A ARTE CONSTRUINDO IDENTIDADE(S) NA COLÔNIA SANTA ISABEL (1931-1982)

  • André Luiz de Jesus Bueno UFMG
  • Polyana Aparecida Valente
Palavras-chave: Arte, Colônia Santa Isabel, Hanseníase

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo fomentar as discussões sobre as manifestações artísticas ocorridas na Colônia Santa Isabel (1931-1982). A Colônia foi o primeiro sanatório edificado em Minas Gerais, idealizadopelo saber médico, e orientado pelas conferências profiláticas de isolamento aos acometidos pela hanseníase. Neste artigo vamos discorrer sobre como os asilados construíram identidades artísticas de resistência e pertencimento durante a experiência de segregação terapêutica. A escolha pelo tema das manifestações artísticas justifica-se pelas lacunas historiográficas em torno dessa discussão. Para operar a análise, partimos da análise documental e de entrevistas pertencentes ao acervo da Fundação Artístico Cultural de Betim – FUNARBE no desenvolvimento do Inventário Participativo da Colônia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz de Jesus Bueno, UFMG

Mestrando em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Historiador da Fundação Artística Cultural de Belém. Lattes: : http://lattes.cnpq.br/4803483811967569. E-mail: andrebuenohist@gmail.com

Polyana Aparecida Valente

Pós-doutoranda da Fiocruz no campo da Saúde Coletiva. Professora da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em Ibirité. Lattes:  http://lattes.cnpq.br/3885781523666600. E-mail: polyvalente84@gmail.com

Referências

ASSIS, Terezinha. A História da Construção de Betim, Espaço Geográfico Construído por Gente, Betim, MG, 1996.
CARVALHO, Paulo José de. Projeto Cururu, Indelével, a nossa história! Betim, Vol.1, Betim, MG, 2007.
CHAVES, Braúlio Silva. Instituições de saúde e a ideia de modernidade em Minas Gerais na primeira metade do século XX. In: MARQUES, Rita de Cássia; SILVEIRA, Anny Jackeline Torres; FIGUEIREDO, Betânia Gonçalves. (Orgs.). História da Saúde em Minas Gerais: instituições e patrimônio arquitetônico (1808- 1958). Barueri, SP: Minha Editora, 2011
DINIZ, Orestes. Nós Também Somos Gente. (Trinta anos com os Leprosos). Rio de Janeiro,1961.
FUNARBE, Dossiê de Tombamento – Conjunto Urbano da Colônia Santa Isabel, Betim, março/1998.
FUNARBE, Inventário de proteção do Acervo Cultural (IPAC), Betim: Funarbe, 2010.
GONTIJO, Gramont, A História da Colônia Santa Isabel, Vol.1. Betim, manuscrito, s.d.
GONTIJO, Gramont, A História da Colônia Santa Isabel, Vol.2. Betim, manuscrito, sd.
MATOS, Joelma, Betim dos Tropeiros às engrenagens 1711-2004, Betim. Não publicado.
ROCHA e VEIGA, Ana Cecília e Alberto Nogueira. Arquitetura de Saber médico a repercussão arquitetônica e urbanística das descobertas cientificas no campo da medicina. Disponivél em www.hanseniase.fespmg.edu.br. Acesso em: 15 agos. 2011.
WELLS, James W. Explorando e Viajando três mil milhas através do Brasil – do Rio de janeiro ao Maranhão. Tradução Myriam Ávila, introdução Christopher Hill, Belo Horizonte: Fundação João Pinheiro, Centro de Estudos Históricos e Culturais, 1995.
Publicado
29-03-2021
Como Citar
LUIZ DE JESUS BUENO, A.; APARECIDA VALENTE , P. A ARTE CONSTRUINDO IDENTIDADE(S) NA COLÔNIA SANTA ISABEL (1931-1982). Revista Espacialidades, v. 17, n. 1, p. 367-386, 29 mar. 2021.