PERFIL DO MANUSEIO DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS PELO ESTUDANTE DE MEDICINA E SUA INTERFACE PARA O APRENDIZADO EM SAÚDE.

  • Filipe Marinho Pinheiro da Câmara Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Daniel Fernandes Mello de Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Rafael Alves da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Vitor Tavares Paula Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Elker Philipe Fernandes de Abreu Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Carlos Matos Neto Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Beatriz Moraes Bento Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Felipe Augusto Xavier Morais Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Rafaella Santos Mafaldo Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Francisco Leandro de Oliveira Freire Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Jocekleyton Ramalho da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Mônica Cristina Carvalho Lima Lucena Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Gabriella Lucio Calzans Duarte Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Fernanda de Araújo Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • José Diniz Junior Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Rosiane Viana Zuza Diniz Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Resumo

Durante as últimas décadas, o mundo vem passando por um desenvolvimento técnico-científico intenso e crescente, com surgimento de inúmeras tecnologias que impactam não somente no modo de operação das indústrias, mas que também levam a mudanças de estratégias em várias áreas como comércio, serviços, educação e saúde. A inserção destes recursos é uma realidade inovadora e promissora no âmbito da educação, de modo a ser uma forma complementar no processo ensino-aprendizagem. Para avaliar o uso dessas tecnologias no cotidiano do estudante, foi realizado um estudo descritivo com 102 estudantes do 2º ao 6º ano da graduação de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, os quais foram orientados a responder um questionário virtual sobre a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) no auxílio ao seu aprendizado. A média de idade dos estudantes foi de 22,9±2,2 anos, com predomínio do sexo masculino (52%). 85% dos participantes possuem dispositivos móveis com acesso a internet. O Facebook foi a mídia social mais acessa (88,2%), seguida pelo WhatsApp (69,6%) e Instagram (36,3%). Foram encontrados valores expressivos relacionados ao uso de TICs no ambiente acadêmico, sendo computadores e dispositivos móveis (celulares, Tablets, computadores portáteis) praticamente indispensáveis durante sua rotina. As principais ferramentas que auxiliam o aprendizado foram as páginas da Web (65,7%), Google drive® (55,9%) e Dropbox®, (54,9%). A Telemedicina foi a ferramenta menos utilizada para o aprendizado (27,5%). Em suma, as TICs são utilizadas de forma cotidiana e frequente pelo estudante de Medicina. A inserção criteriosa das TICs no processo de ensino-aprendizagem parece ser uma estratégia inovadora e interessante como facilitadora da educação permanente, tomada de decisões, atualização do conhecimento, aproximando o estudante dos assuntos médicos de forma rápida, segura, interativa e diversificada para melhoria da formação em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Marinho Pinheiro da Câmara, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do quarto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Daniel Fernandes Mello de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Acadêmico do terceiro ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.

Rafael Alves da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do quarto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Vitor Tavares Paula, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Elker Philipe Fernandes de Abreu, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do sexto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Carlos Matos Neto, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (UFRN) Monitora da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Beatriz Moraes Bento, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmica do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (UFRN) Monitora da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Felipe Augusto Xavier Morais Ferreira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do terceiro ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Rafaella Santos Mafaldo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmica do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Francisco Leandro de Oliveira Freire, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Acadêmico do quarto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.

Jocekleyton Ramalho da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmico do quarto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitor da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Mônica Cristina Carvalho Lima Lucena, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmica do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitora da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Gabriella Lucio Calzans Duarte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmica do quinto ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitora da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
Fernanda de Araújo Ferreira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Acadêmica do terceiro ano do Curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Monitora da Disciplina de Iniciação ao Exame Clínico da UFRN.
José Diniz Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Doutor em Medicina (Otorrinolaringologia). Professor Adjunto IV da disciplina de
otorrinolaringologia do Departamento de Cirurgia da Universidade Federal do Rio Grande
do Norte. Coordenador da Telessaúde RN. Membro do Laboratório de Inovação
Tecnológica em Saúde (LAIS). Coordenador da Monitoria em Otorrinolaringologia da
UFRN. 

