O PRIMEIRO ALCIBÍADES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2595-4024.2023v6n1ID34281

Resumo

Este ensaio pretende fazer uma leitura possível do texto platônico “O Primeiro Alcibíades”, que foi apresentado pelo Grupo Performatividades e Pedagogias, da UNESP, como Leitura Dramática no II Colóquio Internacional Poéticas do Aprender, da UFRN. Trata-se de abordar este texto platônico no que ele pode nos ofertar de reflexões sobre a educação. Nosso foco é nos aproximar do conceito-prática do “cuidado de si” explicitado no texto. Por fim, aproximamos esse procedimento platônico da produção do conhecimento acadêmico na busca de um sentido para o ato de pesquisar para além de sua produção mercantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carminda Mendes André, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (IA/UNESP)

Docente aposentada e colaboradora do PPGArte do IA-UNESP, atuação na linha de pesquisa ARTE EDUCAÇÃO. Bacharel em Teatro pela Universidade de São Paulo (1989), Mestre em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1997), Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (2007); Pós-Doutora pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (2010). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Performatividades e Pedagogias Cnpq. Foi coordenadora da Instituição Promotora do DINTER entre UNESP e UFT (2016-2019).

Downloads

Publicado

13-10-2023

Como Citar

MENDES ANDRÉ, C. O PRIMEIRO ALCIBÍADES. Manzuá: Revista de Pesquisa em Artes Cênicas, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 60–76, 2023. DOI: 10.21680/2595-4024.2023v6n1ID34281. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/manzua/article/view/34281. Acesso em: 23 fev. 2024.