DIZZINESS KIDS APP – TESTE DE USABILIDADE DE APLICATIVO GAMIFICADO PARA TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM TONTURA

Resumo

O crescimento do uso de smartphone tem possibilitado a criação de aplicativos que contribuem para medidas terapêuticas na saúde. A interface e usabilidade destas ferramentas é uma preocupação frequente em pesquisadores desta área. Este artigo tem o objetivo de socializar o processo de desenvolvimento da interface gamificada do aplicativo Dizziness Kids e avaliar o grau de usabilidade com um grupo de crianças. Trata-se de um estudo observacional, descritivo e quantitativo. Para coleta de dados foi utilizado o Dizziness Kids App e o teste de usabilidade de Brooke. A média de idade da amostra foi de 9,4 anos. O resultado do teste de usabilidade foi de 86 pontos, constatando alto grau de efetividade quanto a usabilidade. O desenvolvimento do Dizziness Kids App proporcionou maior adesão das crianças ao ambiente digital, uma vez que o sistema de feedback e recompensa favoreceu a motivação extrínseca tornando a atividade mais atrativa às crianças.

Palavras-chave: Tontura, Criança, Aplicativo, Gamificação, E-health.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria da Gloria de Sousa

Docente da Universidade do Estado da Bahia – Departamento de Ciências da Vida. Salvador, Bahia, Brasil.
Pós-doutorado em Plataformas Digitais Gamificadas em Saúde, pela Universidade Federal da Bahia,
Doutorado em Processo Interativo dos órgãos e Sistemas pela Universidade Federal da Bahia.
E-mail: gcanto@uneb.br

Lynn Alves

Docente da Universidade Federal da Bahia – Instituto de Humanidades, Artes e Ciência. Salvador, Bahia,
Brasil. Pós-doutorado em Jogos digitais e Aprendizagem, pela Universidade de Turim – Turim – Itália,
Doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia. lynnalves@gmail.com.

Publicado
19-04-2021
Como Citar
de Sousa, M. da G., & Alves, L. (2021). DIZZINESS KIDS APP – TESTE DE USABILIDADE DE APLICATIVO GAMIFICADO PARA TRATAMENTO DE CRIANÇAS COM TONTURA. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 10(3), 14. https://doi.org/10.18816/r-bits.v10i3.23616
Seção
Artigos Premiados