Inferência da única explicação e eliminação de hipóteses: Uma abordagem pragmática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/1983-2109.2022v29n59ID23073

Palavras-chave:

Inferência da única explicação; Eliminação de hipóteses; Abordagem pragmática

Resumo

Um dos debates atuais em filosofia da ciência diz respeito ao status das hipóteses descartadas em processos de escolha de teorias. Por um lado, temos a inferência da única explicação, defendida pelo filósofo realista Alexander Bird: quando ocorre uma escolha entre teorias que buscam explicar uma evidência, seleciona-se a melhor delas e, como as outras foram refutadas, temos apenas uma única explicação da evidência. Por outro lado, o filósofo antirrealista Kyle Stanford entende que, em situações de escolha de teorias, é possível que ocorra uma eliminação prematura de hipóteses, de modo que algumas hipóteses teriam sido desconsideradas pela comunidade científica. Ambas propostas possuem uma natureza exclusivamente epistemológica; ou seja: elas tratam apenas da relação entre as hipóteses e as evidências empíricas. Contudo, casos de escolha de teorias podem também ser tratados a partir de um enfoque pragmático, o qual considera não apenas a relação entre hipóteses e as evidências empíricas, mas também a dinâmica da comunidade científica na qual se infere a única explicação e certas hipóteses são descartadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERKELEY, George. De Motu. São Paulo, Scientiae Studia, v. 4, n. 1, p. 115-137, 2006.

BIRD. Alexander. Eliminative Abduction: examples from medicine. Studies in History and Philosophy of Science, v. 41, n. 4, p. 345-352, 2010.

BIRD. Alexander. Inferência da Única Explicação. Cognitio, v. 15, n. 2, p. 375-384, 2014.

BIRD. Alexander. Scientific Revolutions and Inference to the Best Explanation. Danish Yearbook of Philosophy, v. 34, n. 1, p. 25-42, 1999.

BOWLER, Peter. The Mendelian Revolution. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1989.

FARLEY, John. The Initial Reactions of French Biologists to Darwin’s Origin of Species. Journal of the History of Biology, v. 7, n. 2, p. 275-300, 1974.

HARMAN, Gilbert. Inferência da Melhor Explicação. Dissertatio, v. 47, p. 325-332, 2018.

LENOIR, Timothy. Instituindo a Ciência. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

SMITH, Barbara Herrnstein. Crença e Resistência. São Paulo: Unesp, 2002.

STANFORD, K. Unconceived Alternatives and Conservatism in Science: the impact of professionalization, peer-review, and Big-Science. Synthese, v. 196, n. 10, p. 3915–3932, 2015.

STANFORD, Kyle. Exceeding our Grasp. Oxford: Oxford University Press, 2006.

Downloads

Publicado

04-08-2022

Como Citar

RODRIGUES DA SILVA, M. Inferência da única explicação e eliminação de hipóteses: Uma abordagem pragmática. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 29, n. 59, p. 173–184, 2022. DOI: 10.21680/1983-2109.2022v29n59ID23073. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/23073. Acesso em: 7 out. 2022.