Desenhando um ensaio visual:

o Centro de Fortaleza/CE em imagens traçadas no papel

  • Alice Dote Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Antropologia Urbana, Desenho, Cidade, Imagem, Fortaleza

Resumo

Este ensaio visual traz imagens produzidas ao longo de uma pesquisa em Antropologia Urbana no Centro de Fortaleza/CE. Através de caminhadas etnográficas, percorremos, percebemos e habitamos o espaço. O movimento dos passos provoca-nos outros deslocamentos, como os metodológicos. O desenho surge, imprevistamente, como mais uma maneira de nos implicarmos na e junto à cidade. Assumido como método, compreende uma reflexividade no seu gesto, uma maneira de pensar não só o espaço, mas a própria pesquisa e o fazer antropológico. Com as imagens partilhadas, buscamos lançar inquietações sobre o que o desenho, mais do que uma representação de algo, pode nos dar a ver nos encontros que ele gera e nos rastros que ele deixa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice Dote, Universidade Federal do Ceará

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará.

Co-criadora do coletivo Narrativas Possíveis.

Referências

AZEVEDO, Aina. Diário de campo e diário gráfico: contribuições do desenho à antropologia. Áltera – Revista de Antropologia, v. 2, n. 2, jan./jun. 2016, pp. 100-119. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/altera/article/view/34737. Acesso em: fev. 2020.

BERGER, John. Sobre el dibujo. Barcelona: Gustavo Gili, 2012.

INGOLD, Tim. Estar vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

KUSCHNIR, Karina. A antropologia pelo desenho: experiências visuais e etnográficas. Cadernos de Arte e Antropologia, vol. 5, n. 2, 2016, pp. 5-13. Disponível em: https://journals.openedition.org/cadernosaa/1095. Acesso em fev. 2020.
Publicado
22-05-2020
Como Citar
DOTE, A. Desenhando um ensaio visual: . Equatorial – Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, v. 7, n. 13, p. 1-16, 22 maio 2020.