Rosiane Viana Zuza Diniz, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Doutora em Medicina (cardiologia). Professora Adjunta IV da disciplina de Iniciação ao Exame Clínico do Departamento de Clinica Médica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Pesquisadora da Telessaúde RN. Membro do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS). Coordenadora da Monitoria em Semiologia Médica da UFRN. rosianevzdiniz@gmail.com

Referências

RODRIGUEZ, M. N. La enseñanza de las ciencias de la información en el currículum de los estudiantes de medicina y de otras especialidades afines. ACIMED, Cidade de Havana, v. 13, n. 6, dez. 2005. Disponível em: <http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1024-94352005000600005&lng=es&nrm=iso>. Acesso em: 27 de out. 2013.

ELLAWAY, R, MASTERS K. AMEE Guide 32: e-Learning in medical education. Part 1: Learning, teaching and assessment. Medical Teacher; v. 30, n. 5, p. 455-73, Jun, 2008.

CAVALCANTE, M. T. L.; VASCONCELLOS, M. M. Tecnologia de informação para a educação na saúde: duas revisões e uma proposta. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 12, n. 3, jun. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232007000300011&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 25 out. 2013.

STRUCHINER M., et al. Novas tecnologias de informação e educação em saúde diante da revolução comunicacional e informacional. In: MINAYO MCS; COIMBRA CEAJ, (Org.). Críticas e atuantes: Ciências sociais e humanas em saúde na América Latina. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2005.

SILVA, A. X. G. S. et al. Development and use of a digital tool for teaching Morphological Sciences. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 67-80, nov. 2012.

GRAY, K., ANNABELL, L., KENNEDY, G. Medical students’ use of Facebook to support learning: Insights from four case studies. Medical Teacher, v. 32, p. 971-976, 2010.

LEITE, M. T. M., CARLINI, A. L., RAMOS, M. P., SIGULEM, D. Educação médica continuada online: potencial e desafios no cenário brasileiro. Revista Brasileira de Educação Médica. São Paulo, v. 34, v. 1, p. 141-149, 2010.

SHURTZ, S., VON ISENBURG, M. Exploring e-readers to support clinical medical education: two case series. The Journal of Medical Library Association 99 (02). Abril, 2011.

PRGOMET, M; GEORGIOU, A; WESTBROOK J. I. The impact of mobile handheld technology on hospital physicians’ work practices and patient care: a systematic review. Journal of the American Medical Informatics Association. Nov/Dec;16(6):792–801, 2009.

GREGOR KENNEDY, KATHLEEN GRAY & JUSTIN TSE. ‘Net Generation’ medical students: technological experiences of pre-clinical and clinical students. Medical Teacher; 30: 10–16, 2008.

SILVA, J.L.R, TOURINHO, F.S.V., BARROS, D.M.S., DINIZ JÚNIOR, J., CORTEZ, L.R. Uma visão da relação do Teletrabalho e da Teleconsultoria no âmbito da Telessaúde no estado do Rio Grande do norte. Revista Brasileira de Inovação Tecnológica em Saúde; v. 3, n. 1, p. 62-64, 2013.

MASTERS K, ELLAWAY, R. AMEE Guide 32: e-Learning in medical education. Part 2: Technology, management and design. Medical Teacher; v. 30, n. 5, p. 455-73, Jun, 2008.

Publicado
04-04-2014
Como Citar
Câmara, F. M. P. da, Oliveira, D. F. M. de, Silva, R. A. da, Paula, V. T., Abreu, E. P. F. de, Matos Neto, C., Bento, B. M., Ferreira, F. A. X. M., Mafaldo, R. S., Freire, F. L. de O., Silva, J. R. da, Lucena, M. C. C. L., Duarte, G. L. C., Ferreira, F. de A., Diniz Junior, J., & Diniz, R. V. Z. (2014). PERFIL DO MANUSEIO DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS PELO ESTUDANTE DE MEDICINA E SUA INTERFACE PARA O APRENDIZADO EM SAÚDE. Revista Brasileira De Inovação Tecnológica Em Saúde - ISSN:2236-1103, 4(1). https://doi.org/10.18816/r-bits.v4i1.4549
Seção
Artigos Originais