Análise dos discursos: uma forma de combate ao racismo sob perspectivas filosófica e discursiva

  • Célia Zeri de Oliveira Professora na área de ensino-aprendizagem de línguas da UFPA.
  • Isabella Vivianny Santana Heinen Professora substituta de filosofia da UEPA
Palavras-chave: Discurso; Filosofia; Étnico-Raciais; Reflexão.

Resumo

Neste artigo fazemos uma reflexão filosófico-discursiva
acerca das relações étnico-raciais no contexto social atual em que a
sociedade brasileira, uma vez constituída por meio da miscigenação
de povos e suas respectivas culturas, raramente tem atribuído o protagonismo
a todos os componentes que são parte da história da nação,
pois tem havido dois grupos sociais sistematicamente excluídos e
apagados do processo de construção da cultura brasileira: os negros
e os indígenas. A linguagem, nesse âmbito, serve para a estruturação
das relações sociais e, em simultâneo, também é usada para a manutenção
do status quo como estruturas das hegemonias de poder e dominação
de uns sobre outros, tal qual um mecanismo naturalizado e
aceito pelos integrantes desse sistema, sejam eles os dominadores ou
dominados. Metodologicamente realizamos a análise discursiva com
base em interpretações dos gêneros discursivos/textuais utilizados nos meios de informação e comunicação em nossa sociedade, especificamente,
selecionando em meio a textos jornalísticos publicados via
internet e com assinatura de autores que defendem um ou outro ponto
de vista discursivo em relação às relações étnico-raciais presentes
em nossa sociedade. Assim, discutimos os princípios éticos pelo viés
filosófico como base para a construção coletiva de princípios, principalmente
os que se inserem nas relações étnico-raciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-05-2019
Como Citar
ZERI DE OLIVEIRA, C.; SANTANA HEINEN, I. V. Análise dos discursos: uma forma de combate ao racismo sob perspectivas filosófica e discursiva. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), v. 26, n. 50, p. 25-53, 29 maio 2019.