O pluralismo da tese dos três mundos de Popper e a crí­tica de Habermas

Autores

  • João Batista C. Sieczkowski

Resumo

Este estudo abordará a tese dos três mundos, TTM, de Karl Popper. A TTM como pluralista e interacionista opõe-se ao monismo e a algumas concepções dualistas. Em uma segunda parte, pretendemos enfocar a crítica de Jürgen Habermas quando tenta aplicar a TTM e o M3 (mundo três) na obtençáo de uma justificaçáo da teoria da açáo para a sociologia. Nesta crítica Habermas acaba negligenciando muitos objetivos claros da TTM e do M3 descritos por Popper, principalmente quando náo considera a TTM como uma tese metafísica e como resposta ao problema corpo-mente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-09-2010

Como Citar

SIECZKOWSKI, J. B. C. O pluralismo da tese dos três mundos de Popper e a crí­tica de Habermas. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 13, n. 19-20, p. 31–55, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/509. Acesso em: 15 jun. 2024.