Análise de Índices de Vulnerabilidade Física com uso de Geotecnologias na Região da Barreira do Inferno/RN

Resumo


Este estudo apresenta a determinação de índices de vulnerabilidade física na região da Barreira do Inferno, Município de Parnamirim/RN. Os índices de Vulnerabilidade Natural (VN) e Vulnerabilidade Ambiental (VA) foram calculados por meio da análise estatística ponderada das classes temáticas de geomorfologia, declividade, solos, vegetação, geologia, uso e ocupação do solo. As variáveis temáticas foram avaliadas para redução da subjetividade e da dimensionalidade por meio do Processo Analítico Hierárquico e da Análise por Principais Componentes. Os resultados mostraram o domínio de classes de média, alta e muita alta vulnerabilidade em 75% e 79,1% da área total nos mapas de VN e VA, respectivamente. O Índice de Vulnerabilidade Costeira (IVC) à erosão foi estabelecido a partir de variáveis físicas e dinâmicas para três diferentes cenários futuros de mudanças climáticas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças do Clima. O IVC em 100% da linha de costa (LC) é de baixa vulnerabilidade no cenário otimista. Na projeção pessimista 31% da extensão da LC está em vulnerabilidade média.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Venerando Eustáquio Amaro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Professor Titular do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DEC/UFRN). Coordenador do Laboratório de Geotecnologias Aplicadas, Modelagens Costeira e Oceânica (GNOMO) do Departamento de Engenharia Civil da UFRN. Atua em 2019 no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PEC) e no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGe) da UFRN. É pesquisador sênior em Geociências e Geofísica, com ênfase nas Geotecnologias Aplicadas (Geoprocessamento, Sensoriamento Remoto, Sistema de Informações Geográficas, Processamento Digital de Imagens, Banco de Dados Georreferenciados e Geodésia de Precisão), Análise de Riscos e Monitoramento Ambiental de Áreas Costeiras e Estuarinas.

Ada Cristina Scudelari, Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Professora Titular do Departamento de Engenharia Civil, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Coordenou o Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil da UFRN de 2013 a 2017. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Modelagem Hidrodinâmica Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: erosão costeira, caracterização e diagnóstico ambiental e métodos numéricos .

Diego Souza de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Mestre em Engenharia Sanitária e Ambiental (2017) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Interesse nas áreas da Engenharia Civil e da Engenharia Sanitária e Ambiental, com ênfase em Saneamento, Meio Ambiente e Geoprocessamento.

Maria de Fátima Alves de Matos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN

Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação de Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente desenvolve pesquisas no Laboratório de Geotecnologias Aplicadas, Modelagens Costeira e Oceânica (GNOMO/DEC/UFRN). Atua na área de Geociências, com ênfase em Modelagem de Ondas Oceânicas, Hidrodinâmica Costeira, Sensoriamento Remoto e Geotecnologias Aplicadas. É docente externo do Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação de Engenharia Civil da UFRN, onde leciona desde 2015 a disciplina de Geoprocessamento Apicado a Engenharia Civil.

Publicado
17-09-2021
Como Citar
EUSTÁQUIO AMARO, V.; SCUDELARI, A. C.; SOUZA DE OLIVEIRA, D.; CLEMENTE DE LACERDA, I. L.; ALVES DE MATOS, M. DE F. Análise de Índices de Vulnerabilidade Física com uso de Geotecnologias na Região da Barreira do Inferno/RN. Revista de Geociências do Nordeste, v. 7, n. 2, p. 179-192, 17 set. 2021.
Seção
Artigos