SISTEMA DE GERENCIAMENTO WEB PARA ENGENHARIA CLÍNICA: PROPOSTA DE ARQUITETURA E IMPLEMENTAÇÃO

  • Ana Cecília Sá Fernandes Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
  • Thales Barros de Castro Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
  • José Micael Delgado Barbosa Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
  • Marcel da Câmara Ribeiro Dantas Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
  • João Henrique Vieira da Silva Neto Graduação em Administração pelo Centro Universitário de Brasília e Especialização em Analise de Sistema pelo Policentro Consulprev Informática Associados Ltda.
  • Ricardo Alexandro de Medeiros Valentim Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Resumo

O avanço tecnológico propiciou o surgimento de novas técnicas e novos produtos com o objetivo de melhorar a qualidade de vida do ser humano. A ampliação do parque tecnológico nos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde, através da aquisição de tecnologias com princípios de funcionamento cada vez mais complexos, tornou indispensável a presença de um profissional especializado, o Engenheiro Clínico. Por se tratar de um setor com fluxos de alta complexidade e que demandam cautela, o setor de Engenharia Clínica exige um controle eficaz de todos os dados provenientes desses fluxos de gerenciamento, tornando o uso de sistemas informatizados uma ferramenta necessária e útil. Nesse contexto, o trabalho em evidência consiste em propor a arquitetura de um software com o objetivo principal de promover a informatização e a centralização, em um único sistema web, de todos os processos e fluxos de gerenciamento que envolvem o setor de Engenharia Clínica do Hospital Universitário Onofre Lopes. Assim, foi modelada uma plataforma web de gerenciamento que salva as informações cadastradas acerca dos equipamentos, das ordens de serviço do setor e que fornece consultas para a geração de relatórios para análises. A modelagem do sistema de gerenciamento possibilitará uma diminuição no tempo gasto com cadastro, consultas, análises, edição de dados e tornará o processo de gerenciamento menos complicado e mais fluido, além de organizar os dados de forma clara e simples.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cecília Sá Fernandes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Bacharel em Ciências e Tecnologia, Engenheira Biomédica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Pesquisadora no Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS).
Thales Barros de Castro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Bacharel em Ciências e Tecnologia, Engenheiro de Computação e Automação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Pesquisador no Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS).
José Micael Delgado Barbosa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Bacharel em Ciências e Tecnologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Pesquisador no Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS).
Marcel da Câmara Ribeiro Dantas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Engenheiro de Computação e Automação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Mestrando no Programa de Pós-graduação em Bioinformática (UFRN) e Pesquisador no Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS).
João Henrique Vieira da Silva Neto, Graduação em Administração pelo Centro Universitário de Brasília e Especialização em Analise de Sistema pelo Policentro Consulprev Informática Associados Ltda.
Graduação em Administração pelo Centro Universitário de Brasília e Especialização em Analise de Sistema pelo Policentro Consulprev Informática Associados Ltda.
Ricardo Alexandro de Medeiros Valentim, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Doutor em Engenharia Elétrica e de Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professor Adjunto da UFRN lotado no Departamento de Engenharia Biomédica e Professor Permanente do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica e de Computação (PpgEEC/UFRN). Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica em Saúde e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS).

Referências

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABEClin. Associação Brasileira de Engenharia Clínica – ABEClin. 2016. Disponível em: <http://www.abeclin.org.br>. Acesso em: 26.10.2016.

ANTUNES, E. V. et al. Gestão da Tecnologia Biomédica: Tecnovigilância e Engenharia Clínica. ANVISA, 2002, cap 3, 4.

BLUM,B et al. The dynamics of a clinical information system. In Proceedings of MEDINFO92.K.L. et al. Editors, Elsevier Science Publishers, p. 168-173,1992.

BRONZINO, J. D. The Clinical Engineering Handbook: The Biomedical Engineering Series. EUA: CRC Press, 1995.

CALIL, S.; TEIXEIRA, M. Gerenciamento de manutenção de equipamentos hospitalares. São Paulo: Série Saúde Cidadania, 1998. Citado na página 19.

COLLAZOS, Kathya L., BRASIL, Lourdes M. Informática em Saúde: Sistema de Informação em Saúde. Brasilia: Universa, 2008.

CONTRERAS, R. C. Setor de Engenharia Clínica: Plano de Gerenciamento de Equipamentos e Procedimentos Operacionais. Natal, 2015.

DANTAS, Marcel da Câmara Ribeiro. Sistema de Telemonitoramento para Pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica. Dissertação (Trabalho de Conclusão de Curso) — Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.

EICHSTAEDT, J. F.; DEGENHARDT, T. Édio. Sistemas de Informações Gerenciais. Brasil, 2009.

FILHO, J. S. C.; CALDAS, A. de J. M.; NETO, M. L. da C. A importância da engenharia clínica nas instituições de saúde: experiência em um hospital público federal. Brasil, 2015.

HANNAH, Kathryn J., BALL, Marion J., EDWARDS, Margarete J. A. Introdução à Informática em Enfermagem. 3ed. - Porto Alegre: Artmed, 2009.

JUNGER, S. A organização e a importância dos Sistemas de Informação. Brasil, 2015.

LUCAS, H. Information technology: strategic decision making for managers. New Delhi: Wiley-india, 2008.

MEDEIROS, C. B. S. de. A Engenharia Clínica e seus indicadores no Hospital Universitário Onofre Lopes. Dissertação (Trabalho de Conclusão de Curso) — Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.

Ministério da Saúde. Equipamentos Médico-Hospitalares e o Gerenciamento da Manutenção. Brasília – DF: Ministério da Saúde, 2002.

MIRANDA, O. A. A Importância do Sistema de Informação Gerencial na Empresa SOL Distribuidora de Combustíveis LTDA. Brasil, 2010.

OLIVEIRA, D. de Pinho Rebouças de. Sistemas de Informações Gerenciais: Estratégicas Táticas Operacionais. 12. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

SILVA, L. M. da; FERREIRA, A. C. M. Sistema de cadastro e manutenção de equipamento médico hospitalar: Proposta para o desenvolvimento como uma ferramenta para auxiliar a gestão de manutenção da engenharia clinica nos hospitais. Brasil, 2015.

SOUZA, D. B. de; MILAGRE, S. T.; SOARES, A. B. Avaliação econômica da implantação de um serviço de engenharia clínica em hospital público brasileiro. Revista Brasileira de Engenharia Biomédica, Uberlândia, v. 28, n. 4, p. 327–336, 2012.

SOUZA, V. E. S. FrameWeb: um Método baseado em Frameworks para o Projeto de Sistemas de Informação Web. Dissertação (Mestrado em Informática) — Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, Brasil, 2007.

WHO, W. H. O. Computerized Maintenance Management System: WHO Medical Device Technical Series. EUA, 2011. Disponível em: <http://apps.who.int/medicinedocs/documents/s21567en/s21567en.pdf>. Acesso em: 24.10.2016.

Publicado
23-11-2017
Como Citar
Fernandes, A. C. S., de Castro, T. B., Barbosa, J. M. D., Dantas, M. da C. R., Vieira da Silva Neto, J. H., & Valentim, R. A. de M. (2017). SISTEMA DE GERENCIAMENTO WEB PARA ENGENHARIA CLÍNICA: PROPOSTA DE ARQUITETURA E IMPLEMENTAÇÃO. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 7(2). https://doi.org/10.18816/r-bits.v7i2.11623
Seção
Artigos Originais