Marketing sensorial: uma análise dos estímulos auditivos no setor de bares e restaurantes na cidade de Currais Novos-RN

Autores

Palavras-chave:

Marketing sensorial, Experiências, Estímulos auditivos, Gêneros e estilos musicais, Setor de bares e restaurantes

Resumo

O marketing sensorial é a ferramenta mercadológica que insere a base dos cinco sentidos humanos na situação de consumo para elaborar uma atmosfera convidativa e agradável para a clientela. Os negócios que usufruem dessa estratégia acabam obtendo como reflexo a criação de elos emocionais com consumidor, conquistando a sua preferência. Dentre as possibilidades sensoriais, destaca-se nessa pesquisa o domínio da audição. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo geral analisar o uso das práticas de estímulos auditivos no processo de fomento da satisfação dos clientes do setor de bares e restaurantes da cidade de Currais Novos-RN. Para concretizá-lo, adotaram-se os seguintes objetivos específicos: a) identificar o perfil dos estabelecimentos do setor de bares e restaurantes da cidade de Currais Novos-RN; e b) caracterizar os estímulos musicais e a dinâmica das suas execuções no setor de bares e restaurantes da cidade de Currais Novos-RN, verificando a agradabilidade da sonoridade. A metodologia adotada foi a pesquisa de abordagem quanti-qualitativa. Quanto aos fins, é entendida como exploratória, descritiva e aplicada. Quanto aos meios, optou-se por estudo de caso com pesquisa de campo e observação para a coleta dos dados primários. Os resultados evidenciaram que uma parcela significativa da amostra dos empreendimentos está utilizando a música como elemento atmosférico do ponto comercial. Entretanto, nesse primeiro olhar existem indicativos que apontam a inconformidade das práticas atualmente empregues nos bares e restaurantes currais-novenses. Dessa forma, a pesquisa conclui que as empresas necessitam aprimorar esse quesito através do planejamento, para que assim seus clientes possam desfrutar experiências satisfatórias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACEVEDO, C. R.; FAIRBANKS, V. S. L. Os Efeitos do Marketing Sensorial Sobre a Experiência de Compra do Consumidor no Ponto de Venda. Revista Interdisciplinar De Marketing, v. 8, n. 1, p. 51-67, jan- jun., 2018. Disponível em:https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rimar/article/view/34590/751375138758. Acesso em: 14 maio 2022.

AGUIAR, E. C.; FARIAS, S. A. Estímulos sensoriais e seus significados para o consumidor: investigando uma atmosfera de serviço centrado na experiência. Revista Brasileira de Marketing, v. 13, n. 5, p. 65-77. 2014. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/4717/471747343005.pdf. Acesso em: 07 maio 2022.

ALMEIDA, K. P. dos R de. O uso de elementos sensoriais no ponto de venda aumenta os índices de atratividade, lealdade e preferência dos shoppers à loja? Uma reflexão crítica. 2013. 79 f. Dissertação (Mestrado em Administração). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1067. Acesso em: 04 abr. 2022.

AMTHOR, F. Neurociência para leigos. 2. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017.

ARENI, C. S.; KIM, D. The influence of background music on shopping behavior: classical versus top-forty music in a wine store. ACR North American Advances, v. 20, p. 336-340. 1993. Disponível em: https://www.acrwebsite.org/volumes/7467/volumes/v20/NA-20. Acesso em: 03 maio 2022.

BARRIOS, M. Marketing de la Experiencia: principales conceptos y características. Palermo Business Review, n. 7, p. 67-89. 2012. Disponível em: https://www.palermo.edu/economicas/PDF_2012/PBR7/PBR_04MarceloBarrios.pdf. Acesso em: 26 maio 2022.

