CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM FERRAMENTAS DE TELESSAÚDE: UMA ABORDAGEM DO NÚCLEO DE TELESSAÚDE DO RIO GRANDE DO NORTE

  • Karla Mônica Dantas Coutinho Especialista em Gestão de Negócios e Qualidade de Alimentos. Graduação em Nutrição pela UFRN, Pesquisadora do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS - HUOL - UFRN)
  • Josiane Araújo da Cunha Especialista em Nutrição Clínica. Graduação em Nutrição pela UFRN, Pesquisadora do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS - HUOL - UFRN)
  • Lidyane Alves da Cunha Laranjeiras Pesquisadora do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS - HUOL - UFRN)
  • Carlos Alberto Pereira de Oliveira Professor do Instituto Multidisciplinar de Formação Humana com Tecnologias, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS - HUOL - UFRN),
  • Ricardo Alexsandro de Medeiros Valentim Coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde do Hospital Universitário Onofre Lopes; Professor do Departamento de Engenharia Biomédica, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Av. Nilo Peçanha, 620, Petrópolis – Natal/RN, Natal, Brasil.

Resumo

O Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes, do Ministério da Saúde, faz uso de modernas tecnologias de informação e comunicação (TIC) como forma de romper as barreiras espaço-temporais com objetivo melhorar a qualidade do atendimento na Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Assim, buscando alcançar uma melhor resolutividade do nível primário de atenção pe

la oferta de estratégias de apoio assistencial e/ou de teleconsultoria de caráter educacional, o programa busca fortalecer a integração entre os serviços de saúde. Nesse sentido, um dos aspectos fundamentais para o sucesso da implantação do programa consiste na capacitação eficiente dos profissionais de saúde para o uso das ferramentas ofertadas pelos diversos Núcleos de Telessaúde. Assim, considerando a relevância do Telessaúde para a comunidade, e levando-se em conta um dos grandes desafios encontrado na sua expansão, que é capacitar com qualidade um maior número de trabalhadores da saúde, este artigo apresenta a metodologia utilizada pelo Núcleo de Telessaúde do Rio Grande do Norte no ano de 2016. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Valentim, R A M; Araújo, BG; Guedes, TAL; et al. A Telessaúde no Brasil e inovação tecnológica na atenção primária. Natal : EDUFRN/2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Telessaúde para Atenção Básica / Atenção Primária à Saúde / Ministério da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. –Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 123 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos).

BRASIL. Ministério da Saúde. Nota Técnica Nº 50/2015. Diretrizes para oferta de atividades do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes. 2015.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual de Telessaúde para a Atenção Básica / Atenção Primária à Saúde : Protocolo de Solicitação de Teleconsultorias / Ministério da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. – Brasília : Ministério da Saúde, 2013. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/teleconsultorias.pdf, Acessado em: 15 de dezembro de 2016.

Figueiredo, AM; Guedes, TAL; Matos, TA; Valetim, RAM; Araújo,BG; Neto, CLBG. Curso autoinstrucional em telessaúde: uma visão geral. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde, v. 5, n. 4, 2015.

Correia, ADMS; Dobashi, BF; Gonçalves, CCM; Miranda, FRM; Monreal, VRFD; Borsoi, MB; Nunes, EA. Programa Telessaúde Brasil Redes: Diminuindo distâncias no estado de Mato Grosso do Sul. Convibra, 2015.

Oliveira, DG; Frias, PG; Vanderlei, LCM; Vidal, SA; Novaes, MA; Souza, WV. Análise da Implantação do Programa Telessaúde Brasil em Pernambuco, Brasil:

estudo de casos. Cad. Saúde Publica, Rio de Janeiro, 31 (11): 2379-2389, nov,2015.

Publicado
26-10-2017
Como Citar
Coutinho, K. M. D., Cunha, J. A. da, Laranjeiras, L. A. da C., Oliveira, C. A. P. de, & Valentim, R. A. de M. (2017). CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM FERRAMENTAS DE TELESSAÚDE: UMA ABORDAGEM DO NÚCLEO DE TELESSAÚDE DO RIO GRANDE DO NORTE. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 7(1). https://doi.org/10.18816/r-bits.v7i1.11256
Seção
Artigos Originais