Conflitos de uso e ameaças a paisagem da Unidade de Conservação Parque Estadual do Poeta e Repentista Juvenal de Oliveira, Campina Grande - PB: uma proposta de intervenção.

Autores

  • Alexsandro Silva Souza
  • Valéria Raquel Porto de Lima

DOI:

https://doi.org/10.21680/2447-3359.2018v4n0ID16081

Resumo

Este artigo refere-se a um estudo realizado em uma Unidade de Conservação (UC) de proteção integral, buscando oferecer direcionamentos de planejamento com base no estudo da valoração da paisagem. A UC Parque Estadual do Poeta e Repentista Juvenal de Oliveira, localizada no município de Campina Grande – PB, não possui plano de manejo e carece de pesquisas científicas que justifiquem a sua implementação, pois se trata de uma UC não regulamentada e que sofre imposições de outras territorialidades. Assim, o objetivo geral foi identificar e analisar os principais conflitos de uso e consequentes ameaças aos recursos naturais da UC, buscando com isso ter elementos que orientem estratégias de planejamento. Os usos conflitantes identificados na UC e consequentes ameaças aos recursos naturais são eminentes e inobservante às leis ambientais, necessitando de intervenções urgentes para reverter o quadro de degradação. As paisagens da UC se mostram com potencialidades enquanto provedoras de serviços ecossistêmicos, o que justifica a necessidade de implementação da área protegida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-11-2018

Como Citar

SILVA SOUZA, A.; PORTO DE LIMA, V. R. Conflitos de uso e ameaças a paisagem da Unidade de Conservação Parque Estadual do Poeta e Repentista Juvenal de Oliveira, Campina Grande - PB: uma proposta de intervenção. Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 4, p. 27–49, 2018. DOI: 10.21680/2447-3359.2018v4n0ID16081. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/16081. Acesso em: 6 jul. 2022.