BECKENKAMP, B. M.; DAMAZIO, L. P. O uso do marketing sensorial para gerar estímulos emocionais nos consumidores: uma análise sensitiva das marcas Nike, Bubbaloo e Downy. Revista Vincci - Periódico Científico do UniSATC, v. 5, n. 2, p. 26-58, jul./dez. 2020. Disponível em: http://revistavincci.satc.edu.br/ojs/index.php/Revista-Vincci/article/view/225. Acesso em: 06 maio 2022.

BENITES, T. Marketing sensorial: como utilizar os cinco sentidos para atrair clientes. São Paulo: Comunica-T, 2016.

BIROCHI, R. Metodologia de estudo e de pesquisa em administração. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC; [Brasília]: CAPES: UAB, 2015. Disponível em: <https://arquivos.info.ufrn.br/arquivos/20211052479c4c98793212f30e40d0228/PNAP _-_Modulo_Basico_-_GP_-_Metodologia_de_Estudo_e_de_Pesquisa_em_Administr acao.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2022.

BISWAS, D.; LUND, K.; SZOCS, C. Sounds like a healthy retail atmospheric strategy: Effects of ambient music and background noise on food sales. Journal of the Academy of Marketing Science, v. 47, n. 1, p. 37-55, 2019. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11747-018-0583-8. Acesso em: 01 jul. 2022.

BLANCO, A. Del. Marca multisensorial, espléndidamente lúcida. HD Marketing & Ventas, n. 106, p. 26-33. 2011. Disponível em: https://www.harvard-deusto.com/marca-multisensorial-esplendidamente-lucida. Acesso em: 06 maio 2022.

BRASIL, IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018: primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101670.pdf. Acesso em: 27 jun. 2022.

BROEKEMIER, G.; MARQUARDT, R.; GENTRY, J. W. An exploration of happy/sad and liked/disliked music effects on shopping intentions in a women's clothing store service setting. Journal of Services Marketing, 2008. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=An+exploration+of+happy%2Fsad+and+liked%2Fdisliked+music+effects+on+shopping+intentions+in+a+women%27s+clothing+store+service+setting&btnG=#d=gs_qabs&t=1658857560012&u=%23p%3DWIgWeyb_fIsJ. Acesso em: 10 jul. 2022.

CAMARGO, P. Neuromarketing: descodificando a mente do consumidor. Porto: Edições IPAM, 2009.

CASTRO, W. R. A.; MONTES, L. S. P.; VERA, G. R.. Estímulos auditivos en prácticas de neuromarketing. Caso: Centro Comercial Unicentro, Cúcuta, Colombia. Cuadernos de Administración (Universidad del Valle), v. 31, n. 53, p. 117-129, 2015. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0120-46452015000100011. Acesso em: 20 abr. 2022.

CAVALCANTE, J. S.; CAVALCANTE, J. C.; LICHSTON, J. E. Percepção e sensibilidade nos seres vivos. 2. ed. Natal: EDUFRN, 2011. E-book. Disponível em:http://bibliotecadigital.sedis.ufrn.br/pdf/biologia/Per_Sen_Ser_Viv_LIVRO_WEB.pdf. Acesso em: 18 maio 2022.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. da. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

COSTA, M. F. da; FARIAS, S. A. de. Efeitos da Música ao Vivo e Mecanizada em Ambientes de Varejo Supermercadista. RAC, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 154-174, Mar./Abr. 2016. Disponível em:https://www.scielo.br/j/rac/a/jrjnXnCGf3PbPNQ4cgddjqH/?lang=pt. Acesso em: 07 jun. 2022.

DATA SEBRAE, 2022. Disponível em: https://datasebraeindicadores.sebrae.com.br/resources/sites/data-sebrae/data-sebrae.html#/Empresas. Acesso em: 08 jul. 2022.

