Uma Defesa Moral do Aborto

Autores

  • Cinara Maria Leite Nahra

Resumo

 

 

No presente artigo discute-se as chamadas versões conservadora e liberal no que se diz ao  posicionamento em relaçáo ao aborto. Filia-se a corrente liberal e defende-se 0 momento do nascimento como linha divisória moralmente significativa, a partir da qual se considera errado matar um feto.  Para fundamentar esta defesa mostra-se que esta diferença  moral significativa que existe entre matar um feto antes do nascimento e após 0 seu nascimento esta fundada em uma diferença  de estatuto onto16gico, tendo o feto um determinado estatuto ontológico, e o bebê o estatuto de ser humano. Utiliza-se para fundamentar esta distinçáo da diferença  estabelecida por Heidegger entre ente e ser. Fundamentalmente pretende-se sustentar no artigo a tese de que "um feto náo é um ser humano".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-10-2010

Como Citar

NAHRA, C. M. L. Uma Defesa Moral do Aborto. Princípios: Revista de Filosofia (UFRN), [S. l.], v. 3, n. 04, p. 72–85, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/principios/article/view/709. Acesso em: 26 maio. 2024.