá). 2007. 402 f. Tese (Doutorado em Antropologia)- Universidade de Brasília, Brasília, 2007. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/1166>

SORDI, Caetano. Projeto e processo em dois contextos cinegéticos: a caza menor na Andaluzia e a “guerra ao javali” no Rio Grande do Sul, aproximações etnográficas. In: Reunião Brasileira de Antropologia, 29., 2014, Natal/RN. Reunião. Disponível em: <http://www.29rba.abant.org.br/resources/anais/1/1400698256_ARQUIVO_trabalhocompleto29RBA.pdf>

UEXKÜLL, Jackob von. "Digressões pelos mundos-próprios do homem e dos animais". In: ______. Dos Animais e dos Homens. Lisboa: Edição Livros do Brasil, 1934.

VELHO, Otávio. De Bateson a Ingold: Passos na Constituição de um Paradigma Ecológico. Mana (Rio de Janeiro), Museu Nacional-Rio de Janeiro, v. 7, n.2, p. 133-140, 2001. <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132001000200005>

Downloads

Publicado

01-06-2019

Como Citar

OLIVIER RAMOS RODRIGUES, P. Caçadas Perdigueiras - um estudo etnográfico sobre individuação técnica de homens e cadelas. Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, [S. l.], v. 6, n. 10, p. 50–80, 2019. DOI: 10.21680/2446-5674.2019v6n10ID14999. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/equatorial/article/view/14999. Acesso em: 3 mar. 2024.