FUSCO, A. MIGUEZ, G. Introdução à teoria musical. Rio de Janeiro: Opus 3 ensino musical, 2017. E-book. Disponível em: https://www.amazon.com.br/kindle-dbs/hz/subscribe/ku?_encoding=UTF8&ref_=dbs_p_ebk_w0m_pbcb_diupu0&passThroughAsin=B0758WMFQS. Acesso em: 10 jun. 2022.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GOMES, W. R. Teoria Musical Completa, [s.l.], [s.n.], 2019. Disponível em:https://www.amazon.com.br/Teoria-Musical-completa-iniciando-Dedicado-ebook/dp/B07SFMQ2FJ. Acesso em: 10 jun. 2022.

GUÉGUEN, N et al. Sound Level of Environmental Music and Drinking Behavior: A Field Experiment With Beer Drinkers. Alcoholism: clinical and experimental research, v. 32, n. 10, p. 1795-1798, 2008. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/51421029_Sound_Level_of_Environmental_Music_and_Drinking_Behavior_A_Field_Experiment_With_Beer_Drinkers. Acesso em: 20 jun. 2022.

GUÉGUEN, N.; JACOB, C. Music congruency and consumer behaviour: an experimental field study. International Bulletin of Business Administration, v. 9, n. 10, p. 1-14. 2010. Disponível em: https://www.academia.edu/4492065/5_Music_Congruency_and_Consumer_Behavior. Acesso em: 11 jul. 2022.

GUERRA, C. M.; DIAS, V. V. Marketing Sensorial e Consumidores com Deficiência: Uma análise a respeito da lembrança de marca. Consumer Behavior Review, v. 5, n. 1, p. 140-157, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/cbr/article/view/246110. Acesso em: 14 maio 2022.

GUERRA, G. Music branding: qual o som da sua marca? Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

HOLBROOK, M.; HIRSCHMAN, E. The experiential aspects of consumption: Consumer fantasies, feelings and fun. Journal of Consumer Research, v. 9, n. 2, p. 132-140, 1982. Disponível em: https://criticalmanagement.uniud.it/fileadmin/user_upload/1982_Holbrook.pdf. Acesso em: 04 maio 2022.

HULTÉN, B., BROWEUS, N.;VANDIJK, M. Sensory marketing. Palgrave Macmillan, 2009.

IBGE. Concla: Busca online. Disponível em: https://concla.ibge.gov.br/busca-online-cnae.html?classe=56112&tipo=cnae&versao=9&view=classe. Acesso em: 27 jun. 2022.

KOTLER, P. Atmospherics as a marketing tool. Journal of Retailing, v. 46, n. 4, 1973. Disponível em: http://belzludovic.free.fr/nolwenn/Kotler%20-%20Atmospherics%20as%20a%20marketing%20tool%20%20%28cit%C3%A9%20171%29%20-%201973.pdf. Acesso em: 10 maio 2022.

KOTLER, P. K.; KARTAJAYA, H.; SETIAWAN, I. Marketing 5.0: tecnologia para a humanidade. 1. ed. Rio de Janeiro: Sextante, 2021.

KOTLER, P. K.; KELLER, K. L. Administração de marketing. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. 15. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2015.

KRISHNA, A. An integrative review of sensory marketing: Engaging the senses to affect perception, judgment and behavior. Journal of Consumer Psychology, v. 22, p. 332-351, 2012. Disponível em: https://deepblue.lib.umich.edu/bitstream/handle/2027.42/142108/jcpy332.pdf. Acesso em: 09 maio 2022.

LEVITIN, D. J. A música no seu cérebro. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

LINDSTROM, M. A lógica do consumo: verdades e mentiras sobre por que compramos. Rio de Janeiro: HarperCollins Brasil, 2017.

LINDSTROM, M. Brand sense: segredos sensoriais por trás das coisas que compramos. Porto Alegre: Bookman, 2012.

LIPOVETSKY, G. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Lista de Empresas. Disponível em: https://consultas.plus/lista-de-empresas-de//. Acesso em: 30 jun. 2022.

MACIEL, D. F. et al. A Influência De Estilos Musicais Em Consumidores De Loja Popular. Revista Alcance, v. 19, n. 2, p. 147-164. 2012. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/ra/article/view/2038. Acesso em: 22 jun. 2022.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Tradução: Leme Berlon Ribeiro, Monica Stefani. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

MANDILA, M. GEORGIANNIS, V. The Effects of Music on Customer Behaviour and Satisfaction in the Region of Larissa: The Cases of Two Coffee Bars. In: International conference on contemporary marketing issues (ICCMI). 2012. p. 290-294. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/The-Effects-of-Music-on-Customer-Behaviour-and-in-Mandila-Gerogiannis/87e91f66cce56ee1db3e33e66369756e505e5a5b. Acesso em: 13 jul. 2022.

MED, B. Teoria da música. 4. ed. Brasília: Musimed, 1996.

MELODIA. In: Michaelis Dicionário On-Line. São Paulo: Melhoramentos, 2022. Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/Melodia/. Acesso em: 03 jun. 2022.

MERCADO de food service cresce 2,9% em fevereiro. ABAAS, 2018. Disponível em: https://abaas.com.br/noticias/mercado-de-food-service-cresce-29-em-fevereiro/. Acesso em: 26 jun. 2022.

MERCADO interno. Associação Brasileira da Indústria de Alimentos, 2022. Disponível em: https://www.abia.org.br/. Acesso em: 19 jul. 2022.

MILLIMAN, R. E. Using background music to affect the behavior of supermarket shoppers. Journal of Marketing, v. 46, n. 3, p. 86–91. 1986. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/1251706. Acesso em: 26 abr. 2022.

NORTH, A. C. The effect of background music on the taste of wine. British Journal of Psychology, v. 103, n. 3, p. 293-301, 2012. Disponível em: https://scholar.google.com.br/scholar?hl=pt-BR&as_sdt=0%2C5&q=The+effect+of+background+music+on+the+taste+of+wine&btnG=#d=gs_qabs&t=1658859441869&u=%23p%3DvC1eRCYAArAJ. Acesso em: 13 jul. 2022.

NORTH, A. C.; HARGREAVES, D. J.; MCKENDRICK, J. The influence of in-store music on wine selections. Journal of Applied Psychology, v. 84, n. 2, p. 271-276. 1999. Disponível em: https://psycnet.apa.org/fulltext/1999-13895-010.html. Acesso em: 14 jul. 2022.

OAKES, S. Musical tempo and waiting perceptions. Psychology & Marketing, v. 20, n. 8, p. 685-705, 2003. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/mar.10092. Acesso em: 04 jul. 2022.

OCTAVIANO, C. Os efeitos da música no cérebro humano. ComCiência, n. 116, p. 1-3. 2010. Disponível em: http://comciencia.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-76542010000200005&lng=e&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 12 jul. 2022.

OLIVEIRA NETO, J. C. de; MARTINS, B. S. B. Music Branding e a Influência da música no comportamento dos consumidores no ambiente comercial. In: Intercom. XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Fortaleza, 2012. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2012/resumos/R7-1721-1.pdf. Acesso em: 19 jun. 2022.

OLIVEIRA, D. M. de S.; BELZ, E.; SANTOS, S. R. de O. Diferentes Tipos de Reprodução Musical e sua Influência sobre o Tempo de Permanência dos Clientes em Restaurantes.

PADOVAN JUNIOR, M. A. Compêndio da história da música geral e brasileira. Ribeirão Preto [s. n.], 2015.

PANTOJA, F.; BORGES, A. Background music tempo effects on food evaluations and purchase intentions. Journal of Retailing and Consumer Services, v. 63, p. 102-730. 2021. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0969698921002964. Acesso em: 13 jul. 2022.

Perception, judgment and behavior. Journal of Consumer Psychology, v. 22, p. 332-351, 2012. Disponível em: https://deepblue.lib.umich.edu/bitstream/handle/2027.42/142108/jcpy332.pdf. Acesso em: 09 maio 2022.

PEREIRA, A. S. et al. Metodologia da pesquisa científica. 1. ed. Santa Maria, RS: UFSM, NTE, 2018. E-book. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/358/2019/02/Metodologia-da-Pesquisa-Cientifica_final.pdf. Acesso em: 10 jul. 2022.

PERFIL da Abrasel. Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, 2022. Disponível em: https://abrasel.com.br/abrasel/perfil-da-abrasel/. Acesso em: 27 jun. 2022.

PETRUZZELLIS, L.; CHEBAT, J. C.; PALUMBO, A. “Hey Dee-Jay Let’s Play that Song and Keep me Shopping All Day Long”. The Effect of Famous Background Music on Consumer Shopping Behavior. In: Ideas in marketing: Finding the new and polishing the old. Springer, Cham, 2015. p. 756-765. Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-319-10951-0_278. Acesso em: 11 jul. 2022.

PINE II, B.; GILMORE, J. Welcome to the experience economy. Harvard Business Review, v. 76, p. 97-105, 1998. Disponível em: https://hbr.org/1998/07/welcome-to-the-experience-economy. Acesso em: 06 maio 2022.

PONTES, M. M. Estilos Musicais. 2020. Disponível em: https://www.sabra.org.br/site/estilos-musicais/. Acesso em: 03 jun. 2022.

PRODANOV, C.C.; FREITAS, E. C. de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. E-book. Disponível em:https://aedmoodle.ufpa.br/pluginfile.php/291348/mod_resource/content/3/2.1-E-book-Metodologia-do-Trabalho-Cientifico-2.pdf. Acesso em: 10 jul. 2022.

RENNER, K. Gêneros, formas e estilos musicais. [s. l.]: Sistema de apoio ao ensino. 200?. E-book. Disponível em: http://www2.videolivraria.com.br/pdfs/9859.pdf. Acesso em: 25 jun. 2022.

Revista Ciências Administrativas, v. 27, n. 1, 2021. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/rca/article/view/e10818. Acesso em: 07 jul. 2022

ROSA, A. Teoria Musical, [s.l.], [s.n.], 2021. Disponível em:https://www.amazon.com.br/Teoria-Musical-Andressa-Rosa-ebook/dp/B09F558RCW. Acesso em: 10 jun. 2022.

SARQUIS, A. B. et al. Marketing sensorial na comunicação de marca: um ensaio teórico. Revista Brasielira de Gestão e Inovação, v. 2, n. 3, maio/ago. 2015. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/300522698_MARKETING_SENSORIAL_NA_COMUNICACAO_DE_MARCA_UM_ENSAIO_TEORICO_SENSORY_MARKETING_IN_THE_BRAND_COMMUNICATIONS_A_THEORETICAL_ESSAY. Acesso em: 06 abr. 2022.

SCHIFFMAN, H. R. Sensação e percepção. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2005.

SCHMITT, B. H. Marketing experimental. São Paulo: Nobel, 2002.

SCHMITT, B. SIMONSON, A. A estética do marketing: como criar e administrar sua marca, imagem e identidade. São Paulo: Nobel, 2002.

SEBRAE. Marketing sensorial e experiência do usuário. 2022. E-book. Disponível em: https://sebraeatende.com.br/system/files/marketing_sensorial_e_experiencia_do_usuario.pdf. Acesso em: 04 jul. 2022.

SENA, A. Gêneros musicais brasileiros. 2020. Disponível em: https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/artes/generos-musicais-brasileiros. Acesso em: 02 jun. 2022.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 1. ed. São Paulo: Cortez Editora, 2013.

SILVA, G. R. da. Branding Sensorial: o poder de influência da marca Melissa no varejo de calçados femininos. 2016. 68 f. Monografia (Graduação em Administração). Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2016. Disponível em: https://rosario.ufma.br/jspui/handle/123456789/827. Acesso em: 14 maio 2022.

SILVA, M. A. R. Alimentação fora do lar como um fenômeno de consumo pós-moderno: um estudo etnográfico, 2011. Dissertação (Mestrado em Administração)- Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufla.br/jspui/bitstream/1/2481/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O_Alimenta%C3%A7%C3%A3o%20fora%20do%20lar%20como%20um%20fen%C3%B4meno%20de%20consumo%20p%C3%B3s-moderno.pdf . Acesso em: 17 jun. 2022.

SOLOMON, M. R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2016.

SPENCE, C. Sonic seasoning and other multisensory influences on the coffee drinking experience. Frontiers in Computer Science, v. 3. 2021. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fcomp.2021.644054/full. Acesso em: 13 jul. 2022.

TESSMANN, P. R. Os Gêneros Musicais presentes na Música Brasileira - Aprenda Piano. Disponível em: https://www.aprendateclado.com/generos-musicais-musica-brasileira/. Acesso em: 05 jun. 2022.

TOGINHO FILHO, D. O. Nível de pressão sonora: uso do decibelímetro. Universidade Estadual de Londrina. Catálogo de experimentos do Laboratório Integrado de Física Geral. Londrina, 2012. Disponível em: http://www.uel.br/pessoal/renatoikeoka/pages/arquivos/Fisica%20Aplicada%20a%20Engenharia%20II/OSC4_som_Intensidade_uso_do%20_decibelimetro.pdf. Acesso em: 08 jul. 2022.

VANTAGENS de usar o marketing sensorial em seu negócio. SEBRAE ALAGOAS, 2020. Disponível em: https://blog.sebraealagoas.com.br/empreendedorismo/6-vantagens-de-usar-o-marketing-sensorial-em-seu-negocio/. Acesso em: 16 jun. 2022.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

VERÍSSIMO, A. da R. O som no marketing sensorial: estudo de caso no Metrôrio. 2020. 56 f. Monografia (Graduação em Publicidade e Propaganda). Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, 2020. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/16731. Acesso: 07 jun. 2022.

WANG, Q. J.; SPENCE, C.; KNOEFERLE, K. Timing is everything: Onset timing moderates the crossmodal influence of background sound on taste perception. Journal of Experimental Psychology: Human Perception and Performance, v. 46, n. 10. 2020. Disponível em: https://psycnet.apa.org/record/2020-47032-001. Acesso em: 13 jul. 2022.

WEIGSDING, J. A.; BARBOSA, C. P. A influência da música no comportamento humano. Arquivos do MUDI, v. 18, n. 2, p. 47-62. 2014. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ArqMudi/article/view/25137. Acesso em: 02 jun. 2022.

WILSON, S. The effect of music on perceived atmosphere and purchase intentions in a restaurant. Psychology of music, v. 31, n. 1, p. 93-112. 2003. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0305735603031001327. Acesso em: 13 jul. 2022.

YALCH, R.; SPANGENBERG, E. Effects of store music on shopping behavior. Journal of Consumer Marketing, v. 7, n. 2, p. 55-63, 1990. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/242341772_Effects_of_Store_Music_on_Shopping_Behavior. Acesso em: 05 jul. 2022.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução: Daniel Grassi. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZERBINATTI, A. M. Branding sensorial: potenciais e limites. São Paulo: Paulus, 2017. E-book. Disponível em: https://www.fapcom.edu.br/revista/index.php/revista-comfilotec/article/view/273. Acesso em: 26 abr. 2022.

Downloads

Publicado

20-06-2023

Como Citar

CORTEZ, E. E. G.; PEREIRA, M. H. N. . Marketing sensorial: uma análise dos estímulos auditivos no setor de bares e restaurantes na cidade de Currais Novos-RN. Revista de Ensino, Pesquisa e Extensão em Gestão, [S. l.], v. 6, n. 1, p. e30407, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revenspesextgestao/article/view/30407. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos